quarta-feira, 22 de outubro de 2008

post atrasado III (TV lixo)

O caso de Eloá, em Santo André, eu não vou comentar. O máximo que eu, cá longe, posso fazer é lamentar sinceramente e muito. Sugiro, contudo, a leitura do post que a Lorena fez sobre o episódio.

Também tenho que lamentar pela mídia. Foi nojenta a cobertura. Eu não vi a entrevista da Sônia Abrão, mas imagino o nível (pior mesmo só se fosse o Leão Lobo o entrevistador). E a Globo, Deus do céu, achei que ia explorar o caso até no programa da Angélica. Incrível como sugaram até a última gota que dava pra garantir um ibopezinho.

No meio disso tudo, por uma dessas coincidências esquisitas, o filme "174" vai ser lançado sexta-feira. Eu dei uma olhadinha no trailler e fiquei feliz de ver a Cris Vianna em cena de novo. Por outro lado, pra mim fica sempre a mesma estranheza (e eu comentei isso no post da Lorena): A vítima fica sempre meio deixada de lado. Há uma preocupação enorme com o seqüestrador, com o que o levou a fazer a bobagem, com isso, com aquilo. Mas e a vítima? Alguém aí vai fazer um filme sobre ela? Alguém aí sabe o que ela ia fazer aquele dia? Alguém sabe dos sonhos que ela deixou de realizar?

Eu não estava no Brasil quando aconteceu o seqüestro do ônibus 174, mas quase morri de vergonha quando vi. Porque eu lembrava bem de tragédia parecida, que aconteceu em 1989, e já imaginava que em se tratando de Brasil eu voltaria a ver outras, como esta da Eloá agora.

Enfim, não tenho o que render neste texto. Não preciso de Ibope. E, mesmo sendo jornalista, eu costumo respeitar o sofrimento alheio.

Tem jeito pro Brasil?
Esperamos que sim.


5 comentários:

Caroline disse...

Tem hora que é dificil até mesmo ter esperança.

Abs.

Lorena Pôssa disse...

Otimo post tbm Humberto!

O triste é que a mídia faz tudo isso em nome das vítimas...

Se o Brasil tem jeito eu não sei... mas rezo para que a mídia não ajude a afundá-lo!

Abs.

Débora disse...

Eu ainda acredito que o Brasil tem jeito Humbert.Pode parecer clichê mas temos que fazer nossa parte. Gente,isso tem jeito(rs). Brincadeiras a parte, eu não consegui assistir a cobertura do Fantástico de tão cansativa e repetitiva.O ponto crucial pra mim foi o treinador da Swat e aquela animação ridícula que mostrava ser óbvio retirar a menina e atirar no Lindemberg.Me recuso a ver essas coisas. Em relação à Sônia Abrãao só lamento como aquela pessoa ainda tem emprego,seu programa é ridículo e o que mais me dói é ganhar ibope em cima da desgraça alheia.

Sarah disse...

Bom, no primeiro dia em que vi a notícia, segunda-feira dia 13, a impressão que tive é que o caso era firula de algum malandro e que em pouco tempo o caso seria solucionado sem problemas. Subestimei o maluco. Pena que a polícia tenha feito o mesmo.

Janaína disse...

Ah, Humberto... esse episódio é uma seqüência absurda de erros, que vão desde o desespero passional do garoto, passando pela ineficiência da polícia, pela inexperiência de vida das meninas e desencadeando na desumanindade e visão exclusivamente mercadológica da imprensa. Realmente vergonhoso e lamentável em todos os sentidos.
Mas é parte da vida aprender com os erros. Tomara que isso sirva de lição pra todo mundo de alguma forma.
Beijo, amore!