quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Versace, verão 2011 - dá pra usar!

Não sei vocês, especialmente as leitoras, mas eu gostei do que vi no desfile da Versace para a coleção Verão 2011. Dá uma olhada aqui, tem todos os modelos apresentados.
d

Não é interessante?

Não é fino?

Eu olho pra esse vestido e
eu vejo a Janaína usando ele.

b
Não é bonito?

O povo da moda é que não deve ter amado muito. Afinal, que graça tem fazer uma coleção com roupas que alguém pode realmente usar, né?

Já era hora do retorno de uma onda mais anos 90, mais minimalista mesmo, né? E um pingo de bom gosto é sempre bem-vindo de volta. O que vocês acharam? Opinem aí, quero saber.
Besos!
d

viver X sobreviver

Uma música que certamente está entre as mais importantes na minha vida é "Standing Outside the Fire", do Garth Brooks. Gosto da canção, gosto da letra, gosto do vídeo. Há pelo menos 11 anos tenho a mesma sensação e a mesma reação cada vez que a ouço.
a
É sempre uma lembrança forte de que eu não nasci pra ficar na mesmice, pra aceitar as convenções apenas porque elas estão lá, tudo isso apesar da aura de "certinho jacureba" que resolveram dar pra mim. Não sou porra-loca, mas nunca fui tolo. Nunca fui de contar com ninguém (o que não é bom, não sigam o modelo), por isso nunca tive medo de fazer o que eu acredito ser melhor, mesmo que isso signifique encarar os riscos e mesmo que isso vá contra tudo o que esperam de mim.
s
Apesar da imagem de retardado que muita gente tem de mim (no sentido pejorativo mesmo), sempre fui bravo o bastante pra me jogar no fogo para não ficar no comodismo. Porque eu sei bem que se eu me queimar, se ficar só nas cinzas, ainda assim eu vou renascer mais forte. Sempre como uma fênix.
s
Não desconsidere o que os outros pensam ou dizem. Só não deixe que a palavra deles seja a final quando o assunto for a sua própria vida. Porque cada um é que sabe de si mesmo e de até onde pode ir pra ser e fazer feliz. Se queimando ou não.
s
Beijos pra todos.
:)
s

terça-feira, 28 de setembro de 2010

e eu assisti "Glee"

