segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A primeira negra na capa da NOVA


Várias vezes já falei da Taís Araújo aqui no blog. Muitas delas, para falar quase da mesma coisa, do fato de ela ser "a primeira negra a" fazer alguma coisa. Primeira protagonista negra na TV; primeira protagonista negra na Globo; primeira protagonista negra na novela das oito; primeira "Helena" negra e por aí vai.

Na verdade, acho meio absurdo que nesta altura do campeonato ainda estejamos comemorando quando uma mulher é a primeira negra a fazer alguma coisa, sobretudo quando se trata de aparecer nos meios de comunicação. Afinal, em 2010, já deveria ser muito mais que normal ver a beleza de uma negra estampando revistas e estrelando novelas e filmes (assim como todos os outros muitos tipos de beleza que formam o Brasil). Mas, infelizmente, por enquanto ainda temos que comemorar, e muito quando isso acontece. Porque ainda é uma vitória na luta contra o preconceito.

Este é um post especial pra mim. Pesquisador da revista Nova, conhecedor de sua História e das suas "famosas" capas, nunca entendi como a revista ainda não tinha tido uma estrela negra. A publicação deixou passar mulheres ilustres como Zezé Motta e Veluma nos anos 70, Maria Ceiça nos anos 80, Isabel Fillardis e tantas outras nos anos 90 e Camila Pitanga nos primeiros anos do século XXI. Todas lindas, todas brilhantes, nenhuma aparentemente merecedora de uma capa na revista.

Neste janeiro de 2010, enfim, ao menos uma dessas estrelas que mereciam a tal capa da Nova finalmente chegou lá. Mais uma vez, Taís Araújo é a primeira. A primeira mulher negra na capa da Nova.

Pra muita gente isso pode não significar muito. Pode até significar nada. Pra muito mais gente, isso passaria sem nenhum alarde. Mas pelo menos pra mim, e eu aposto que pra muitas mulheres (de todas as etnias) neste país, este é um momento histórico no mercado editorial brasileiro. Um momento marcante na História da identidade das mulheres brasileiras. Não é pouca coisa.


Parabéns Taís, mais uma vez você arrasou.
Parabéns Cyntia Greyner, atual diretora da revista. Não deve ter sido fácil.

Agora é torcer para que não se espere mais 36 anos até que a Nova tenha outra bela negra em sua capa.

8 comentários:

lelinha disse...

Nossa a Taís está linda nessa capa. Ela é linda de todo jeito. Eu leio a Nova de vez em quando mas, não sabia que nunca tivesse existido uma negra na capa :(
Parabéns Humberto você escreve muito bem!

R. Paschoal disse...

Belíssima, mesmo. Só não tem muito talento, mas isso é assunto para outra hora. O que importa é que, agora, ela está em destaque e conseguiu esse mérito. Mesmo assim, ainda rola toda uma iluminação e maquiagem para deixa-la mais clarinha... Percebeu?

gera disse...

concordo... incrivelmente linda
já na telinha me parece um tanto sem sal
but who cares? preferia ser lindo e sem sal, do que com sal e horroroso. prontofalei

xicoarantez disse...

SÓ UMA COISA: QUANTO ELA PAGOU POR ESSE CABELO?

Sarah disse...

Minino, quando soube dessa notícia lembrei de você na hora e do quanto a ausência das negras nas capas da NOVA foi falada aqui.

A capa tá linda e é realemente histórica!

Adriano disse...

Oi Humberto...sempre vejo o seu blog que gosto demais e lendo seus posts anteriores ,vi essa bela reportagem sobre a Taís Araújo SER A PRIMEIRA NEGRA A SER CAPA DA NOVA...ok a primeira negra brasileira,aliás belíssima a Taís! pois a revista já tinha bem antes tendo uma modelo negra como capa. o nome dela era Naomi Sims!e veio em nossa edição nacional capa da NOVA em novembro de 1974 no Nº14...(eu tenho uma foto da capa mas não sei como te enviar!) ok,segue aqui um link para conhecer a Naomi Sims,obrigado por fazer um lindo trabalho em seu blog! http://aestheticdesignstyle.blogspot.com.br/2011/02/black-is-beautiful-naomi-sims.html

o Humberto disse...

Grande Adriano, obrigado pelo comentário. =)

Então, rapaz, eu descobri esta capa da Naomi há duas semanas! Tava pensando em guardar a "novidade" (que foi uma puta surpresa pra mim) até novembro (quando a capa faz 40 anos e por causa do Dia da Consciência Negra), mas daí, com essa coisa toda da Lupita eu já tava pensando em soltar esses dias. E agora vem vc e revela meu "segredo", rs...

Que bom que você veio me contar também! Eu vou ver se posto logo, não ia mesmo aguentar segurar mais oito meses.

Ah, e eu tenho a capa aqui nos meus arquivos (assim como a original, na Cosmopolitan). Passa por aqui daqui uns dias que eu prometo escrever a respeito.

Abração, volte sempre pra gente trocar uma ideia! ;-)

Adriano disse...

Oi Humberto...fico feliz por seu blog,estou sempre acompanhando e já está nos meus favoritos!ah e na onda de postar capas da NOVA,eu fiz um blog,não tenho todas as capas postadas lá mas alguns amigos me ajudam e ou pesquisando na net também!abração e aí o link do blog ... http://faclubenovacosmos.blogspot.com.br/