domingo, 11 de maio de 2008

20 aninhos da ELLE!

E este mês a Elle faz 20 aninhos. Tá achando que minha história com revistas locais se limita à Nova. Nana-nina. Muito, mas muito da minha percepção de revista vem da Elle também.

Eu lembro direitinho de quando a publicação chegou ao Brasil. Em maio de 1988 fazia frio de verdade, e o comercial da revista na TV era chic, uma coisa aconchegante, uma mulher espetacularmente foda descendo, provavelmente de uma limusine, e aí vinha a locução em off: Elle, Elle, Elle, Elle: o seu estilo de vida”. Ai, ai, fancy! :)

Fisicamente, a revista era grande, quase em formato quadrado. Era linda em tudo (eu ainda não me acostumei com a Elle em tamanho de revista comum, mas paciência). E as capas?

As capas eram lindas, cheias de modelos, cheias de movimento! Eu sei que tudo tem que evoluir e mudar e tal e coisa, mas eu não gosto da maioria das capas atuais. As primeiras eram as melhores. Era uma coisa assim que você olhava (eu com uns oito anos) e falava: “Meu Pai, que coisa mais estilosa!” (OK, com oito anos eu definitivamente não falava “estilosa”. OK também, eu não tinha oito anos quando a Elle foi lançada. E ainda OK, você tá entendendo o que eu quero dizer.)

As primeiras capas da Elle bem ajudaram a formar meu bom gosto de algum modo. As que estão no topo deste post são a número um e mais algumas de 1988 e 1989. Essa da bandana, putz!, fez moda total. E a da modelo negra, pensa bem, em 1989 uma revista como a Elle já colocava negras, sem megahair nem alisabel, na capa (e a Nova....).
Nas três vezes que eu tive uma carta publicada na Elle elas se referiam a alguma capa. Duas vezes eu falei bem, e numa outra, em 2004, desci tanto a lenha que editaram o conteúdo (também, quem manda colocar YasFim Brunet, com o cabelo loiro ressacado na capa?! Pode um trem desses?!).

A outra seqüência traz capas de 1990. Foi nessa época que eu virei habitué de banca de revistas. Era comum aqueles cartazes enooormes com a capa da revista, e eu mal saía de casa e já via de longe as capas da Elle. Essa preta, do lagarto era uma cooooooisa! (cabelo anelado e loiro é uma coisa tão anos 90, não?). Foi nessa época também que a Xuxa, no auge, fez sua capa pra publicação. Foi eleita uma das mais bonitas de todos os anos da revista (e eu não tenho na minha hemeroteca – se alguém tiver e quiser doar, please, mande email).

As capas da Elle em 1990, pra mim, são as melhores de todos os tempos. Em 91 e 92 o nível foi mantido. Essa capa pink era muito legal! A primeira edição que eu comprei foi a de maio de 91, essa com a Isabelle Adjani na capa. Pra ser sincero, com 12 anos parecia tudo lindo pra mim e tal, mas não tinha nenhuma matéria que fosse escrita pra um adolescente, evidentemente. Mesmo assim, fiquei sabendo da existência da margem esquerda do Rio Sena, em Paris. :P Em 1992, na cola do impeachment do Collor, a Thereza Collor foi capa (e eu delirei!).

Depois vieram as primeiras mega-tops brasileiras, que já eram capas da revista mesmo como iniciantes. Caso da Gisa (a que fez mais capas), por exemplo.

Hoje em dia não morro de amores pelas capas, não (já disse). A da edição de 20 anos, por exemplo, é muito bonita, mas sei lá, preguiça da Raquel Zimermmann fazendo o mesmo bico de sempre.

De todo modo eu gosto muito da Elle. Adoro essa franco-brasileirinha que lota minha coleção (a propósito, eu TENHO a número zero, hehehe).

Parabéns pra todo mundo que fez e faz a Elle! :)

Beijos!

P.S.: Não achei pra mostrar, mas tem uma capa da Letícia Spiller, em 99, e uma da Leandra Leal, em 2000, que eu adoro!

6 comentários:

Sarah disse...

Hoje eu fiquei com vontande de te bater Humberto!!
Eu me matando pra achar quem tem revistas "Elle" de 1989 e nem rastro. Eis que acho esta postagem.
Já que não dá pra entrar no arquivo da Abril, bem que vc podia dar um jeito de ajudar algumas pessoas com sua invejável hemeroteca.
:P

Humberto, o revisteiro disse...

Ué, Sarah, onde no mundo está você? Pq vc precisa das ELLEs de 89, fiquei curioso!

Na verdade eu só tenho uma revista de 1989, a edição de dezembro. Infelizmente, pq eu adooooooro as ELLEs daquela época.

Manda email, de repente eu vejo o que posso fazer por vc.

Abs!

Humberto, o presunçoso disse...

Vc não é a Sarah JESSICA PARKER, é? Se for, ignora o post que eu fiz sobre o chapéu! :P

Sarah disse...

ihuhiuhuihi

Otto disse...

Você sabe onde consigo o vídeo que passava na tv do lançamento da revista Elle? Lembra que vinha um número zero? a capa em vermelho junto com a número 1 , verde?
Então, o comercial de lançamento de Marie Claire 1991 está no youtube, mas de Elle 1988 não.

Otavio Otaviolando disse...

Humberto,
Também sou aficionado em revistas, e tenho a ELLE número 1 , a algumas outras de 1988, são as melhores, assim como uma interminável de francesas,e outras como VOGUE PARIS, MARIE CLAIRE francesa e a brasileira, acredita que tenho a 1 e 2 brasileiras, e também a 3 portuguesa, sim, tivemos a marie Claire Portugal, depois parou, e vc sabia que tivemos a ELLE DECORATION brasileira, pois é, ~mas não saiu dos projetos, tenho uma ou duas não lembro. Bom, entre no meu blog, tem algumas coisas, tenho uma conhecida francesa que tem no blog dela uma infinidade de ELLES francesas antigas, se quiser te mando o blog dela, o meu é modefashionart.blogspot.com