sexta-feira, 15 de maio de 2009

Michaela Bercu e a beleza da naturalidade

Eu sei que as minhas leitoras vão me tacar até pedra, mas eu tenho que comentar.

Bom, enquanto procurava as novidades sobre moda nesta semana, descobri que a capa de Vogue favorita da Anna Wintour (diretora da revista e mulher mais foda do mundo da moda) é também a capa da primeira edição da revista sob sua chefia, a de novembro de 1988.

É essa aí acima mesmo. Eu já tinha visto essa capa. E eu acho linda, linda, linda, linda – e linda! A top na capa é a Michaela Bercu, israelense, que era muito top nessa época.
d

Em 1990, quando eu era “o doido que gostava de modelos”, ela esteve no Brasil e fez umas capas maravilhosas. Todas as fotos dela são uma coisa – e foi tão difícil escolher uma só pro post que eu resolvi espalhar várias delas por ele. Eu era doido por essa mulher, doido, ela só perdia pra Cindy.

Anyways. Não é por causa da Michaela que leitora minha vai me xingar. É por causa da beleza anti-chapinha dela.

Eu olho pra essa capa da Vogue e, mesmo sabendo que é muito anos 80, eu não consigo deixar de achar que a beleza e esses cabelos da Michaela são a coisa mais linda do mundo. Tudo bem, o mundo e as maneiras de vê-lo são muito grandes, mas justamente por isso eu acho que é hora da mulherada dar um tempo pros cabelos. Será que todas elas têm que fazer chapinha? Eu jurava que isso era onda e ia passar, mas continua e continua. Será que não existe nenhuma corajosa disposta a assumir a beleza de um cabelo cacheado ou de um cabelo crespo bem tratado?

Tem uma foto da Michaela, abaixo, mais atual (e ela uns 20 anos mais velha, claro). Ela está de chapinha. Digam a verdade? O que vocês preferem?

Bom, o que vocês preferirem está valendo. Mas eu vou ficar na torcida pro movimento “free-your-hair” pegar uma hora. :P

Besos pra todas, não me zoem muito nos comentários, please.


P.S.: Pro Fernando, do Cine Buteco, vale lembrar que a Michaela foi uma das noivas do Drácula, no filme de Francis Ford Copolla, em 1992.
P.S.2: E aproveitando o sorrisão style e maravilhoso da Michaela, besos e bom final de semana pra todo mundo!

4 comentários:

Sarah disse...

Do onça. Eu lembro da Michaela, estilo totalmente diferente.
Acho o cabelo dela lindo. Chapas e escovas são indispensáveis na vida de uma mulher mas é terrível quando isso é exagerado.

Cabelos encaracolados são lindos!! O que não é legal é cabelo armado (style Bethânia,aí nem a Dona Beija ficaria bonita kkk).Mas cabelos com volume são tudo de bom, bem cuidados claro.

Nos anos 80 até quem tinha cabelinho liso usava armado, até hoje tento fazer isso baseado no espetacular cabelo da espetacularíssima modelo Christie Brinkley mas, o máximo que consegui é ficar com uma franja cheia de laquê igual a da Cacilda.Preciso descobrir o que a Hebe usa pra armar a franja srsrsr.

O povo com chapa fica tudo com a mesma cara... Olha que facilita a vida mas nada como uma escova pra ficar com cabelão armado de Cindy, adoro!!

obs: aquela capa da Vogue embaixo à esquerd escrita em vermelho tá lembrando a Julia Roberts.

cerejas disse...

Swm chapinha com certeza!!! Gente um cabelo cacheado bme tratado é tãso bonito e muitas vezes é mais bonito que um cabelo liso...aliás bonito mesmo é cabelo bem tratado sabe...pena q eu não consigo tratar bem do meu!!!
bjs, em conserva

Caroline disse...

Dou força para mulherada, mas não me incluo.

Abs.

Humberto disse...

Ufa de novo!, achei que ia ser mais apedrejado ainda aqui.

Eu sei que as mulheres amam a prancha (chapinha, whatever), mas a julgar pela decisão de a Taís Araújo ser protagonista com cabelos anelados (e estar assim na capa da Gloss deste mês) eu sou levado a crer que os lisos vão dar um tempo... eu acho.

Sarah, lembro total da Christie Brinkley, ícone. Agora, confesso que não sei mais como imaginar você: já achei que fosse negôna tipo Serena Williams, depois loira, depois morena, agora você tem cabelos lisos (o que nos anos 80, veja que hilário, era quase crime)... Como você é afinal, caríssima leitora??? ;) A propósito, não apele para o cabelo dda Hebe, rs, não pode te fazer bem aquele capacete. E, ah, a capa da Vogue no cantinho tá o Xerox da Julia Roberts, sabia que você ia notar a semelhança.

Cerejas, fiquei confuso com o “Swm”. Isso é “sim” ou é “sem”? Agora, tô com vocês e não abro, sempre dizia isso pra umas amigas mais neuradas, cabelo bonito é cabelo limpo (e sempre que possível, bem tratado).

Quanto a você, Carol, ainda não conheço a verdadeira face desse seu cabelo. Quando muito, passei perto de conhecê-la naquele dia da chuva, lembra? (Pra quem não lembra, dá uma olhada: http://ohumbertoexplica.blogspot.com/2007/12/que-money-money-money-and-money-minha.html)

Besos pra todas!