Lembram de um post que fiz uns meses atrás, dizendo que eu não aguentava o hype em cima da série "Glee"? Pois bem. Como bom articulador que sou e como cabeça dura que não sou, aceitei o desafio do meu querido amigo Guilherme, que me propôs assistir alguns episódios. O Gui até mandou um DVD pra mim, com a primeira temporada inteira.
s
Demorou até eu ter tempo e coragem pra ver, confesso que estava com mega preguiça. Mas um dia foi. Bem, não posso dizer que "pagueeeeeeei minha língua", mas enfim, costumo acostumar fácil com qualquer série, então... Bem, vamos às observações:
s
Em primeiro lugar, é legalzinha, agrada, você acaba querendo assistir e tal. Mas continuo achando que espetacular ela seria se eu tivesse a idade do público-alvo. Porque muitos dos dramas ali já não soam como drama pra mim, nem quando dizem respeito ao elenco adulto. Então, continuo achando que é meio exagero o fanatismo com que muitos conhecidos meus, que já passaram dos 30, se referem a "Glee".
s
As vozinhas: Bem, realmente, as versões nem sempre são as melhores. A escolha das músicas é bem legal, e no contexto das historinhas fica bem bacana. Mas as vozes do elenco feminino são insuportáveis. Eu juro que não entendo porque escolheram a atriz Lea Michele (de saia levantada na foto) pra ser a protagonista. Ela canta quase tudo e a voz dela é a mais chata, o miado dos gatos aqui de casa é mais agradável. E tem mais: na verdade, a única voz feminina que eu gosto é a da antagonista, a atriz Dianna Agron (a loirinha sentada na bicicleta, na foto); quanto mais eu assisto, mais eu acho que ela é que talvez venha a se tornar uma estrela em algum momento no futuro.
s
Ainda sobre as vozes femininas, o que mais me intriga em "Glee" é o fato de um seriado musical estadunidense não ser estrelado por uma negôna. Como assim???!!! As afro-estadunidenses parecem que já nascem cantando, e aí justo em "Glee" tem apenas uma personagem, a Mercedes, até um tanto apagada. Me explica! É descuido ou é intencional pra mostrar o racismo pelas bandas de lá?
s
Já com relação às vozes do elenco masculino, me agradam mais. É uma coisa meio "Backstreet Boys", mas é bacana. A melhor voz pra mim é a do ator Kevin McHale, que faz o cadeirante Artie.
s
Falei que os draminhas são bem adolescentes. Isso não impede que a relação entre o personagem Kurt, teenage gay bem anos 2000, e seu pai, típico macho do meio-oeste dos Estados Unidos, não seja bem apresentada. A biba às vezes é uma vaquinha, mas sempre que o que está em pauta é a vida dele com seu pai viúvo, a coisa fica um pouquinho mais profunda (e interessante).
s
O que mais eu posso dizer? Bom, pra quem gosta de música pop, a série é bacana. Na verdade, como entretenimento descomprometido, "Glee" é muito boa.
s
Também tenho que destacar a atuação da atriz Jane Lynch, como a "cruel" professora Sue Sylvester. Na verdade, eu olho pra ela e já tenho vontade de rir (isso, desde que ela interpretou a gerente da loja onde o "Virgem de 40 Anos" trabalhava).
s
Por fim, pra fechar o post, o musical que mais gostei até agora: "Dream on", do Aerosmith (que eu amo), na voz do professor de espanhol Will Schuester, interpretado pelo ator Matthew Morrison. O áudio tá ruim no Youtube, mas vê aí.
d
É isso. Próxima língua pra eu pagar, pode mandar aí! Pago mermo!
s
Abração, Gui! Abração pra todo mundo.
s
s
P.S: Preciso confessar, adoro essa capa da Rolling Stone aí acima.
P.S.2: Ah, agora com conhecimento de causa, achei o tal episódio especial da Madonna. Muuuita forçação de barra.
s

ainda hoje, neste blog...

com chuva ou sem chuva...

Um dia lindo pra todo mundo, cheio de alegria, saúde e boas notícias.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

o sol

Há meses TuBHcanga está numa seca só. Um calorão e um sol de rachar. Tudo que a gente mais quer aqui no momento é chuva. Chooooove pelamordeDeus!!!
g
Daí hoje o dia acordou feio, nublado, estranho. Amanheceu parecendo os piores invernos do Texas. E aí, por uns míseros minutos, o sol apareceu. E eu me senti TÃO gratificado por aquilo, foi um pouquinho de tempo pra eu lembrar o quanto eu gosto do sol, o quanto ele me faz bem, o quanto é importante pra mim. E o quanto ele me faz feliz.
f
A gente tem disso. Vive querendo uma coisa até que passa a tê-la. A coisa continua sendo exatamente aquilo que você mais sonhava em ter, mas como você já tem, tá ali todo dia, você então passa a não ligar muito mais porque, afinal, já tá ali mesmo e você já nem lembra como era ruim não ter.
h
Acho que isso faz parte da nossa condição imperfeita de seres humanos. Mas pelo menos por hoje, graças a uma aparição rápida de um sol lindo num dia nublado e feio, eu vou lembrar de cuidar do que eu amo e do que eu esperei muito pra aparecer.
fh
Beijão pra todo mundo, muitos posts virão esta semana.
Então fiquem de olho aqui. :)
f
g
P.S.: Voltei a responder os comentários. ;)
s

