quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

só podia ser ele

Um ponto importante levantado pela Janaína nos comentários do post sobre a novela "Insensata Forçação" (que eu não estou assistindo) diz respeito ao quanto é relevante um homem negro fazer o papel de galã, sobretudo numa novela das 8.
s
As novelas até podem não ter mais lá aquela importância que tinham antigamente -- talvez porque, como disse a Sarah no mesmo post, as obras atuais são chatas e com atores fracos. Ainda assim, os folhetins ainda influenciam muita gente nesse Brasil de meu Deus. E são sempre bem-vindas nelas iniciativas que ajudem a acabar um pouco com qualquer preconceito.
s
Lázaro Ramos pode não ser o cara mais gato do mundo -- e essa opinião talvez já seja algo ao qual fomos condicionados depois de décadas de mocinhos branquinhos a la Fábio Assunção (que eu sempre achei horroroooooso, parece um macaco albino com raiva). Mas Lázaro Ramos é um senhor ator, muito carismático, então acho que vai acabar colando. E, se não me engano, foi galã em "Duas Caras" também.
s
Eu fiquei me perguntando foi quem mais poderia ocupar esse papel dele. Ator negro, brasileiro, bonitão? Você aí, pode citar três nomes na lata? Colabora aí com o blogador, me lembra dos bonitões (se possível, bons atores também) que podem vir a quebrar o paradigma do mocinho branquinho nas próximas novelas da Globo (não vale Toni Garrido, tá?, ele é tão mau ator que já voltou a cantar, rs). Já nos acostumamos com as mocinhas negras (isso é ótimo, só tomara que não demore muito pra termos mais), nada mais natural que galãs negros (e asiáticos e whatever) deixem logo de causar "estranheza".
s
Alguém assistindo a novela pra comentar? E aí, que tal o galã? Melhor que o mocinho com dentinho de Mônica?
s
Abrazos, desta vez especiais pra Janaína, que, não custa lembrar, eu amo de paixão.
s

11 comentários:

Dan disse...

ixi! tres rapagões negros e bons atores? dificil hein?
nao que não existam, mas que já figuraram pelo horário nobre da grobo nao sei nao...

o Humberto disse...

A questão era essa mesma, Dan. Pq se tem, e com certeza tem, pq eles não estão por aí há mais tempo, né?

Abs!

david era uma vez... disse...

O irmão da Camila Pitanga é lindaço, mas como ator.. digamos é fracaço! Não consigo pensar em mais nenhum... Na novela Sinha Moça tinha uns boas pintas ( claro que uma novela escravagista sempre tem um gato negro aqui outro acolá...) mas bom ator não dá pra saber, já que a maioria não faz mais que figuração.

Humberto meu lindo! obrigado pelo elogio a minha idade.. mas ja to virando o cabo da boa esperança, 46 anos impregnados até os ossos!

Abraços

david era uma vez... disse...

OOO o fracaço com cedilha foi proposital OK? esqueci de colocar em negrito ou em italico!
Foi pra combinar com lindaço!!!

beijos de novo

Cris disse...

Cheguei aqui, mas comentei lá no post que vc fala do seu amigo do peito.....rs

beijos

Sarah disse...

E isso está dando o que falar mesmo, Lázaro é um ótimo ator e a estranheza é o papel do galã ser ocupado por um negro sim, não é porque é feio ou bonito porque o que mais tem é pseudo-galã pavoroso (vide Mayer).

Ah! e pela primeira vez encontro quem concorda comigo neste ponto :
"Fábio Assunção (que eu sempre achei horroroooooso, parece um macaco albino com raiva)"

Sim, excelente ator o Fábio, mas galã??? Ele tem a mesma boca babada do Malvino Salvador kkkkkkkk.

Eu queria era o Lázaro interpretando Madame Satã, tá certo que ele é nanico e o outro era um poste mas, tenho curiosidade e,a pergunta vale aqui também: "tinha outro?"

PS: quem é o dentuçalhento?

o Humberto disse...

Hehehe, nem tinha reparado no "fracaço", David. Rapaz, eu repito, eu achei que vc tinha uns 32 anos. E repito tb que adoro seus posts lá no blog. Eles me lembram uma fase boa da minha infância, quando minha casa tinha uma coisa de anos 70, não sei explicar, só sei que leio tudo lá, me divirto e curto um saudosismo, rs. Abração!

