terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

o ridículo nosso de cada dia

Hoje eu lembrei de você, que eu não conheci, da sua voz que eu não ouvi.

É bizarro, mas isso me fez bem. Eu e essa minha vida de novela...

A correria continua como se a segunda-feira não tivesse acabado. A gente dá conta.

Abrazos pra everyone. :)
a

6 comentários:

Caroline disse...

Amigo,
Adorei a foto e adorei a música.
É linda.

Quem me derá estar sentada num lugar calmo e tranquilo olhando a vida passar lentamente.

Abs.

Humberto disse...

Ah, amiga, eu não quero ver a vida passar, não, quero é vivê-la. O problema nesta história toda, aliás, foi justamente porque eu deixei a "vida" passar bem na minha frente e fiquei parado. Daí "the words I could never say...".

:)

Bom dia!

Janaína disse...

Adorei essa música. Já até tinha ouvido mas não como agora, parando pra ouvir e pensar. Quebrou o clima tenso da manhã e ainda vem super a calhar pra auto-análise de coração que eu ando precisando fazer... rs
Beijo, Humberto!

Caroline disse...

Amigo,
Quero ver a vida passar, mas claro que curtindo acada minuto, mas sem pressa, sem correria...

Abs.

disse...

amore, deixe o passado pra trás ou corra atrás do preju!
luv ya!

Humbert disse...

O passado ficou lá atrás, mujer, eu só lembrei dele. Rapidamente, inclusive. :)
Besos.