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

abrigo durante a tempestade

Fechando pro final de semana, depois dessa lavada de novos posts, queria muito agradecer o carinho de cada um dos meus amigos, que foram especialmente atenciosos comigo nos últimos dias. Não estão todos na fotomontagem aí acima, mas certamente estão todos nos meus melhores pensamentos.
s
Muito obrigado pelo carinho e pela força. "Tamo junto"!
;)
dd
s
P.S.: Amiga, cadê uma foto da gente junto? Tem que fazer!!!
P.S.2: Débora, não achei uma nossa também, mas você sabe, né?
P.S.3: Sarah, vou ter que ir pra São Paulo fazer uma foto nossa também!
:D
s

mais Magdala

Novidades pra quem quer assistir Magdala, espetáculo de Flamenco da Cia. Andaluz, que narra a história de Maria Madalena: Como os ingressos para a apresentação às 21h se esgotaram, uma sessão extra, às 19h, foi aberta!
s
Então, não percam a chance. Lembrando que as apresentações serão no dia 02 de outubro, no Teatro Sesi Holcim, aqui em TuBHcanga. A entrada custa R$ 15,00 (preço único) e pode ser adquirida antecipadamente aqui ou no dia, no local (se sobrarem ingressos, né?). Os mais próximos podem me ligar ou mandar email também.
s
Então, apareçam, hein. Flamenco com este grau de perfeição e beleza, e com trilha sonora tão apurada, acho muito difícil de se ver nesta cidade.
s

beleza cada vez mais autêntica

Mais uma da chegada da Primavera aqui em casa.
E em homenagem à ótima nóticia que eu recebi hoje, num outro blog.
Que tudo dê certo.
:)
s

capa preciosa

Sem dúvidas a revista mais comentada deste mês (na verdade, edição de outubro) é a ELLE estadunidense, que comemora 25 anos. O grande lance é que a estrela da capa é a atriz Gabourey Sidibe, a Precious do filme de mesmo nome.
s
Eu achei absurdamente maravilhosa a ideia. É de uma libertação tão grande ver uma figura tão diferente do que se costuma ver nas capas das ELLEs da vida que pra mim chega a ser histórico.
sx
Infelizmente, como pra tudo há uma turma que reclame, caíram de pau, alegando que clarearam a atriz na capa. Olha, de fato, parece bem mais clara, sim, como se pode ver pela comparação na internet aí abaixo:
v
Eu só acho o seguinte: clareada, photoshopada, retoque, isso rola em qualquer capa. E, pelo menos pra mim, parece que deram uma "dourada" geral na capa, não só na pele dela. Também não puseram ela loira e branca, como costumam fazer com a Beyoncé, por exemplo. Mas enfim.
s
Agora, um outro detalhe que deu o que falar é que a edição tem quatro capas diferentes (odeio essa mania de revista com mais de uma capa, falarei sobre isso num outro post). Cada uma dessas capas da ELLE veio com uma atriz. Todas elas, magrinhas e branquinhas, ganharam foto com corpo inteiro. E a Gabourey não.
s
De novo, eu sou obrigado a ficar um pouco do lado da revista. Por mais que realmente seja uma coisa meio sem graça (e, na minha opinião, uma bobagem da revista, já que Gabourey já fez capas bacanas de corpo inteiro também), não deixa de funcionar como um destaque. As outras três opções me parecem todas a mesma, e todas a mesma coisa de sempre. Pra uma edição comemorativa, definitivamente eu compraria a edição com a capa da preciosa.
s
É aquela coisa, racismo nos Estados Unidos é uma história complicada (aqui também, eu sei). Todo mundo tem razão e não tem. Eu achei interessantes os argumentos de "defesa" da ELLE. E, na verdade, acho que o povo gosta mesmo é de ver o circo pegando fogo, daí tanta conversa.
s
Pra mim, com todas as questões envolvidas, continua sendo uma revista de moda das mais importantes, com uma atriz negra e bem gordinha na capa. E isso, vamos combinar, não é coisa que se vê normalmente.
s
(ainda mais na ELLE Brasil, reduto das anoréxicas. Né?)
s
Parabéns Gabourey, parabéns ELLE USA!sssss
ssssss

diz aí:

OK, o que é mais estranho, a cara do Steven Tyler ou essa peruca torta da Jennifer Lopez? Hum?
s

reina

Você, leitor/a inteligente deste blog, certamente conhece (e provavelmente aprecia) "Bohemian Rhapsody", do Queen. Música de verdade.
s
Daí, lembram daquele povo zoando e fazendo versão flamenca de "Bad Romance"? Pois é, fizeram com "Bohemian Rhapsody" também. O interessante é que tem coral e tudo, até bailaoras dançando sevillanas. Mesmo sendo um quadro de humor, ainda achei que ficou bacana. Dá só uma olhada.
j
Achei curioso. Acabei gostando.
:)

s

o que dizer, né?

