domingo, 31 de agosto de 2008

eles por eles

Hola leitoras!

Minha idéia hoje era falar de tudo que foi acumulando ao longo desse mês e ficou de fora por pura falta de tempo. Falar que saiu carta minha na ELLE pela quarta vez, falar de erro de português de jornalista, falar de blogs de moda “masculina” ditando o uso da saia e outras bobagens afins. Vai ficar tudo, se ainda fizer sentido, pra depois. Infelizmente, nesse momento as prioridades são outras e o computador está concorrendo ao Oscar de lata velha mais lenta. Anyways... (bom, acabei de lembrar que tinha um post sobre o futuro da revista. Esse ainda vai sair).

Anyways de novo, para quem não sabe, hoje é Blog Day. :)
Ano passado eu deixei passar, mas este ano vou entrar na festa. Ou ao menos tentar.

A idéia do Blog Day é que você encontre cinco blogs interessantes, diga aos autores desses blogs que você está indicando, escreva uma pequena descrição dos blogs etc, etc, etc.

Como repeti exaustivamente, o tempo tá curto, então não vai dar pra fuçar. Também não passaria a gostar de nenhum blog de uma hora pra outra, por isso decidi indicar alguns que já são até conhecidos por aqui.

Na verdade, pra não virar uma bagunça completa, resolvi escolher cinco blogs que além de eu realmente gostar muito, eu realmente indico para as minhas leitoras. Já que por algum motivo que eu desconheço este blog acabou tendo um público prioritariamente feminino e já que, de modo geral, minhas leitoras não entendem o que se passa na cabeça dos homens (normal), decidi indicar cinco blogs escritos também por homens. Daí talvez fique mais fácil entender o que realmente pensa a “macharia”.

Também não vou fazer muita descrição de cada um dos blogs, não. De modo geral, são textos bem humorados, críticos, pragmáticos, inteligentes, alguns até sensíveis, eu acho. De modo geral também são muito parecidos com um lado Humberto que nem sempre fica muito explícito no meu blog. E são todos muito cheios de noção também, o que eu aprecio muito.

Enfim, se vocês nunca repararam nestes blogs aí na lista dos indicados, fica a sugestão pra uma visitinha hoje.

GRAVATAÍ MERENGUE
Este blog eu conheci por indicação da minha amiga Luisa. Eu acho fundamental para as leitoras mais aflitas do “Humberto Explica” quando o motivo da aflição for relacionamento (entenda-se “homem”). Porque se não for o suficiente para elas desencanarem, pelo menos fará com que riam bastante.

PASTELZINHO
Eu estava há uma data sem ler o Pastelzinho, mas dei uma olhada hoje e o grande Maurilo continua o melhor. Indicado para as leitoras do “Humberto Explica” e para os pais delas, os irmãos, os peguetes, as sobrinhas, os cachorrinhos das sobrinhas...

[CC] DO CAIO CÉSAR NA [WWW]
Oficialmente, o blog do Caio é mais voltado para tecnologias, inovações e tal. Mas qualquer um que acessa sempre (ou que teve a honra de ser aluno do Caio) sabe que o site é uma aula de juízo, cidadania, bom gosto e bom senso (sem contar o bom humor ímpar do autor).

DESCULPE A POEIRA
Esse talvez destoa um pouco dos outros indicados, mas é um blog que eu gosto. O autor, o Ricardo Lombardi, fala um pouco (pouco mesmo) de tudo e costuma postar uns links bem interessantes. Para leitoras mais sensíveis, acho que é uma boa indicação. A Polly, por exemplo, acho que ia adorar.

JOSELITANDO
Esse já é um clássico. E apesar do nome, referência ao ícone dos “sem-noção”, o blog também prima pela boa crítica.


Bom, são esses meus indicados. Desejo vida longa a todos eles.

No mais, não preciso repetir que adoro blogar. Ainda tenho muito pra aprender, tenho muito o que melhorar na cara do meu blog, mas me divirto com o “Humberto Explica” do jeito que posso.

E adoro, sobretudo, as minhas leitoras, os comentários de todas, a troca de idéias. Se eu escrevesse só pra mim não teria graça nenhuma.

Acho que tá bom.
Abraços pra todos!
hh

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

a peregrinação até Carol Castro

Eu sei que este post vai parecer estranho pra algumas das leitoras mais fiéis, mas, enfim, entendam como quiserem.

Ontem à noite, depois de uma aula loooonga, e depois de ter passado o dia sem comer, por pura falta de tempo, ainda arrumei tempo (como?) pra tentar comprar a Playboy da Carol Castro.

Sim, lá estava eu de novo correndo atrás, bom, de revista.

A Carol Castro é uma coisa. Ela faz em mim o mesmo efeito da Alessandra Negrini (antes de cortar o cabelo de cuia) e eu arrumei a mesma coceirinha quando soube que ela ia finalmente fazer Playboy (no caso da Alessandra eu estava fora do país, aí eu arrumei foi desespero mesmo).

Anyways, a revista saiu, a mulher ainda por cima encarnou três das minhas personagens favoritas do Jorge Amado (Tieta, Gabriela e Dona Flor), eu vi as fotos em alguns programas fofoquescos e em sites. Mas fui enrolando pra comprar meu exemplar.

