quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

ponto final

Trocando de roupa com a TV ligada, assisti a uma cena da Camila Pitanga com o Lázaro Ramos na novela "Insensato Coração". Eu realmente não sigo a trama, talvez quem acompanhe entenda melhor que eu.
.
Na verdade, nem é preciso assistir à novela pra entender o poder do texto em questão. Vá direto ao minuto 2:13 e acompanhe a cena atentamente até o final. Preste bastante atenção a partir do minuto 4:41. E, principalmente, pense bastante a respeito do que a personagem da Camila diz a partir do minuto 5:31.
.
Novela é novela, é aquele festival de clichés que a gente sabe de cor. Mas eventualmente acaba dizendo umas verdades que te balançam todo. E acabam funcionando como o ponto final que você precisava pra levantar a poeira e seguir em frente. Seguir lindo em frente.
.
Abrazos a todos.
.

14 comentários:

Dan disse...

lindo e cruel! ehehe

bjo amigo

Janaína disse...

É, Humberto!! Essa vale a máxima encorajadora de minha diva Ana Carolina em "Mais que a mim", que apesar de dolorosa, eu adoro ouvir: "... Eu já nem sei bem pra onde vou. MAS AGORA EU VOU!"
É pra ouvir, sentir e seguir. Vivendo.

o Humberto disse...

Lindo e cruel, tem como ser melhor, Dan? A ideia não é ser badass em 2011? Hehehe, tem que ser forte, amigo.

E, Jana, não morro de amores pela sua diva, não, mas a frase é isso aí mesmo. Mas eu te digo que eu até sei pra onde vou. Me aguarde.

Besos pros dois. :)

David ®... disse...

poucas pessoas sairiam de uma relação de jeito...não é nem questão de sair por cima ou por baixo...mas sair com dignidade.

abração

o Humberto disse...

Exatamente, caro David, disse tudo.
Abs rapaz!

Caroline disse...

Eu vi essa cena ontem. Foi demais mesmo!!

Abs,

Sarah disse...

também vi a cena mas, como na vida real, o discurso até mexe com o sujeito mas no final das contas, entra por um ouvido e sai pelo outro,basic.

o Humberto disse...

Se eu conheço o tipo de seujeito, não tenho a menor dúvda, Sarah. Mas aí, azar o dele.

Mr. TV disse...

eu vi a cena, na verdade, talvez seja o único que ainda acompanha novelas, hehehe, e o que a Carol falou pro Foguinho é de uma verdade absurda. Mas discordo da Sarah, pode até ser que a pessoa finja que entrou por um lado e saiu pelo outro, mas lá no fundo, a verdade doída se leva consigo sempre e a tortura só piora com o tempo.
abs...

Heron disse...

Aplaudi de pé esta cena quando assisti ontem...era tudo o que eu queria falar pra estes picaretas que me fizeram sofrer um dia.

Esses Andrés da vida são mesmo uns bostas, que pagam de gatinho e que na verdade se sujeitam a pegar qualquer coisa para não ficarem sós, pois não se garantem, não sabem ser menos importantes, muito mesmo terem menos brilho do que seu companheiro(a).

Ela só faltou terminar a cena dizendo "É André, quem come de tudo está sempre mastigando".

Excelente cena! A novela tá pegando fogo, ainda mais agora com Glória -sempre Glória - Pires na prisão. Adoro novela!!!

Heron disse...

Revendo esta cena agora, só tenho a dizer que é boa demais.

Sheilla Matias disse...

Excelente cena!!!
Acho interessante que todo mundo com quem converso está se identificando de alguma forma com a trama da Carol e André na novela (confesso que é a única trama que acompanho efetivamente no folhetim)... Genteeeem, porque será? São poucos André's no mercado, não são? (meu riso sarcástico neste momento... ha ha ha)
Texto da Camila PERFEITO, tirou as palavras de minha boca... Queria eu na vida real ter proclamado tais palavras... Apesar da impressão de que não se tem ressonância, a verdade sempre encontra terreno no coração humano, o resultado demora a aparecer, mas aparece.

Beijo, lindo amigo... Amo este blog!

P.S.: Expressão do Lázaro na cena, me deu uma sensação de DEJA VU... Adorei, pois de certa forma já causei este tipo de reação em alguém que merecia!

Rodrigo disse...

Gilberto Braga é sempre interessante, mas não estou acompanhando não.pena

suburbanismos disse...

Né?!