Fica isso aí para as eleitoras mineiras.
Um outro post será feito mais tarde pra falar das eleições deste ano.
s

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

um bom respiro e...

...Um já bom fim de semana.
f

depois dos mais tenebrosos invernos

E a primavera chegou aqui em casa.
Uma hora vai chegar em mim também.
d

música

Tem música que demora pra gente entender.
Mas quando entende...
s

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

por quê, né?

Ágoa móli en pedra dura tamto bati ate qui fura.*
*s

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

sem palavras

Bom dia a todos. Que seja maravilhoso pra todo mundo. :)
f
E que seja especialmente um ótimo dia pra você, Amiga (com "A" maiúsculo). Demonstrações de amizade, afeto e atenção como a que você deu ontem chegam a me deixar constrangido, mas também me impulsionam de um jeito que é difícil descrever. Muito, muito, muito obrigado mesmo!
c
Abrazos a todos -- e, pela correria que vai ser essa sexta-feira, bom fim de semana desde já!
s

keeping the faith

3 e pouco da madruga. Completamente aceso. Procurando aquilo que preciso. Dou de cara com a pérola aí abaixo:

Só sei que essa empresa deve tá mesmo precisando muito de um revisor de teXto. Pena que a vaga é no Rio. Aquele fã do meu Orkut (e de outras coisas ligadas a mim) deve trabalhar lá.

d

P.S. Nada a Ver: Ter insônia pode até ser divertido, é bem peculiar o diálogo dos bêbados na rua. Os monólogos, então, são os melhores.

s

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

1, 2, 3, relaxando...

Bom, a pilha chegou num ponto tal que achei melhor parar tudo e respirar. Não há nada que vá se resolver na afobação. Daí dei uma lida neste texto que minha amiga Mariele mandou. Pelo menos por hoje, pelo menos nesta tarde, eu vou tentar.
a
Sorry a agitação, povo. Mari, thanks por tudo.
Demais amigos todos, muito obrigado também.


Calma… paciência…

Em alguns momentos temos a impressão de que Deus está muito distante, como se estivesse indiferenteás nossas necessidades, sem pressa alguma em nos atender.

Surge, a partir daí, uma tensão entre a nossa pressa e a aparente demora de Deus. O resultado é a sensação de abandono, de agonia e de impotência total.

A vida desenvolve uma contínua construção, sempre inacabada, que exige repensar valores, vivenciar novos sentimentos, aprender novas lições, conquistar novos espaços e vislumbrar novos horizontes.

Deixemos que cada dia dê conta de si mesmo e que despeje suas águas turvas, cheias de mazelas e tensões,sempre ao pôr do sol.Tenhamos sempre em mente que Deus está no controle de tudo inclusive do tempo.

Porque, então apressar o rio? Siga o conselho de Jesus, o Mestre da vida: "Não andeis ansiosos pelo amanhã; basta cada dia o seu cuidado." Deus não tem pressa! Nós é que não sabemos viver.

Tudo tem seu tempo.
d

hoje tá bem bacana

Trolha de S. Paulo

Depois não gostam que chamem a Folha de S. Paulo de Jornal bairrista e mal intencionado. Spia bem essa nota sobre a passagem da Marina Lima aqui por TuBHcanga.
d
Qual a necessidade de descrever Tubs como "cidade que se candidatou para ser sede da abertura da Copa do Mundo de 2014"? Nenhuma além de desqualificar a cidade como possível sede da abertura da Copa do Mundo de 2014, né? Isso tudo é mágoa porque o Morumbi ficou fora da Copa?
s
Aff. Quer achar defeito em TuBHcanga, vem que eu mesmo mostro um monte. Mas não precisa viajar na maionese.
s

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

rôia

Matando um leão por dia. Mesmo.
:S

um imbecil hoje em dia vale mais que ouro

O texto abaixo não é meu. Nem desse senhor aí acima. É uma crônica de Marcelo Migliaccio, que eu recebi por email algumas semanas atrás. Em dias como o de hoje, eu realmente acredito que é um texto muito, muito realista. Deem uma olhada:



O bem mais valorizado hoje em dia não é o ouro, nem o dólar, nem o petróleo, nem a cocaína.