Daí que ontem eu li uma matéria dizendo que a bendita igreja católica, a mesma à qual a puke pertence, conseguiu tirar a revista de circulação por causa de uma foto em que a atriz segura um crucifixo. Aliás, conseguiu que a próxima tiragem da revista saísse sem a tal foto.

Convenhamos que a Playboy fez isso pra causar, né? Mas convenhamos também que personagem de Jorge Amado além de sensualidade também é marcado por religiosidade. E convenhamos ainda que se padre não vê a revista não deveria criticá-la (como assim censurar algo que nem se viu?).

Fato é que eu já ia comprar mesmo a Playboy, então resolvi comprar logo pra não ser privado por seja lá quem for do meu direito de ver o ensaio completo.

Daí, voltando ao começo desta história, saí da Federal e fui até aquela belezura do Shopping Del Rey (local que desfruta de minha ojeriza desde que a gatíssima Janaína me contou um causo de lá). E? E necas da revista. O que eu fiz? Fui logo pro centro da cidade, certeza de que lá eu achava. Achei. Um único exemplar no Shopping Cidade – com a capa suficientemente amassada para me fazer procurar a preciosidade em outro lugar.

Daí desci pro centrão mesmo e logo na primeira banca nada de Playboy da Carol Castro. “Mas como assim Seu Jornaleiro, acabou a revista?” E a resposta: “Foram todas recolhidas hoje à tarde.”

Pronto! Humberto desesperado (e puto!). E você aí acha que eu voltei no Cidade e comprei a amassada? Ca-laaaaaaaro que não. Fui de banca em banca atrás de um exemplar novinho (e com a foto!). Mil bancas, moíííído, com fome (não, não queria comer no centro de TuBHcanga depois de tanto tempo sem comer) e nada de revista.

Até que meu santo (que provavelmente também queria ver a foto) lembrou daquela drogaria aqui da roça que costuma ter tudo, inclusive Playboy. Entrei na primeira que eu achei e, pimba!, tinha uns dez exemplares pra eu escolher a mais gostosinha, digo, novinha.

Ainda tive que ouvir duas barangas atrás de mim, na fila, reclamando “Nááássa, com tanto lugar pra comprar revista, precisava vir aqui?”. Não costumo dar atenção a gente feia, logo nem respondi.

Cheguei em casa, abri a revista (calma, queridas leitoras, ainda lembro que este é um blog de público majoritariamente feminino) e viajei nas fotos, lindas – Mas, sinceramente, as da Alessandra Negrini ainda são minhas preferidas.

A foto do crucifixo? Logo se vê que os padres não viram. Tem um peitinho de fora. E só.

Enfim, mulher bonita, fotos bacanas, musas de Jorge Amado, revistas, Playboy... De vez em quando vale a pena bater umazinha, digo, uma perninha, pra comprar mais uma preciosidade para a minha já caríssima hemeroteca.

Bom dia pra todos.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

inesquecível espírito esportivo

Por falar em Olimpíadas (aliás, para encerrar o assunto), aproveito pra relembrar a suíça Gabriela Andersen-Scheiss. Nas Olimpíadas de Los Angeles, em 1984, apesar de Gabriela estar contundida, ela foi como pôde até a linha de chegada na Maratona Feminina. Vale rever. Para mim, não há imagem mais memorável na história dos jogos olímpicos.
dd

O brilho da discrição

Eu fiz um post há pouco tempo falando da bizarrice que é isso de hoje em dia uma pessoa que aparece pelo simples fato de aparecer ter mais valor que alguém discreto que realmente tenha talento e ponha a mão na massa.

Daí que a Seleção Feminina de Vôlei, que eu adoro há anos, finalmente levou a medalha de ouro em uma olimpíada (ôh, como eu gostava da Márcia Fu, ela deve ter ficado feliz). Enfim, daí o técnico José Roberto Guimarães, super na dele, conseguiu dar a primeira medalha de ouro para as brasileiras do vôlei, assim como fez com os rapazes, em 1992, em Barcelona. Tudo isso sem ficar berrando na cabeça das meninas feito um cavalo, sem discursinhos de auto-ajuda, sem momentos Galisteu. Ah, sim, e sem tirar ninguém do time pra escalar alguma filha sua.

Parabéns Zé Roberto! Parabéns mulheres do vôlei brasileiro! E parabéns especial pra Mari (que eu acho a cara da Carol Trentini) – Porque realmente é muito bom calar a boca de gente tosca.

Besos everyone.


Sister

Esta é Michelle Obama, possível futura primeira-dama dos Estados Unidos. Eu fui com a cara dela, apesar de achar que não muda realmente muita coisa se o presidente for republicano ou democrata. De todo modo, tendo visto de perto o que é o racismo naquele país (não que aqui seja muito melhor), eu imagino o que significará para cada cidadão estadunidense uma família negra no poder.

Vai lá Michelle, o ‘Humberto Explica’ está com vocês (logo, wow!, a eleição tá no papo).

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

35 quilos de muito músculo

Essa aí é a Madonna da nova turnê, a que veremos e chamaremos de vaca enquanto nos divertimos horrores. É mulher... Você já foi bonita. Como diria a Polly, creeeeeeeeeemdeusaaaaaaaaiii!!!

