sábado, 15 de maio de 2010

sex and the TuBHcanga

TuBHcanga deve ser o pior lugar do mundo pra se relacionar. É cada história que se escuta aqui, uma mais tosca que a outra. Na verdade, em se tratando de uma roça, as histórias se repetem, mas o requinte de tosquice é que vai variando.
h
Que o digam as moçoilas casadouras da capitár mineira. O desespero bate à porta. Porque os tempos mudaram e tal, mas ainda existe aquele desespero da Sociedade, gritando na alma de cada mulher que ela "tem que casar!" (está aí o Manoel Carlos que não me deixa mentir). Então eu tenho um monte de amigas e conhecidas, mulheres bonitas, inteligentes, muito educadas e realizadas profissionalmente, todas na faixa dos 30 e poucos e todas, TODAS, aflitas esperando aparecer o "Príncipe Encantado". Gente, o príncipe encantado não existe, já falei isso. Ainda mais em TuBHcanga, onde existe muito mais mulheres (bonitas) que homens heterossexuais (logo, eles "se acham" e fazem gato e sapato mesmo).
s
Biba também sofre aqui na roça. Porque, herdando as tradições mineiras de parecer o que não é e viver de pose, os gays daqui adoram um carão. Tudo um bando de puta safada que vive em sala de bate-papo do UOL, mas que na rua e mesmo em boates olham pra todo mundo com cara de "não, eu não me interessei por você; na verdade nem sou gay". E assim, todas as bibas tuBHcanguenses ficam em busca de um parceiro ideal, tal qual suas milhões de amigas, mas ficam só tomando tocos. Aliás, é bom dizer, elas fazem carão, mas se um amigo delas conseguir namorar sério elas dão em cima do felizardo com força, afinal, se não dá pra ser feliz tem que dar pra, no mínimo, sacanear a felicidade alheia.
s
O pior nesses casos todos são as desculpas que mulheres e gays têm de ouvir aqui. Um amigo paulista meu, cara bonito, inteligente e muito, muito fino, esteve aqui na roça e ficou de conhecer um rapaz que ele conheceu numa rede social. O tuBHcanguense, por telefone, deixou criar a expectativa. Mas quando chegou na hora de se conhecerem mesmo soltou essa já nova pérola aqui do blog: "Não vou poder te encontrar porque meu pai está com dengue e eu vou ficar com ele. Eu tenho as minhas prioridades". Isso, é bom ressaltar, numa sexta-feira à noite. Dá pra acreditar em tamanha cara de pau? Que tipo de gente diz tamanha bobagem? Os homens de TuBHcanga, ora bolas!
d
Enfim, amigas e amigos, se sua vida vai seguir aqui na roça mesmo você tem que se adaptar e se dar valor. Só assim, talvez, vai conseguir encontrar alguém que te mereça. E, no mais, nunca desconsidere a opção de comprar uma bicicleta: afinal, ela faz bem pra sua saúde, não vai te dar dor de cabeça nem te trocar pela primeira vadia que mandar um recado no Orkut.
f
Bom fim de semana, se joga na nite, mas abre o olho, hein!
;)
s

7 comentários:

Sarah disse...

meu comentário não chegou????

Caroline disse...

Oi amigo,

Primeiro adorei a imagem. Sobre a aflição das mulheres por casarem a única coisa que posso dizer é: na próxima encarnação quero vir homem. Essa cobrança por casar é foda!!

Abs.

o Humberto disse...

Como assim, Sarah, comenta de novo please!!!

CArol, ser homem também não é fácil. E a gente nunca sabe como será a vida na outra encarnação, rs.

Besos!

xicoarantez disse...

conheço bem o tipinho.. mas já até me acostumei com isso. nem dói mais... rsrs

Sarah disse...

Bem, eu disse que já é o melhor post de 2010 até agora.

E amigo, não, isso não ocorre só em TuBHcanga não, em todo lugar é assim.

Eu aprendi cedo que não existe príncipe encantado, só cafajeste encantado, e a gente se encanta viu srrs.

E vc não imagina como ri por muito tempo quando li esse post.

Menino, o lance da dengue foi demais, imediatamente lembrei de uma desculpa absurda que li num processo crime onde o rapaz era Réu num acidente de trânsito.

A defesa apresentada pelo advogado foi" o Réu causou o acidente porque passou a madrugada jogando video-game com o amigo".

Tem idiota pra tudo nesse mundo!!

Janaína disse...

Ai, Humberto, eu nem falo nada! Essa cobrança da sociedade, da família, dos amigos pelo casamento a qualquer custo quando se passa dos 30 é realmente complicada! Mas muito pior do que isso é ter que conviver com esses carinhas meia-boca daqui, que nem são lá nenhuma Brastemp e agem com a gente como se eles fossem a última bolacha do pacote. É por isso que eu já tô dando meu jeito de sair do atraso (LITERALMENTE!!). Atravessei a fronteira e fui buscar o que eu quero em outro estado, vindo de outro país. E tô fazendo de tudo pra sair fora dessa província logo, porque gente mala e que se acha, tem em tudo quanto é lugar... mas parece que TuBHcanga, devido ao enorme contingente de fêmeas, é um habitat muito propício pra esse espécime (homo scrotus) se desenvolver e reproduzir. E isso alastra que é uma maldição... rs

o Humberto disse...

Sarah, Jana, Carol, Paco, thanks pelos comentários. Ler esse tipo de coisa que dá gás pro blog, saber que é não só sobre a minha vida, mas sobre a nossa, isso é muito bacana.

Sarah, vota nele pra melhores do ano, rs.

Abração pra todos!