O bem mais valioso na atual sociedade de consumo é o imbecil.

Um imbecil tem um valor inestimável para o sistema produtivo. Dê-me um imbecil e eu lhe darei o mundo.

Agora vamos à explicação para teoria tão esdrúxula (ok, admito):

Em todas as profissões, todos os chefes, diretores executivos, sócios majoritários e presidentes de empresas procuram desesperadamente por imbecis no mercado. Não há nada melhor que nomear um imbecil para o cargo imediatamente abaixo do seu. Ele nunca o ameaçará e jamais tomará seu lugar. Cumprirá as ordens mais absurdas sem pestanejar. Mesmo que esta ordem seja fatal para o destino da empresa ou da instituição, o imbecil jamais vai contestá-la. Cumprirá cegamente a determinação mesmo que isso o leve, a médio prazo, para a fila do seguro-desemprego.

E assim vão sendo nomeados gerentes, assistentes de direção, editores-adjuntos, assessores parlamentares, chefe de gabinete, ajudante de ordem e uma série de outros cargos notoriamente ocupados por imbecis _ salvo as honrosas e lúcidas exceções, nas quais você, que já está pensando em me xingar, certamente se enquadra.

Essa gente deixa seus chefes absolutamente tranquilos, porque não terá competência, ímpeto ou talento para roubar-lhes o lugar.

Os anúncios de emprego deveriam colocar, ao lado da boa aparência, do domínio do idioma inglês e da pós-graduação, o requisito fundamental: que o candidato seja um irremediável imbecil.
Uma das razões para o imbecil cumprir à risca tudo o que lhe mandam fazer é que ele é um imbecil.

A outra razão é que todo o imbecil é, por definição, um medroso. Com pavor de perder seu emprego, o imbecil nem de longe pensa em questionar qualquer incumbência que lhe dão. Mesmo que isso vá lhe custar, logo logo, o emprego.

Talvez por isso o mundo tenha desenvolvido e dado poderes quase sobrenaturais à mais perfeita fábrica de imbecis, a televisão. Desde que a criança nasce, seus pais _ que não têm saco ou tempo para educá-la _ entregam a pobrezinha à babá eletrônica. Como os professores das escolas públicas e particulares são na maioria dos casos um punhado de imbecis (não estou generalizando, falo apenas da maioria), os estabelecimentos de ensino não oferecem o contraponto necessário ao lixo que é despejado na cabeça de meninos e meninas desde a mais tenra idade pela TV.

O resultado é que, deseducada por sumidades como Ratinho, Luciana Gimenez, o casal telejornal, Adriane Galisteu e pelos autores de novelas das nossas emissoras, a criançada se transforma, lá pelos 10, 12 anos, em indivíduos sem senso crítico, sexistas, preconceituosos, consumistas, racistas, agressivos e machistas (inclusive as garotas).

O imbecil não tem senso crítico, ele não contesta, não analisa, não raciocina. Se é Carnaval, ele pula. Se é Natal, ele compra. Se é Réveillon, ele vai para a praia ver os fogos...

E assim vamos renovando a manada de imbecis que transformou nosso planeta nesta bela festa injusta e poluída.
s

xxxxxxxxxxxxx

É... Isso tudo me faz lembrar da mulher-morcega, a musa da última empresa onde trabalhei. Já deve estar recebendo uma pequena fortuna de salário. Talvez tenha até resolvido trabalhar e esteja fazendo relatório dos desenhos que ela assiste no Youtube durante a tarde.
É foda.
s

terça-feira, 14 de setembro de 2010

esta é a sua VIDA

Parece que energia boa atrai mesmo energia melhor ainda. Acordei todo com vontade de fazer tudo acontecer, todo no pique, tentando buscar forças e oportunidades onde elas estivessem, e dei de cara com essa mensagem aí no site do Caio (pessoa que eu não canso de admirar e de tomar como modelo).
s
Se você não sabe inglês, me procure pra umas aulas. Se já fala, leia com atenção cada uma dessas palavras. E depois bota a cara na rua e vai viver.
s
Abraço forte a todos.
E vamos nessa!
s

eu sou rica!!! mesmo!!!