Os interessados em baixar no show da estrela pop dos cambitos musculosos podem ver as impressões que o repórter da Folha teve da apresentação no País de Gales. Whatever, nós vamos acabar indo anyways.

Besos.


P.S.: Juro que é sem sacanagem, mas ela não tá a cara da Dona Bella, da "Escolinha do Professor Raimundo"?

à muito atrás, a direita da escola, fui em direção há ela...

Olá todos!

Passo aqui rapidinho, só porque esta não dá pra adiar muito.

Na minha ronda matinal pelo que acontece no mundo, dei-me de cara com um post da Preta Gil em seu blog, onde ela compara seu corpo ao das mil mulheres frutas que brotam toda hora na mídia TV Famesca. O ponto dela é até relevante, vale uma lidinha.

Mas o que mais me chamou a atenção mesmo foi a habilidade que a filha do ex-ministro e ícone da cultura brasileira tem com a crase:


Apesar de ter minhas críticas à esse fenômeno mulheres frutas e etc.. o que vejo de fato é o que eu já sei à muito tempo, mas agora com as mulheres todas aparecendo pra mídia, posando nuas , dançando, confirmo que a mulher Brasileira é Boa!!!! É gostosa, tem carne, tem bundão, tem coxão e muitos aões!!!!!!!!!


É tanta destreza com a língua portuguesa que me fez até lembrar dos meus “colegas” da faculdade de jornalismo.

Nessas horas o máximo que resta dizer é o famoso “Jesus toma conta”.

Abraço pra todo mundo.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

o mundo bira

Hoje de manhã enquanto me preparava pra sair tocou “Black”, do Pearl Jam. Incrível as gracinhas da vida. Foi a música tocar e eu me dar conta de que HOJE, 22 de agosto, faz um ano que eu citei essa música espetacular aqui no blog. Faz um ano que eu tomei a naba mais nababesca da vida. Faz um ano que eu escrevi o post que mais marcou o autor deste blog.

O bacana disso tudo é me dar conta de que eu sobrevivi bem. E que as coisas acabam dando certo, de um jeito ou de outro (geralmente do outro).

Onde andará aquela voz que eu não ouvi? De quem terá sido o céu onde aquela estrela foi brilhar?

Besos everyone. Bom final de semana.
Boa vida para todos nós.

desencanar da medalha é preciso

Torci pra Edinanci, que perdeu, tadinha. Torci pras brasileiras do futebol, que perderam também, sacanagem, deu dó. E, finalmente, torci pra Maurren Maggi, que venceu por um centímetro. :)

Viu? Eu não sou tão azedo. Eu continuo torcendo pro Bernardinho e sua trupe se furem, mas eu torço pra vários outros vencerem. Eu gosto do pódio, eu fico feliz pela felicidade do povinho lá. Deve ser uma sensação realmente muito boa.

Tomara que as moças do vôlei ganhem. Mas se não ganharem, tudo bem também. Pelo menos pra este doido aqui, o esforço muitas vezes parece ser muito mais digno e merecedor de aplausos que a medalha de ouro.

Parabéns Edinanci, parabéns Marta (a gostosa) e sua trupe, parabéns Maurren, primeira braasileira a ganhar ouro num esporte individual!

P.S.: O que era aquela Hope Solo, goleira dos Estados Unidos? Deus do céu, disgrama de mulher bonita!
P.S.2: Povada, bora aproveitar o “espírito olímpico” e tratar de levar o Projeto Verão 2009 a sério. Todo mundo saudável em janeiro! :P

UPDATE (em 23/08/08): As meninas do vôlei ganharam! Campeãs olímpicas, finalmente! Parabéns gatas!

poder até não poder mais

A vida às vezes arruma umas surpresas tão boas que a gente acaba até agradecendo sem ver.

Ontem, enquanto esperava um amigo no TuBH Shopping, parei diante de uma vitrine. De repente, olhei pra dentro da loja e uma doida de uma vendedora apontava pra mim frenética, rindo de um canto ao outro da cara muito bonita, com os olhões arregalados, sorrindo pra mim e puxando a blusa.

Lesado que só eu, eu só conseguia me perguntar “Jesus, o que tem de errado na minha cara?”. E aí, num momento quase de epifania, eu olhei bem praquela boca, aquele sorriso absolutamente único no mundo: ERA A PODER!!!

Ela mesma, Poder, “a poderosa da Federal”, Rizia Quaresma, amiga, mas amiga no sentido mais sincero da palavra, das minhas épocas de Estadual Central. A blusa que ela puxava era o crachá que ela tentava me mostrar, como se EU, justo EU, não fosse lembrar dela.

Tão bom receber abraços sinceros como o que ela me deu (abraço reciprocamente sincero, aliás). E mesmo depois de aaaaaaaaanos, lá veio a Rizia me enchendo a bola, como sempre. Eu quase acreditei no tamanho do meu talento. :P

Não pude perguntar muito sobre tudo porque ela estava trabalhando, mas o contato foi feito. E só Deus sabe o quanto eu saí dali feliz por ter reencontrado Rizia Poder, o ícone. :)


P.S.: E não é que eu achei ainda outra sumida logo depois, no mesmo shopping? Reencontrei dona Patrícia, a verdadeira Paty, terror da Faculdade de Letras, motivo de revolta de todas as baranguinhas do local. Dez anos depois, a mesma cara, a mesma luz, a mesma incógnita, o mesmo jeitinho de Malu Mader fazendo papel de vilã. Hehehe, Dona Patrícia!...

