sábado, 3 de novembro de 2007

Humberto, rogai por nós!

O post de hoje é no mínimo curioso. Pelo menos pra mim. Talvez para aqueles que não me conhecem nem tenha tanta graça. Mas eu penso que pra quem já desfrutou um tempinho com esse blogueiro modesto as informações a seguir serão até engraçadinhas.

Vê bem essa descrição:

"Um homem caridoso, amável e sábio, que granjeou a estima de todos os seus concidadãos".

Hehehe, quer mais. Que tal isso, então?:

"Um pobre pecador, clamando para que sejamos todos conscientes da nossa transitoriedade neste mundo".

Sim, falo do Humberto. Obviamente, não de mim mesmo, mas de São Humberto, também conhecido como Santo Humberto, representado na imagem aí acima. Hoje, dia 03 de novembro é dia deste santo, pop que só ele na Bélgica,país onde ele foi bispo (em Tongres, Maestricht e Liège). Meu xará viveu no século VIII e morreu dando conselhos (como costumam fazer os Humbertos todos, pelo visto):

"Fazei penitência, está chegando, aproxima-se o dia do julgamento. A morte está próxima, não tarda a vir, como diz a Escritura. Sim, deste sono todos seremos presa. Se alguém se sente culpado, em falta, caído no pecado, ainda há tempo de recorrer a salutares medicinas. Ide, enquanto uma porta jaz aberta, para que a alma não morra com o corpo. Quem fez malfeitos, que se arrependa de todo o coração. E vós, irmãos, pesai e repesai o que tendes feito. Doravante, ponde toda a vossa atenção naquilo que ides fazer."

Bom, a morte estava próxima mesmo, mas dele pelo visto. Os Humbertos acertam sempre, de um jeito ou de outro. E, claro, por mais que sejam uns bestões que se preocupam com os outros mais do que deveriam (que o diga no que se refere às amigas traíras), no fundo tão de olho é no seu:
"Quanto a mim, pobre pecador, a vós vos falo, mas é por mim que temo".

Essas comparações são todas brincadeiras, nem preciso dizer. Eu respeito santos, todos eles, e não ia tripudiar justamente daquele que carrega meu bonito nome. Mas tem umas coisas que são curiosas.

Não consegui decobrir muito sobre o santo, mas soube que o São Humberto era um nobre lá da Bélgica que teve uma visão de um cervo com uma cruz luminosa entre os galhos. Eu não comentarei. Mas posso bem imaginar a Alessandra lendo isso, assim como imaginaria a Jacira se ela não tivesse trocado meu blog pelo flog do anão há muito tempo.

Mais (e melhores!): São Humberto é padroeiro dos caçadores, dos guardas florestais e, e, e....PROTETOR DOS RAIVOSOS!!!
KKKKKKKKKKKKK, eu queria saber disso na época em que fui estagiário de mídia! Dá pra crer numa coisa dessas? A Mari tem que saber disso! Então, já sabem, bateu aquela raiva, a cólera tomou conta do seu ser? "São Humberto, rogai por nós!"

Eu adorei.

São Humberto, agora querido, querido, morreu dia 30 de maio de 727; 1255 anos antes de seu xará mais cabeça-dura vir a um mundo ainda tão bárbaro quanto o que ele viveu. Na sua época, pelo que eu entendi, tornou-se santo porque viu um veado com uma cruz luminosa na cabeça. Hoje em dia é bem capaz de eu encontarar vários por aí – mas tá looonge de isso me santificar. Bem, ou não, vai saber.

:)

E, bem, já que é dia do santo mesmo, deixa eu fazer minha prece:

São Humbertão, xará, com todo respeito, pede a Deus pra me ajudar aqui embaixo, porque tá osso. Eu prometo que visito a cidade que leva seu nome, Saint Hubert, lá na Bélgica, e ainda acendo uma vela nessa capelinha charmosa dedicada ao senhor, lá na França.

Rogai por nós, pecadores, amém!


Adorei, adorei.


P.S.: A fonte das informações sobre o querido santinho e sobre tantos outros estão num site católico. Minha amiga Lê, que tanto gosta deles, pode fazer a festa lá.

P.S.2: Olha que bacana, não bastasse saber que tem um santo tão gente boa e de tão boa procedência com meu nome, descobri também que tem uma raça de cachorro chamada "Cão de São Humberto". Não digo?, até no final achei mais uma semelhança! Os Humbertos e seus cachorrinhos :) ...

UPDATE:
Achei mais informações sobre meu xará santo num site portuga, ora pois. Acessa lá e divirta-se. Mas reze pra ele, hein! :)

5 comentários:

lê disse...

super adoreeeeeeeeeei!!! preciso de uma imagem deste santinho, rápido! :)
ah! a capelinha fica em qual cidade da frança mesmo?
beijos, beijos, saudades e até quarta!

Polly disse...

Pronto, já entendi tudo....que São Humberto te ajude a chegar na França e viver esta vida de europeu que você tanto almeja, né? rs

Acha que me engana? Te conheço amigo. Mas preocupa não que eu vou lá te ajudar a carregar as velas...me faço de uma delas se preciso for...e adorei o post...de verdade!!!!!

Enquanto isto, de Pollyanna só conheço aquela feliz da vida que fazia jogo do contente...(acho que é por isto que sou tão contente assim...rs).

Beijos

PS: continua devendo a visita na Ducha.

Polly disse...

Não é o Rick Martin, mas é igual que nem...ai meu Deus, nem te conto das tentações que já caí no passado e que vez ou outra reaparecem....rs.

Santo Humbert, rogai por nós!!!
kkkkkkkk....

Saudades

Marta disse...

Vc escreve muito bem,Humberto, e a história do Santo com seu nome tornou-se melhor,por causa dos seus comentários.Parabéns !

Anônimo disse...

Adorei. visto que sou veterinario e criador da raça Santo Humberto, são afetuosos, dormem muito e roncam se bobiar no seu sofá, são amantes da água, mostra um laguinho pra eles...rsrsr. Quer saber mais: www.bloodhound.com.br , o nome da minha cachorra é Sara.