É pedir demais que a Oprah me adote? Se possível, ontem mesmo? Dá R$ 1,oo aí, Oprah!
s
Vou te contar, taí uma que pode gritar fácil aquele nosso mantra:
Botaoteca - Instant Button Eu sou Rica

sábado, 11 de setembro de 2010

a grama do vizinho...

Disse isso pra uma amiga e vale deixar o recado pras outras (e outros) aqui também:
s
"O maior castigo pra biscate que dá em cima ou toma namorado de amiga é o próprio (ex) namorado da amiga."
s
E tenho dito.
Bom fim de semana pra todo mundo.
s
s
P.S.: Tem prova maior de que eu tô certo?
s

ampunheta

Falta muito pra acabar esse ano ?
sg

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

não dá pra desistir

Uma coisa que tem me deixado chateado é que minha falta de tempo tá comprometendo minhas respostas aos comentários. Eu amo os comentários nos posts e devoro todos. Então, não se enganem, tô lendo tudo! :D E tão logo sobre mais tempo (e deve ser logo mesmo), vou responder tudo também.
s
De todo modo, pelo menos um caso eu queria comentar: sobre o debate no post dos sonhos, aquele lá da "História Sem Fim". Achei até que era melhor falar aqui, num outro post.
s
Bom, eu, jacu que sou, acho que sonho que é sonho não se troca. Eu falei no outro post que (eu acho que) a gente tem que ir adaptando as coisas e tal. Mas gostaria de deixar claro que se por um lado eu acredito que a gente vai tendo mais sonhos (o que é bom, pois nos dá um impulso), por outro acredito que não existe essa de abrir mão de um sonho. Da maneira como eu entendo, se você consegue simplesmente deixar pra lá um propósito, então aquilo era tudo menos um sonho.
s
Eu sei que tem gente que gosta é da busca (gente que quando consegue o que quer ou quando conquista quem desejava passa a não dar a menor importância pra isso), então aí ir trocando de sonho pode mesmo ser uma ótima (afinal, a coisa da busca se mantém). Mas pra quem realmente tem um objetivo, acho que não há sossego enquanto não se realiza esse sonho.
s
Sei lá. Só sei que penso assim. :P
s
É isso por ora, povo. E comentem bastante, please.
Besos!
:)
s
s
P.S: Sabe aquela coisa do Nelson Rodrigues?: "Todo amor é eterno. E se acaba, não era amor". Então, acho que é por aí com os sonhos também.
s

Ivetona

E essa da Ivete fazendo show no Madison Square Garden? Não é qualquer showzinho pra comunidade brasileira numa birosca da Flórida, não. É um show (cheio de brasileiro na plateia, é verdade) no Madison Square Garden. Faz ideia do que é isso?
s
Não sei exatamente no que vai dar essa história. Mas imagino que deve ter deixado a Acarajeth Love com vontade de rasgar o tóba com a unha.
s
Depois escrevo mais sobre a Ivete (sobre o bom senso dela em levar um tempo até emagrecer da gravidez e retomar a carreira. Outro nível, né?).
s