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

slapt!

Vocês já ouviram falar da Roseanne Barr? Se não, dêem uma olhada aqui. Mas vocês devem lembrar, sim. Ao menos todo mundo que já viu na “Sessão da tarde” aquele filme “Ela é o diabo”, em que uma tiazinha gordinha (ela) é trocada pelo marido por sua amante, a personagem da Meryl Streep (o filme é velhim, bobim, mas eu adorava, hehehe).

Anyways, tipos que lá nos States Unidos, lugar onde as pessoas parecem não ter com o quê se preocupar, os eleitores estão esperando ansiosamente que Angelina Jolie decida se vai votar em McCain ou em Obama.

Aí a gente se pergunta, a Angie, tão ocupada em salvar o mundo, ainda tem dúvidas? Claro, gente, coitada da mulher, dúvida é normal. Mas daí que a Roseanne, essa aí acima na capa da Vanity Fair em 1994, cansou do lenga-lenga e soltou a seguinte declaração:


“Você sabia que a filha africana que você carrega nos braços, ao posar para as fotos, teve pais que sofreram e morreram por conta do assalto que o governo republicano fez à África? Você e o seu maridinho Brad Pitt ganham mais de US$ 40 milhões por ano com filmes violentos e psicóticos e distribuem US$ 3 milhões para crianças famintas como se realmente se preocupassem com a humanidade".


O que eu tenho a dizer a respeito? De novo, ando sem tempo pra comentar. No máximo, posso imaginar a cara de um certo alguém quando soube desse tapinha de luva:

"A-Há-há-há-há!!!"

terça-feira, 19 de agosto de 2008

contando as calorias

Assunto número um da semana passada em todos os email e telefonemas e rodinhas de conversa... O QUE É A DIETA DO MICHAEL PHELPS?!

Tipos, a gente no maior "projeto verão", todo mundo dando um jeito de ficar gostoso até dezembro, e aí vem esse sujeito, foda pra caralho (ooops!) na natação, ícone indiscutível das Olimpíadas de 2008, ONZE medalhas de ouro, 1,93 de altura, 88 quilos, 8% de gordura e com a seguinte, e meiga, dieta:

"O café-da-manhã do maior campeão olímpico de todos os tempos começa com dois copos de café e três sanduíches de ovo frito recheados com queijo, tomates, cebolas fritas, alface e maionese. Pensa que acabou? Nada, tem ainda um omelete com cinco ovos, cereais, três pedaços de torradas com açúcar e três panquecas de chocolate."

DO-ZE-MIL-CA-LO-RIAS DIÁRIAS!!!!!! CaraGlio!!!!

O que eu tenho a dizer a respeito? Bom, por despeito, o máximo que eu posso dizer é que esse cara deve peidar fedendo demaaaaaaais. Oito ovos por manhã?! Vai ver é isso que rola, o cara solta a power bufa debaixo d’água, intoxica os adversários e corre, aliás nada, pro abraço.

OK, OK, merecia post melhor... Mas eu ando sem tempo e quem tá lá cheio das medalhas é o mocinho aí.

E então, alguém se habilita a seguir a dietinha? Gimenez? Galisteu? Alguém, alguém?


P.S.: Essa capa tá igualzinha uma capa da Nova, de janeiro de 1988, com a Patrícia Pillar. Se eu escanear eu coloco aqui.
P.S.2: Dá uma olhada nesta descrição do Phelps na Desciclopedia. Se não alterarem o texto você vai rir demais.

Besos everyone.


UPDATE (em 21/08/08): Dá só uma olhada neste post do PapelPop, feito também no dia 19, algumas horas depois do meu. Eu fico achando que eu e o Phelipe Cruz temos alguma sintonia.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

lá o caozinho não briga com o gatinho

Eu bem sei que hoje é feriado e o dia ta lindo e ninguém tá lendo o blog, mas tudo bem. Deixo aqui este post meio que só pra mim mesmo, simplesmente pra dizer que eu adoro este tipo de notícia. Viu só, não sou tão fedaputa quanto pode parecer às vezes.

Besos.

"antigos espíritos do mal..."

"Nesta sexta-feira, quando completa mais uma primavera, Glória passará o dia inteiro dentro de uma pirâmide no Egito. "

Não, fala sério, essa notícia é piadinha do jornalista, né? Nem a da preguiça na Bahia semana passada foi tão pronta.

música + estilo = espetáculo

E aí mulheres estilosas que lêem meu blog? :P

O feriadão tá bom? E esse sol maravilhoso aqui em TuBHcanga? Pois é, espetáculo do clima bom desse Brasil maluco.

Por falar em coisa boa, dica imperdível de música: O novo som do Franz Ferdinand, banda escocesa que eu adoro. Clica aqui e prepara pra ser feliz. :)

Muito boa a “Lucid dreams”. Cheguei a pensar que era “Lucio Dreams”, mas seria estilo demais para uma música só.

