terça-feira, 28 de abril de 2009

sempre Nova

Semana passada eu passei por um sebo aqui na roça, o melhor deles, e, revisteiro que sou, quase tive um troço com as preciosidades que eu achei lá (bom, preciosidades pra mim).
s
Sei que comprei tanta revista que só fui ver mesmo o que tinha escolhido em casa. E aí eu peguei as Novas que eu tinha levado: a primeira, de fevereiro de 1995, tinha a Andréa Reis na capa (que foi a primeira do André Schiliró para a revista) – tinha bem uns dez anos que eu a procurava. A outra é de janeiro de 2003, com a Mariana Ximenes de estrela.
s
Enfim, o curioso foi olhar com calma e ver que as duas capas são muito parecidas. Praticamente trocou azul por rosa e a morena pela loira.
s
Nova é Nova mesmo. Desde sempre.
s
Hasta!
s
s
P.S.: Mais sobre o que eu achei no sebo num dos próximos posts. ;)
P.S.2: Se é possível dizer isto, as capas eram viajadas, mas eram menos toscas antigamente. A da Andréa Reis eu acho até bonita.
s

5 comentários:

Caroline disse...

Concordo amigo, as capas eram bonitas, mas essa falta de criatividade...

Abs.

Sarah disse...

Nem me fale em sebo, adoro! Aqui em casa a gente ama biblioteca e sebo, é entrar em um dos dois e ficar , pelo menos, umas 4 horas.

Muito bem sacado sobre as capas, clone.

coisasdemarcelle disse...

E o make luxo do Kaká Moraes sempre!!!!

Humberto disse...

Sarah, a gente tinha que ir junto no sebo (KKKKKKKKK, que convite mais unsexy!). Os de livro em nem vou pra não passar vontade, mas nos de revista o povo até já me conhece (e abrem um sorri$o enorme quando me veem).

Quanto às capas clone, pelo menos enquanto clonarem as bonitas tá ó-temo, né?

Besos.

P.S.: Coment de Marcelle, luxo, hehehe!

Sarah disse...

ahahhaaha unsexy foi ótemo!