quinta-feira, 13 de agosto de 2009

castanholas

E cada vez que aquele sapato batia no tablado o coração batia mais forte no meu peito.
s

8 comentários:

Caroline disse...

Amigo, bata o seu pé no chão ok.
Boa sorte!! To torcendo demais!!

Abs.

Sarah disse...

uhu

Vinix disse...

Pois deixe bater, porque não amar é para os fracos!

Lorena disse...

Ai...
E eu amo castanholas...
Que bonito suas analogias, Humberto.
Que bonito.

PS: dá uma olhadinha depois no email do o humberto explica arroba gmail ponto com!

Kyara disse...

gosto de sua paixão por essa cultura!

Humberto disse...

Lorena, thanks pelo elogio às analogias. É que às vezes é melhor deixar as coisas implícitas, mesmo que você tenha vontade de sair berrando elas por aí. :) Já respondi seu email!

Povo todo, thanks pelos coments!

xicoarantez disse...

HUMMMM NÃO ENTENDI..KKK ME EXPLICA?

Maria disse...

não posso dizer que dancei flamenco. humpf. era 'bailado espanhol', pra falar a verdade, algo como a dança espanhola que vai pro palco no ballet clássico. claro que tinha o sapateado e as castanholas.

aí, há uns anos atrás minha mãe me trouxe da espanha umas castanholas profissionais (muito mais fáceis de tocar e com um som muito melhor). é o único instrumento que eu consigo tocar e com um bom treino até mando mais ou menos.

o problema é treinar, né? o barulho ensurdecedor deixa todo mundo por perto azucrinado.