É isso, e a ralação prossegue. Outros posts estão guardados, quando sobrar um tempinho rola uma overdose deles.

Abraços, aproveitem o feriado tuBHcanguense.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

pérola televisiva XIII

Tem uma data que eu tava tentando postar isso aqui no blog, antes tarde do que nunca.

Eu queria deixar claro que não tenho birra da Ana Maria Braga, não. Claro, uma coisinha ou outra dá muita preguiça, mas de modo geral eu acho que tem gente muito pior na mídia brasileira.

De todo modo, dá uma olhada nessa viajada dela, que foi zoada pelo povo do "CQC".

Eu nem sei o que dizer, porque eventualmente eu fico me perguntando se essa não seria mesmo a saída...

E de mais a mais, só tem idiota no mundo mesmo, né?
Besos.

patinhos feios viram cisnes

Ainda a história (revoltante) da chinesinha injustiçada. Vocês acham pouco trocar uma menina por seu clone e dizer que ela era feia e a outra não? Pois mira só mais essa, os organizadores do evento não viram necas de errado nisso.

Eu nem falo nada. Eu estudei com um doce de chinesa no Texas, mas lembro bem de um monte de chinês escroto também. Nem vou render. Já tô achando essas olimpíadas um ó do borogodó mesmo.

Enfim, chinesinha cantora, deixa estar que um dia você pega essa sua história, faz um álbum indignado e vira a Amy do futuro. Dou a maior força!

P.S.: Pra não dizer que não vi nada dos jogos olímpicos, hoje cedo eu acompanhei a luta da Edinanci e torci feito um jacu. Meu amigão venceu, mas perdeu depois, sacanagem, gente fina!
P.S.2: Fala que essa chinesinha que dublou não tem uma carinha de que vai ser vaca.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

"tô sentindo que é este!"

A bomba do dia!


Depois dessa, o problema de metade dos leitores desse blog foi solucionado (ou intensificado, por outro ponto)!

Veja bem, cara leitora, agora, pra achar o dito cujo certo você vai ter que parar de tomar a pílula, como pedia aquela música brega. É arriscado, mas pode dar certo: Pensa bem, você pára de se proteger, acha o homem certo, engravida da criatura, casa e vive feliz para sempre. Fácil, não?

Fácil demais, logo digno de desconfiança. Fora que pelo nível da beleza, classe e inteligência das minhas leitoras, encontrar o homem certo (que segundo a pesquisa é alguém com características opostas) significa se envolver com um sujeito feio, escroto e burro.

Sugiro uma lidinha na matéria aí acima. E não custa sugerir juízo também. Porque, não custa lembrar, a "descoberta" é dos pesquisadores britânicos, logo, não vale a pena entrar nessa furada.

Anyways, pelo menos agora você já tem a quem culpar. Aliás, o que culpar: Foi pêga beijando um Zé Bosta? Culpa da pílula, ora bolas!
ssss
Hummm... Tá vendo?! A pobre da Cicarelli realmente gostava do Tribufu... Na foto, ela se pergunta "Por quê, meu Deus, por quê?" enquanto ele pensa "Ish, fudeu, acho que ela sentiu o futum da pizza."

cara de uma...

Notícia do G1:

"O diretor musical da cerimônia de abertura dos Jogos de Pequim admitiu que uma menina que apareceu cantando durante o evento foi dublada por outra menina, que não foi considerada bonita o bastante para se apresentar no palco."

É mole? Eu só não entendi o seguinte: Como assim uma chinesinha é bonita e a outra não?
Essa eu não explico.

Na ilustração: A chinesinha cantora e a chinesinha dubladora.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

rápida

Só pra não passar o dia sem postar, já que o tempo tá corrido.

Vi ontem no "Te dou um dado" uma nota sobre as exigências da Xuxa para se trabalhar com ela e tal, e entre as tais estava "não falar o nome de Craudinha Leitttte".

Eu sei que o TDUD é uma fonte de informação tão confiável quanto a Fabíola Rupert e este blog aqui, logo duvido muito que seja verdade. De todo modo, se for de vera, uma coisa é certa:

Xuxa, gata, passei a gostar mais de você agora.

Besos pra everyone!
Isto aqui é verdade, clique demais pra ver.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

run, baby, run

Eu costumo encarar meus problemas, mas há dias em que tudo foge tanto do controle que dá vontade de fugir também, sair correndo feito o Forrest Gump, sem saber onde vai dar, simplesmente pelo alívio de correr e botar as idéias no lugar.

Valha-me, Senhor

Besos everyone, ótima semana de verdade, se Deus assim desejar.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

braço a torcer, balde a chutar

Só mais um momentinho musical (clichezento, I guess). Estive conversando com a Alê sobre o show da Madonna. Tem uma galera que a gente conhece que deve ir e tal, e nós esperamos conhecer mais outra galera por lá. :P

Mas eu e a Lê concordamos que esse CDzinho novo da Medonna tá meio muchibinha, então dá uma pena de não ter sido rebelde quando dava e ter vazado pro “The Girlie Show”, que rolou no Rio em 1993.

