quarta-feira, 6 de agosto de 2008

detetive

E deu Cláudia Raia de mocinha mesmo. Ainda bem, né? Senão eu ia passar por um ser "enganável" pelo óbvio de uma novela das oito. De todo modo, o bom dessa história é que não preciso mais assistir (já não estava assistindo há semanas). Até porque as noites deste segundo semestre deverão ser bem ocupadas. No mínimo pela dezena de livrões que me espera. :P

Besos!

4 comentários:

Sarah disse...

Pô, perdi o capítulo fatídico.
Ainda acho que esta história vai dar uma virada mosntro e o assassino vai ser o mordomo.

Humbert disse...

Hahahaha, perdeu Sarah, eu desvendei o mistério, vc perdeu dessa vez! :P

Bestas de mais nós dois, não, parece até que a gente não tem (muito) mais o que fazer.

bjo.

Sarah disse...

Calma, não saboreie o petit gateau antes do tempo.Ainda sinto que algo de espetacular ocorrerá.

Mas deu dó daquela cena ontem da Donatella e o Zé besta lá na cena crime. Muito Gróbis mesmo. Por isso que eu adorava assitir "A usurpadora."

rsrrs

Humberto disse...

KKKKKKK, quando rolou "A usurpadora" eu não morava no Brasólis. Mas eu adorava ligar pra cá na hora da novela só pra ouvir o povo atendendo e falando "A Usurpadora", KKKKKKKK!!!

Realmente nem vi as cenas da Pavorita não, parei de assistir, tô sem tempo. Mas nós nem comentamos o flashback, todo mundo com a mesma roupa e o mesmo acabelo de atualmente, KKKKKKK.

Podreira.
besos, Sarah!