sábado, 29 de dezembro de 2007

e agora, Maria?

Ano acabando, hora das lembranças do que se foi, hora das avaliações do que foi feito, hora de escolher o que vem por aí. Pelo menos aquilo que dá pra gente escolher.

Há poucos dias tive uma conversa muito boa com uma amiga indescritível, com quem eu não tenho a chance de falar sempre. Ela é uma dessas amigas mesmo, do tipo que eu sei que será ainda minha amiga quando eu cansar de fazer 25 anos. Nosso papo seguia um pouco formal, aquela coisa toda de "feliz natal etc" até que eu senti que eu tinha que agradecer a ela por sua amizade sincera. Daí os dois desandaram e nós voltamos a conversar como se um tivesse falado com o outro no dia anterior. E nós nos abrimos particularmente no que toca às nossas escolhas erradas, às cagadas, mais minhas que delas, que fizemos nos últimos cinco anos. Eu costumo desejar "feliz natal e tal" sinceramente, mas naquele telefonema eu desejei muito mesmo que no ano que vem nós dois tenhamos boas novidades pra contar um pro outro, desejei que nós dois saibamos decidir qual é o melhor caminho de fato. Aliás, das minhas resoluções pra 2008 já consta manter um contato maior com ela.

Ainda dá tempo de guardar boas recordações de 2007. E ainda há tempo para refletir amadurecidamente sobre como e com quem queremos viver em 2008. Se vale a sugestão, que tal começarmos o novo ano nos respeitando mais? You think about it.

O novo ano está aí, mas é a sua vida que continua. Decida com carinho o caminho que você quer seguir.

Beijos para a minha amiga querida. Abraços para todos os meus amigos, próximos ou distantes, sempre meus amigos.

Um comentário:

CresceNet disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.