Anyways, na minha ronda diurna na internet acabei achando hoje um saladão de Madonna muito bom (apesar das vinhetinhas toscas da Globo). Sugiro demais (bom, todo mundo deve ter isso em casa, mas...). Deu uma saudade da época que a Madonna era a Madonna, tão distante de ela precisar apelar pra Justin Timbaland (repito, muuuuito fim de carreira precisar de ex-N'Sync).

Mas seja lá o que essa vaca vá tocar no show, eu vou dar um jeito de ir. Pela Madonna de antigamente, por tudo que ela significou e pela figura histórica, pelo ícone do século XX que ela é. Eu tenho ojeriza de fãs, sobretudo os da Madonna, mas eu acho que estar entre eles será um sacrifício menor perto do espetáculo que essa mulher deve proporcionar.

Eu, Alê, Madonna... Alguém mais interessado em “sutar o balde”? Bora ver a véia!

Bom final de semana, everyone, besos!


P.S.: Que tal um clipezinho de “Hollywood”, do CD “American Life”? Adoro!
P.S.2: Espetáculo demais essa capa da Vanity Fair de maio. Madonna é Madonna, não tem jeito (e photoshop é photoshop, também não tem jeito).
P.S.3: Final de semana = vagabundagem, Madonna = vagabundagem... Que tal experimentar esse joguinho tosquinhamente bom que eu achei no simpático blog do Ricardo Lombardi? Só um aviso para os mais vagabas: Vicia.

Mais besos!

the road I've been down

Nem tudo está perdido neste mundo. Depois de mais de dez anos, o The Verve, uma daquelas bandas inglesas que eu adorava no final da década de 90, voltou a gravar.

Se você não conhece o som dos caras (deve conhecer pelo menos a clássica “Bittersweet symphony”), eu sugiro ouvir um espetáculo chamado “Lucky man”.
Ainda não ouvi nada do som novo, mas devo gostar.

É isso, momentinho musical no blog. Eu ia escrever muito mais, falar do tanto que a clássica do Verve e outras músicas de 1998 me trazem boas recordações, mas meu tempo anda muito curto.

Besos.

magic eight

Lembram do post do dia 08/08, que eu fiz ano passado? Este ano é 08/08/08!
Não sei o que me espera, mas meu magnífico estômago está congelado desde cedo.

"Vai uma bananinha aí?"

Esse é pras leitoras mais aflitas e desorientadas pela carência.

Depois de 24 anos sozinho, o gorilão Idi Amin, figura tradicionalíssima do zoológico de TuBHcanga, vai ganhar não uma, mas DUAS namoradas.

Idi, que já tem 36 anos, vai poder escolher entre duas mocinhas com menos de ¼ de sua idade. É mole ou quer mais?

Quer mais, claro. Quer o seu amoreco, e de preferência que seja um só, ? Eu sei, esse negócio de threesome não dá certo, meu amigo Fulano que o diga.

Mas o ponto deste post é só lembrar que relaxar ainda é a solução e que aquela história de que vai um e vem dezoito é vera. Mesmo que, em casos excepcionais, demore 24 anos para começarem a vir – e em nove parcelas de dois!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

a vida não é um livro de auto-ajuda

Tempos malucos esses em que vivemos... Já há alguns anos, ser discreto é crime gravíssimo. Por outro lado, pessoas (?) aparecidas e com discursos decorados, mesmo que não tenham conteúdo nenhum, são louvadas como gênios.

Valha-nos Deus.

ãh?

Me expliquem porque esta eu não explico. Alguém aí entendeu essa manchete do site da Érika Pombinha? Alguém entendeu essa tendência da moda verão 2009? Será que os designers andam tão bacaninhas que já estão me imaginando nas praias cariocas sob um sol de 40º e bombando de amigdalite?


Eu hein, esse mundinho fashion já foi de uma bizarrice mais interessante.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

homem de ferro - mesmo!

Mega chapéu tirado para o Robert Downey Jr.. O cara era idolozinho teen nos anos 90, depois se fu total, ficou preso não sei quantos anos, e aí consegue dar uma mega volta por cima. Ainda não tive tempo de ler, mas acho que vale a gente dar uma olhada nesta matéria da Rolling Stone.

É... É mesmo aquilo que dizia o profeta Nelson Ned, “mas tudo passa, tudo passa, e nada fica, nada fica”... E aí a gente se pergunta: Estressar pra quê?!

detetive

E deu Cláudia Raia de mocinha mesmo. Ainda bem, né? Senão eu ia passar por um ser "enganável" pelo óbvio de uma novela das oito. De todo modo, o bom dessa história é que não preciso mais assistir (já não estava assistindo há semanas). Até porque as noites deste segundo semestre deverão ser bem ocupadas. No mínimo pela dezena de livrões que me espera. :P

Besos!

um passinho à frente, por favor

Fiquei de contar o porquê do meu mal dia de ontem. Não vou render, não. Vou só dizer o que fez meu dia começar péssimo ontem. Basta dar uma olhadinha na imagem aí acima. E depois dar uma lidinha nesta matéria aqui, que eu li ontem depois de passar uma hora e meia em duas caçambas lotadas. Anyways, se você mora em TuBHcanga e não tem carro, então você sabe bem do que estou falando.

