quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

efeito contrário -- graças a Deus!

Se esse cigarrinho de chocolate nojento foi feito pra incentivar criança a fumar, só digo que no meu caso ajudou a nunca, jamais, por cigarro nenhum na boca.
.
Eu não tinha mais de cinco anos e só de olhar pra embalagem eu já torcia muito o nariz pra esse produtinho do cão.
.
É claro que há um componente de família e de modelos (a estrela da minha geração de crianças já era conhecida por ser saudável antes mesmo de trabalhar com crianças), mas eu lembro claramente de morrer de nojo desse cigarrinho da Pan, e tenho certeza que ele ajudou demais a construir essa birra que eu tenho de cigarro.
.
Sorry leitores fumantes.
.

12 comentários:

Alan Raspante disse...

esse cigarro de chocolate só conhecia de nome e fama mesmo. Nunca nem vi, bem, acho que na minha infância isso já nem tinha mesmo, hehehe

Heron disse...

Ele era de chocolate de parafina, ruinzinho...mas fazia sucesso.

Igual a sombrinha, também de chocolate parafinado. Sucesso na porta das escolas.

R. Paschoal disse...

Esse eu preciso te responder me private... rs rs

Caroline disse...

Nossa amigo, que memória rsrsrsr...

Abs,

Eu também não gostava não, mas você lembra daquele chocolate que a embalagem parecia de lápis de cor?

o Humberto disse...

Alan, quantos anos vc tem? (pq eu me senti velhíssimo, rs). Eu lembro disso no comecinho dos 80, mas se vc clicar na foto vai ver que ele era um produto mais antigo.

Heron, ri demais de lembrar do tiozinho das balas na porta da escola. Eu adorava bubaloo e dip lix (era assim que falava, aquele poxinho altamente tóxico (muitos risos) que a gente comia com pirulito?).

Carol, amiga, que chocolate de lápis de cor é esse? Esses produtos de antigamente dão um post, vou fazer. Lembra da bala Banda???

Rafael, já tô rindo antes de imaginar a mensagem. Mandou pra onde?

Abs!

Heron disse...

Gente, é verdade!

Hoje sei pq não suporto tomar kisuco!!!! hahahahaha!

Caroline disse...

Claro que lembro da bala banda e também do chicletes, aqueles pequenininhos.

Abs,

Sarah disse...

Ai, amava e amo ainda as coisas da Pan, cuja fábrica, inclusive, fica em Sao Caetano do Sul. Quando dá na telha a gente vai lá fazer uma farra.
Só que há alguns anos o chocolate da Pan mudou, ficou normal como estes que encontramos no mercado. Eu gostava do chocolate deles dos anos 80, esse aí mesmo, como gosto estranho,de parafina, dilicinha.
Adorava os cigarrettes(mas odeio cigarro de verdade, tá?,rs), os guarda-chuvas,a caixinha de lápis, etc.
Nao sei se tu comia o choco mais gostoso que já experimentei,a fábrica faliu há muitos anos, a Sonksen, o choco era o Urso Branco. Love eterno.

Rodrigo Fraga disse...

Eu adorava o pirulito que molhava num açucar azedinho e que estourava na boca, lembra??? Como eu era guloso e sempre gostei de intensidades eu jogava o açucar todo na boca e depois chupava o pirulito. #gordices, sempre!!!

david era uma vez... disse...

Primeiramente vamos combinar que de chocolate só os dizer da embalagem.. pois se vc colocasse um pavio no tal chocolate dava pra usar de vela, tamanha a quantidade de parafina que tinha aquilo.

Mas acho que esse troçinho fez mais sucesso nos anos 60 e 70... depois disso muita coisa melhor apareceu!


Faço comentarios por pacotes, deu pra perceber?

Beijos meu lindão

david era uma vez... disse...

onde vc leu: os dizer; leia-se: dizeres, ok?

o Humberto disse...

Hahaha, DAvid, ri muito do pavio no chocolate. Eu comia um guarda-chuvinha. Mas criança tb come qq coisa, ainda mais se for de chocolate.

E liga não, eu tb comento de combo.
:)
Beijo lindão!