quinta-feira, 18 de novembro de 2010

asco

Vocês não acharam que eu ia deixar passar em branco o caso absurdo, vergonhoso e lamentável dos imbecis que atacaram um grupo de rapazes em São Paulo, né?
s
Não sabe do que eu tô falando? Por favor, clica aqui. Tá difícil de acreditar? Então cria coragem e assiste a isso aqui (vergonha).
s
Na verdade, eu ando ruim com as palavras esta semana, mas tinha que deixar registrado essa bizarrice. Como comentou o Vitor Angelo, do Dus****Infernus, já era de se esperar que num país que faz de Dourado campeão do "BBB" os casos de violência homofóbica aumentassem.
s
Tenho nojo de violência, seja contra quem for. Tenho nojo desse protecionismo para quem tem dinheiro (queria ver se fosse o contrário, se fossem os playboyzinhos os agredidos). Tenho nojo desses pais escrotos que fazem vista grossa e criam esses trogloditas. E tenho nojo dessa Justiça esquisita que deixa por isso mesmo uma atrocidade dessas.
s
Toma vergonha na cara, Brasil. Século XXI, hora de evoluir, não de voltar atrás.
s

4 comentários:

Leonardo Fernandes Ayres Belens disse...

brasil ñ é pokemon, ou seja: nunk vai evoluir.
é 3º mundo e ponto. uma pena.

Caroline disse...

Foi ridículo mesmo!

Abs

Janaína disse...

Podre mesmo, mas te falo que não me surpreende nenhum pouco. Outro dia rolou uma discussão na sala de aula da minha pós, a respeito de condutas discriminatórias, de relativização de valores e outros temas mais "espinhosos". Aconteceu um negócio, no minimo, desconcertante. As pessoas têm mania de colocar os óculos da Helo Kitty na cara e insistir em enxergar o mundo cor de rosa... discursando que discriminação é um caso ou outro, que isso hoje em dia é um fato isolado, que as próprias minorias "se vitimizam, se colocam à margem do sistema". Eu tive uma crise de riso e todo mundo parou e olhou pra mim, estranhando. Eu simplesmente disse: "Gente... pelo amor de Deus! Olhem em torno e apontem quantos negros há nesta sala! Sou a única aqui que se fizer isso, não vai enxergar nenhum. Depois venham me contar se a sociedade é ou não preconceituosa e despreparada pra lidar com as diferenças,OK?!"
Saída de emergência adotada pelo professor: "Vamos para o tópico 3 da matéria, então...."
Ai... ai... O Leonardo tem toda, TODA a razão. Infelizmente!

Sarah disse...

Pois.
Infelizmente isso é um acontecimento meio corriqueiro...na região da Paulista então...

Uma vez meu cunhado(namorado da minha irmã mais nova), que mora lá perto,levou uns croques na cabeça também. E isso pq ele tem cabelo comprido...acharam que ele era punk.

E isso não é coisa específica de Brasil não, 3o. mundo, muito pelo contrário...né?