P.S.: E a apelidada “Lei Seca” em TuBH? Me conta, você viu a BH TransTorno oferecer alguma alternativa viável de transporte para quem sair sem carro? Você viu UM ônibus a mais circulando na madruga? Normal, né?

terça-feira, 5 de agosto de 2008

"tudo estará bem no jardim"

Hoje não foi um dia fácil pra mim, amanhã eu digo porquê. Bom, não preciso ficar dizendo porquê, não acho que seja relevante pra ninguém.

Fato é que tem horas em que você se pergunta a respeito de tudo e fica pensando se tudo que você faz tem algum sentido. Pra quê mesmo a gente corre tanto? Por quê mesmo você tem que estudar aquilo?

Anyways, a caminho do enésimo compromisso do dia, e nesse lenga-lenga intelectual entre mim mesmo e myself, pensei no blog. E achei tão curioso que ele tenha nascido justamente por causa da freqüência com que minhas amigas me procuravam pra aconselhar, pra explicar, pra falar das coisas... EU? Justo EU?! Não sei nem de mim!

Me achei só um zé, medíocre feito tantos outros zés por aí que se acham reis da cocada preta.

De todo modo, durante essa micro-crise-blogger-existencial eu lembrei de um filme, esse sim, um clássico. Indico pra todo mundo, sobretudo pra quem domina o inglês (assistam sem legenda, é crucial neste caso). O filme é o "Being there", traduzido no Brasil como "Muito além do jardim".

Acho que eu aqui neste blog sou algo como o Chauncey Gardiner, o protagonista interpretado por Peter Sellers.

É isso, everyone, gotta go porque alguns livros me esperam e eu tenho algumas pontas de faca pra dar murro.
Besos.

se desse pra voltar no tempo...

No último domingo foi dia de Festival de Jazz na Savassi, aqui em TuBHcanga. Este ano eu não fui. Superei o trauma causado pelo grito não dado no ano passado. Confesso que ainda não me perdõo por ter me preocupado com alguém que nunca teve a menor consideração por mim.

Mas whatever, what's done is done e o que já foi já foi tarde. Muito melhor é o que aí está.

De todo modo, toda vez que eu pensar no Festival da Savassi de 2007 vou lembrar de um filminho água com açúcar da Gwyneth Paltrow que eu assisti. Nem de longe é um filme fantástico, mas eu indico. Vale pra pensar bobagem. Ah, o nome é "De caso com o acaso".

A trilha sonora, veja você, é daquela bandinha dinamarquesa Acqua, que cantava "Barbie Girl". Mas é só uma baladinha e tal.

Enfim, filminho pra aprender a ser mais corajoso, eu acho. E também pra aceitar que, por mais que a gente planeje tudo, muito da nossa vida depende é só da vida mesmo. Daí é respirar e seguir em frente.


P.S.: Repetindo o atual slogan do blog, "the wisdom of a fool won't set you free".
P.S.2: Tem uns muitos anos que eu vi esse filme. Se for ruim e eu tiver esquecido, me contem.
P.S.3: Sorry se eu estou usando muito inglês nos posts... Mas meus leitores são poliglotas mesmo.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Jen e você, leitora, tudo a ver

E essa capa da People com a Angie, o Brad e seus bebês sorridentes? Buniteza demais, né?

Eu fico meio com dózinha é da Jen, coitada. Imagina que boxta não deve ser pra essa pobre (sic) ficar vendo o cara que era pra ser o pai dos filhos dela tendo, tipo, mil filhos lindos com a outra.

“Mordida, eu? É ruim, hein Humberto! Seis filhos = muito cocô pra limpar, muitas noites sem dormir, muito pouco tesão de sobra.”

É... Como diz minha amiga Flora, pra quê ter dó da Jen, cheia de grana, vivendo na praia e bonita que só ela? Tem que ter dó é da gente, que continua duro, tentando não embarangar e se virando pra ser feliz a cada dia. Êita nóis!


P.S.: De todo modo... Algo me diz que na cabecinha da Jen deve estar rolando a musiquinha "So no one told you life was gonna be this way..." :P

nunca pare

Sempre forte e em frente, sem nada temer,
como os navios vikings.
Boa semana pra todos nós!

sábado, 2 de agosto de 2008

sinta

Post bem no meio do fim de semana, por que não? :P Passei aqui rapidinho para dar uma sugestão de filme, coisa que, como vocês sabem, gosto de fazer de vez em quando.

Primeiro deixa eu sugerir o que não assistir. Semana passada caí na besteira de assistir ao "Arquivo X: Eu quero acreditar". Pois é, eu bem tava querendo acreditar que seria bom como alguns episódios da série que eu assisti, mas o filme é uma bosta, sorry.
Mas o real motivo deste post é o filme que assisti hoje, no computador. Não sei se tem versão em DVD e até onde eu sei não rolou (nem vai rolar) nos cinemas brasileiros (que dirá nos de TuBHcanga). Bom, na verdade acho que rolou numa mostra carioca, sim.

Anyways, o filme é o "Shortbus", como o pôster aí acima entrega. Não sei se chega a ser a comédia que a imagem descreve, mas isso é o de menos.

