quarta-feira, 24 de setembro de 2008

freak

Nem deu tempo de minhas leitoras comentarem o post de ontem e eu já acordei com esta pérola jornalística hoje.

Continuo sem ter como comentar tanta tosqueira. Mas há quem tenha e consiga ser até esclarecedor! Dá só uma olhada neste texto do Mauricio Stycer, colunista do Estadão.

E pensar que eu achei que a Gretchen cantando e dançando “Jesus é rei, ô-ô-ô, quer te salvar” era o máximo que a família Miranda poderia fazer...

Bom, besos, né?

3 comentários:

Janaína disse...

Humbert, meu caro.. Freak é pouco pro que acontece no clã das Miranda. Numa hora dessas é que a gente tem que dar graças a Deus pelo fato de ser anônima e de família idem. Imagina o pega-prá-capar dessa "Dinastia"... É Rainha do Bumbum, Rainha de Caminhoneiro, Rainha da Cocada Preta, da Pipoca... só Jesus! Se for pra ficar famosa usando esse tipo de estratégia, prefiro continuar sendo ilustre desconhecida. Credo!

Sarah disse...

Eu juro que não sei dizer se tenho dó. Meu, esse bico pra lá de embotocalhado é a prova cabal de que a Gretchen não é normal.
Até aí, ok, mas perpetuar a espécie esparramando genes de desatino revela a inequívoca aproximação do dilúvio.Tá certo que no caso abaixo não se pode falar em genes , o que me faz suspeitar que insanidade é contagiosa.

Humberto disse...

O bico da Gretchen é péssimo demais. Ma sperto do resto,. né?...

Eu não entendo esse povo, meninas, pq eu vejo a Gretchen no João Gordo e acho até bacana e tal. Mas, sinceramente, as tosqueiras são muitas. Coitada da Sula.

Jesus toma conta, deve tá pra vir o dilúvio mesmo (rs).

Bjos!