Cris, bem-vinda! Vou lá ver o comentário no outro post! :)

E Sarah, mulher, a gente foi separado no nascimento, como pode parecer tanto? Adorei saber que alguém tb não entende Fábio Assunção de galã! E as bocas babada, hahahaha!!!! Suas observações qto ao galã foram as melhores, pra variar, muito bem lembrado o exemplo mumístico do José Mayer. O dentucinho é o Eriberto Leão, que é até legal. Eu tinha esquecido de por o link.

Isso aí, meu queridos, abraços a todos!

Janaína disse...

Humbertoooo! Tô "se sentindo" sendo citada aqui no blog! rs
Mais ainda por contribuir de alguma forma para que as pessoas reflitam a respeito destas questões de estereótipos, preconceito, e todas essas coisas que a gente sabe que existe mas que, infelizmente, as pessoas não têm vontade (e nem inteligência de) de discutir a respeito.
Ainda bem que temos seu blog, espaço fervilhante e inteligente, para ser arena democrática das nossas divagações.
Beijos pra ti e pra todos!

Caroline disse...

Que bom que as coisas estão mudando!!!

Abs

Heron disse...

Olha, contei ontem uns 3 caras, mas não consegui postar (net ruim rs).

Não me lembro os nomes agora, mas aquele da novela das 7 é uma excelente pedida e outros da record.

E o galã tinha que namorar a morena jambo né? Poderia pegar logo uma Paola de Oliveira não? Bem que ela tentou, mas ele não quis. rs, coisas de novela.

Tô gostando da novela e considero uma pena a 'Luciana' ter morrido. Deve ser para acabar de vez com o tititi sobre a coincidência com a vida real, se é que me entende.

Abs!

Sheilla Matias disse...

Amado, surfando em seu lindo blog, me deparei com este post.

Bem, Lázaro Ramos (que para mim é totalmente pegável, pois além de ser "da cor", tem a inteligência e o talento que são afrodisíacos per me... rss) pode até ser tachado como galã negro neste folhetim, entretanto o perfil de seu personagem não nos ajuda muito.

Pense: numa sociedade acostumada a ressaltar os "requisitos" sexuais dos homens negros, compor um personagem galã, "...garanhão-ricaço-arrogante-irresistível..." citando Janaína, que "passa o rodo" na mulherada e não cria vínculos afetivos, sendo assediado por uma 'Piriguete Sem Noção' e em busca de fama (Déborah Secca, digo Secco, digo a sua personagem) e que esnoba uma mulher espetacular como a 'Carol' de Camila Pitanga, é realmente dar visibilidade a esta parcela da população tão alijada historicamente? Há algum esforço para se desconstruir esta rede de mitos que existem em torno do homem negro?

Fora a ascenção social do personagem, que exprime um pouco do que vem acontecendo nos últimos tempos com este seguimento social, não há muita coisa a se comemorar não.

Temos ótimos atores negros da nova geração. Já foi citado o Rocco Pitanga (irmão de Camila), mas ainda posso citar o Maurício Gonçalves (filho de Milton Gonçalves), Sérgio Menezes (último papel foi um publicitário gay no remake da Record 'Bela, a Feia' - desperdiçado na atração, mas é bom de serviço), Alexandre Moreno (protagonista do filme 'Uma onda no Ar', mas que tem um currículo vasto no cinema, teatro e TV), Alexandre Rodrigues (o garoto fotógrafo de 'Cidade de Deus)', dentre outros.

Com sempre em todos os campos e seguimentos sociais, precisamos de bons profissionais, no referido contexto, bons atores para bons papéis. Já temos bons atores, estão faltando agora...


P.S.: Desculpe o tamanho do comentário, empolguei... rss No próximo serei mais suscinta! Bjuxs

P.S.2: Claro que existem homens como o 'André' em todos os grupos étnicos e, aliás, é um tipo que encontramos a cada esquina. Apenas representam esta falência do amor romântico da atualidade, um dos fenômenos da sociedade pós-moderna. Apenas ressaltei uma nuance dos fatos.