Não é um filme meiguinho e tem umas cenas de sexo explícito que podem chocar leitoras mais pudicas como a Caroline (hehehe). Mas eu recomendo com empenho. Se você for do tipo envergonhada, assista sozinha, se tiver namorado, assista com ele. Porque o sexo tem papel muito importante no filme, mas o que vai te tocar (sem trocadilhos) são outras questões.

Seguramente, um dos melhores filmes que eu vi nos últimos tempos. Dá uma olhadinha nesta crítica da "Folha de São Paulo" e depois dá um jeito de assistir. Você vai pensar em muitas coisas que passam despercebidas.

Volto pro meu final de semana. E agradeço muito a quem me deu o filme. Agradeço e agradeço.
Beijos pra everyone!

P.S.: Polly, você vai adorar.
P.S.2: Na verdade, é um filme meiguinho, também... No final dele eu me senti quase como me senti no final de "Amélie Poulain". Dá vontade de ter alguém ao lado pra abraçar. :)
P.S.3: Esqueci de mencionar: A trilha sonora é um espetáculo.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

pop

Vocês conhecem a revista americana Wired? Ela é top em termos de tecnologia e inovações. Você pode (deve) conhecer um pouco mais sobre a publicação no site da mesma (é só clicar aí acima).

Anyways, estava trabalhando e caí numa matéria da revista que mede o seu grau de celebridade na internet. Claro, of course, evidentemente, eu tive que testar a quantas anda meu custoso “o humberto explica”. Como eu não tenho Twiter e nem MySpace (que também servem de parâmetros no teste), eu usei só a URL do blog mesmo.

Deu um mísero cinquinho, mas beleza. Beleza? Muito beleza!!! Quando eu resolvi jogar outros sites e blogs pra ver a pontuação deles, eu descobri que esse bloguinho aqui tá é bem demais! Dá só uma olhada em alguns “fodas” que eu selecionei e a pontuação deles.


Os Megas
Google = 465 pontos
Orkut = 149 pontos
You Tube = 141 pontos

Os Bacanas
BBC = 53 pontos
Wired = 37 pontos
Economist = 24 pontos

Os Bacaninhas
Hoje Vou Assim = 17 pontos (eu tiro o chapéu, achei que ia dar muito menos)
Style (Vogue América) = 14 pontos
Terra = 13 pontos
Uol = 9 pontos
Querido Leitor (top blog) = 9 pontos
Globo.com = 8 pontos
Te Dou Um Dado = 7 pontos
Pastelzinho (meu “ídalo” em termos de blog) = 7 pontos
Style Bubble (Que devia chamar “Style baba”, de tanto que babam o ovo) = 6 pontos

Os Quase Lá (pra Bacaninhas)
O Humberto Explica = 5 pontos
Kibe Loco = 5 pontos
Revista Time = 5 pontos
Digestivo Cultural = 4 pontos

A Ralé (que você sempre achou que eram os “Fodas”)
Chic (Glória Khalil) = 2 pontos
Érika Palomino = 2 pontos
Glamurama = 1 pontinho
Zeca Camargo = 1 pontinho
Folha (de São Paulo) = 1 pontinho
Blog da Preta Gil = 1 pontinho
Desculpe a Poeira (que eu leio muito) = 1 pontinho
A Turma do Zerinho de Deus
Lílian Pacce (zerinho também em coments) = 0 de Deus
02 Neurônio (que eu indico) = 0 de Deus
Hypercool = 0 de Deus
Nova (háháháhá) = 0 de Deus
Elle = 0 de Deus
Ricardo Noblat = 0 de Deus
Miriam Leitão = 0 de Deus
Blog da Luana = 0 de Deus


Se contar Twiter e MySpace, provavelmente eles serão muito mais top net célebres. Mas isso não diminui meu momentinho Paullo Malluf, ou seja, deixa eu ser o mais modesto aqui. :P Quem se interessar em testar o nível de “celebreza” de outros sites ou entender melhor como funciona essa medição, é só clicar aqui.

Povo, eu adoro vocês! Acessem mesmo esta joça aqui, que é por isso que eu escrevo!

Besos, bom fim de semana cheio de beijo na boca pra everyone!


P.S.: Aproveitando a deixa da comparação (coisa muito feia de se fazer, alás...), vai aí um recadinho pra Alê: Gata, você acha meus posts gigantes? Experimenta o blog do Zeca Camargo, então. Cremdeuspai!

enquanto isso, na terra do Garfield...

Vocês viram a gata que era gato e que pesa 20kg? Que foi abandonado pelos donos porque era obeso? Onde foi isso? Nos States da América, é claro. Onde mais no mundo as pessoas teriam dificuldade em identificar o sexo de um gato (tipo, devia ser uma gata “hiperclitoriada”).

Mas pra mim, o mais legal é o destaque dado pelo fato de o bicho ser gorducho. Afinal, gordo (gente, bicho) é coisa que quase não tem nos Estados Unidos. Dá só uma olhadinha na atual responsável pelo bichano, carcando ele aí na foto (por outro lado, se a apresentadora do programa malhar mais, vai virar o Exterminador do Futuro).

Anyways, só uma bobageba. :P


P.S: Pela cara do gato, o coitado devia estar pensando algo do tipo: "Hum, falou, então o gordo aqui sou eu, né? Então tá bom!".