segunda-feira, 29 de setembro de 2008

preservem a trema

E esta reforma ortográfica agora?

Pra mim, não precisava mudar nada na língua portuguesa falada e escrita no Brasil. Tava lindo do jeito que tava. Eu sei que parece coisa de velho, mas, ba!, realmente acho que não precisava mexer em nada. Até porque a ignorantada que escreve errado agora vai continuar errando. E bloggers toscos como este continuarão usando (em itálico) gírias, neologismos e estrangeirismos.

Bom. Pelo menos não vou ter que escrever nem falar “ora, pois”, ora bolas.

Não percam a visão “Gravataí Merengue” sobre a reforma, hehehe. Se eu tivesse mais tempo, este meu post provavelmente seria muito parecido.

Besos!

3 comentários:

Sarah disse...

Comento depois q eu ler o Gravataí,fiqui curiosa. Tenho q ir , bejus.

Humberto disse...

OK, besos.

Sarah disse...

Olha, eu tenho aqui a reforma e ainda não li,por falta de tempo ou, quando tenho tempo, por preguicite. Mas, não há como correr mais disso.
O post lá no Gravataí tá muito bom, gostei dos comentários e um deles falou sobre a palavra "corrupção" , assunto que abre o post por lá. Eu já tava caindo nessa, non non...a palavra não perderá o "p", o p mudo só desaparece de palavras one ele não é pronunciado e mesmo assim, não por aqui. :)
Tudo bem que é trabalhoso, mas não vejo com maus olhos a reforma. Com certeza, há coisas mais importantes para se pensar ( e gastar) mas, no final das contas, o intenção é nivelar o idioma.Vai que arranjo um trabalho em São Tomé e Príncipe? Facilita vai srrsrs