quarta-feira, 9 de setembro de 2009

nos ferventes subúrbios cariocas


Eu comecei o ano todo literário. Cheio de livros novos, doido pra ler tudo. Comecei muito bem com “Um certo Capitão Rodrigo”, do Érico Veríssimo. Daí foram várias tentativas de ler Wuthering Heighs, da Emile Bronte, e uma biografia da Clara Nunes que eu também nunca termino de ler. Isso sem contar o livro que eu começo a escrever, paro, recomeço, paro... enfim, literariamente falando, 2009 tem sido uma vergonha pra mim.

Minha tábua da salvação neste sentido tem sido o bom e novo Suburbanismos, blog amigo do Rafael Paschoal. Eu tenho lido compulsivamente. Me acabo de rir com seus contos do mundo suburbano. Também adoro os que são perversos e principalmente uns que me dão medo. Os textos do Rafael são muito, muito bons.

Recomendo uma passada lá. Vá saber mais sobre a tormenta do Virgílio, as espetaculares lagostas da Dona Eneida e sobre o que me assusta até quando ainda houver sol.

Da minha parte, além de tentar ler uns três livros completos este ano, vou ver se crio coragem, tomo jeito e trato de escrever minhas histórias também. Vai que alguém lê! :P

Abrazos!
s

4 comentários:

Caroline disse...

Eu vou ler, eu vou ler !!! rsrsrsrs...

Fernando Império disse...

Recomendo!!! Suburbanismo é um "brog" 5 estrelas...

R. paschoal disse...

Uia! Estive tão assoberbado com meu lado "working class hero", que nem vi essa homenagem!

Obrigado pela indicação, Humberto! Podexá que vem coisa bem mais suburbana por aí!

Abração!

Humberto disse...

KKKKK, adorei o "working class hero", Rafael. Capricha lá no blog.

Abraços.