porque beleza vem mesmo de dentro

Não é porque este blog é cada vez mais fã de Jennifer Aniston que a gente deixa de amar a Angelina. Porque se Angie sacaneou tomando o marido da outra (com o consentimento dele, é sempre bom lembrar), Angie também continua sendo uma celebridade bacana.
s
Eu posso até não amar a maioria dos filmes dela, mas eu gosto do fato de ela ter personalidade. E gosto quando ela se engaja em questões como a situação dos desabrigados da chuva no Paquistão, que ela visitou esses dias.
s
Podem até falar que é marketing e tal, mas, sinceramente, ainda acho mais válido uma atriz que, tendo 30 filhos pra criar, tira um tempo e viaja até nações estrupiadas (mesmo que seja pra aparecer) do que uma infeliz completa como a Paris Hilton (que pra mim está errada pelo simples fato de existir, sorry).
s~
Penso até que a Jen deveria, de repente, abraçar alguma causa assim também. É óbvio que as comparações ficariam ainda piores (talvez até ela já faça alguma coisa e não divulgue). Mas eu fico pensando que isso faria bem pro coração machucado dela (e talvez pra quem ela se propusesse a ajudar).
s
Nós todos vivemos muito preocupados com o que nos aflige. Ajudar os outros, especialmente alguém que não é parente ou amigo, fica sempre pra outra hora. Tem também aqueles que ajudam apenas pra se gabar no currículo do fato de ser voluntário. Continuo achando que independente das razões, fazer alguma coisa por quem precisa é muito válido. Porque no fim das contas, acaba-se descobrindo que isso é muito melhor pra gente. E, egoístas que somos, isso acaba sendo muito interessante.
s
Então, pense aí no que você pode fazer por quem não tem muito como se virar. Tire um tempinho na semana, no mês pra isso. No mínimo, no mínimo você vai economizar muito com a análise. :)
s
Besos povo.
s
s
P.S: Não, não sou santo. Nem eu, nem a Angelina.
s

que puxa

Sabe Orkut? Aquilo, aquela rede social que muita gente ainda usa, mas não pode mais falar que usa porque agora tem que ficar falando que só usa Facebook?
s`
Pois é, eu ainda tenho um. Mas post mesmo sobre isso e sobre essas bobagens eu vou fazer uma outra hora, quero até entrevistar uma ou duas pessoas que realmente teriam algo interessante a dizer sobre isso.
s
Anyways, o fato é que ainda tendo um Orkut, o que tem sido meu maior motivo de diversão (e motivo deste post) é ver os tipos que fuçam meu perfil. Mas delirar mesmo eu deliro quando vou bizoiá o perfil do fuçador e acho algo como isso aí abaixo:
s
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!! Ai, não sobra muito pra eu comentar não, né? Jesus na bicicletinha, essa mensagem supera qualquer uma daquelas fotos de "pérolas do Orkut"!
s
Espero que a busca seja (não pela vida alheia, literalmente), mas por um curso avançado de língua portuguesa.
s

Os Outros

Quem assistiu "Os Outros", com a Nicole Kidman?
s
Também achei que era uma daquelas fotos do filme, mas não, é a capa de uma revista. A "top" é a brasileira Daiane Conterato.
s
Vou tecontar, uma modelo que não me desce é essa Daiane Conterato. Pode ser ótima profissional, pode ser requisitada e tal e coisa, mas pra mim essa cara dela (a mesma de sempre, independente do editorial) é uma ofensa.
s
Ah, falei. E tenho certeza que a Nicole Kidman teria medo também.
d

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

diálogo na selva

"On cê vai?"
h

"Vou ali e volto gurilinha."

Assim como o nosso amiguinho primata, também vou ali e volto indagurinha, mais precisamente na quarta-feira.

Bom feriadão pra todos vocês!

:)
d

trielo

Cês viram a capa de setembro da VIP? Bonita, né? Letícia Spiller consegue continuar linda depois de tanto tempo.
s
Eu só não entendi uma coisa nessa capa, ali no cantinho inferior à esquerda:
s

Uai, como assim, existe duelo entre três e ninguém me contou?

É isso aí, ons bons jornalistas são todos aproveitados no Curso Abril de Jornalismo.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Magdala está de volta

Intensa a foto acima, né? Ela faz parte do espetáculo "Magdala", que conta através do Flamenco a história de Maria Madalena. O lindíssimo trabalho da Cia. Andaluz, sob a direção do Señor Xico Arantez (aquele mesmo que comenta aqui no blog), será reapresentado no palco do Teatro Sesi Holcim, aqui em TuBHcanga, às 21h do dia 2 de outubro.
s
Os ingressos antecipados custam R$ 15,00 (e, detalhe, já estão esgotando). Quem se interessar é só me dar um alô que eu reservo.
s
Eu sei que eu sou suspeitíssimo pra falar, mas é realmente um espetáculo maravilhoso, com trilha sonora do melhor cante flamenco e com performances impecáveis das bailaoras (e do bailaor).
s
Espero vocês lá!
Besos!
s
f