quinta-feira, 7 de outubro de 2010

matemática da felicidade

A mega-sena acumulada desta semana deu muito o que falar sobre o quanto dinheiro e felicidade andam lado a lado. Foram muitas as conversas e muitas as conclusões.
s
Uma das coisas que pareceram esclarecidas é que o dinheiro por si só não garante mesmo a felicidade. Precisa do componente inteligência: um burro corre o risco de perder tudo. Além disso, uma pessoa um pouco mais inteligente vai saber como utilizar o dinheiro pra ficar ainda mais rica e também vai saber exatamente o que fazer com dinheiro pra garantir momentos, e talvez uma vida, de felicidade.
s
Outro ponto a que se chegou surgiu de uma discussão mais próxima da realidade, distante da possibilidade remota de ser o ganhador do sorteio e ficar muito milionário de um dia pro outro (detalhe, teve um filha da puta do Rio Grande do Sul que ficou). A ideia era encontrar uma maneira de ser uma pessoa feliz, independente do quanto você ganha por mês. Concluiu-se que um método razoável seria amparar sua felicidade em termos monetários segundo a seguinte lógica:
s
Se sua renda mensal é X, procure ser feliz com um padrão de vida que lhe custe cerca de X-20%, mas almeje ganhar X+30%. Assim, você estará sempre satisfeito, mas nunca estagnado. Faz sentido pra você? Você estaria sempre feliz, mas ainda teria como ser mais feliz.
s
Bom, tudo viagem. A conclusão mais certa, ponto comum a todos, é que não sendo pobre já dá pra ser um pouco felizinho, ou seja, sorry, mas dinheiro traz alguma felicidade, sim. Como diria um professor que eu tive, "Dinheiro não traz felicidade, mas ajuda a sofrer em Paris".
ss
Ôh, se ajuda.
s

5 comentários:

Janaína disse...

Quem disse que dinheiro traz felicidade?
Não traz mesmo, não.
MANDA BUSCAR!
Êita inveja desse gaúcho sortudo, viu! Tomara Deus que ele seja minimamente inteligente pra administrar essa fortuna, e que usufrua dela com saúde. Porque colocar muito dinheiro na mão de gente burra e despreparada, é jogar pérolas aos porcos.

Caroline disse...

Adorei a frase do final!!

Quem sabe a nossa hora de gritar "Eu sou rica", não está chegando.

Sarah disse...

Fiquei de cara que o sujeito( esse tal "filho da puta" kkk)ganhou so-zi-nho!!!
Muy loco.
Eu já ia por em prática coisas fantásticas. Viajar pelo mundo, conhecer cada canto, cada cultura exótica, o planeta Terra seria o quintal de casa.
Paris, Paris, preciso te conhecer antes de 2012, pre-ci-so pisar aí de novo!
Residência fixa? Sim, em São Paulo, claro, onde estabeleceria o santuário( inicialmente canino e felino)pr ficar rolando no meio dos cães e gatos recolhidos da rua. Ia me dedicar a isso.Felicidade é isso.
Pensar que tem maluco que nem sabe o quanto ganhou, nem pira no que tem nas mãos...

o Humberto disse...

Sarah, seus planos de riqueza são bem parecidos com os meus, viu? Eu já tenho até uma rota traçada, que começa por Istambul. Depois te passo pra gente fazer juntos.

Carol e Janaína, assim que eu ficar rico eu levo vocês pra viajar tb.

Besos!

Janaína disse...

ÔBAAAAA!!!!