segunda-feira, 28 de março de 2011

mudando?

Impressionante como a gente amadurece e, em algum momento, passa a lidar com as coisas de uma maneira muito menos complicada.

Por acaso, caí num vídeo no Youtube, que me fez pensar no estado que eu fiquei quando meu primeiro relacionamento de verdade acabou. Eu tinha 23 anos, mas era como se tivesse uns 18, eu acho, de tão bobinho que ainda era. Foi um namoro longo, muito longo, e a gente se gostava muito (tanto que hoje em dia ainda somos muito amigos, e o amor não diminuiu um nada). Mesmo assim, naquele momento, meu mundo caiu com força. Muita força.

Clica aqui pra ouvir (alto) a música (do filme "The Wedding Singer"). Me leva diretamente pra julho de 2000. E me faz pensar que ou a situação atual já não machuca tanto ou eu ama(en)dureci demais nos últimos dez anos. Porque agora eu tô dispensando somebody to kill me. Please.

.

11 comentários:

Cris disse...

Oi Humberto!

Lendo agora seu post, lembrei-me de uma das MINHAS verdades. Cada verdade nossa, repousa sobre uma ou mais experiências que vamos tendo pela vida.

Descobri que por maior que seja a minha dor e por mais que ela doa, sempre há uma dor muito maior que essa que estou sentindo. Isso, direciona-me para um remédio fantástico. Não o do consolo e resignação patética, mas de uma vontade imensa em vencer e achar meu remédio....rs


Dor de amor, sempre passa. Só não passa quando não é amor e é patológico.....rs


beijos

Caroline disse...

Com certeza, vamos amadurecendo... ainda bem.

Abs,

Sarah disse...

É muito bom olhar pra trás e sentir isso!

o Humberto disse...

Menina, cê sabe que eu lembro, penei demaaaaais. Mas precisava passar por isso, pra crescer.

E o mais importante é que depois de uns 4 anos eu e ela voltamos a nos falar, e eu vi que era amor mesmo pq não mudou em nada o afeto que nós sentimos um pelo outro. O que mudou foram os rumos que a gente escolheu pra nossa vida.

Enfim, vai tudo se ajeitando. :)

Heron disse...

Amadurecer dói, nem....

Mas enfim, o que vale é que a gente cresce, sofre, ama, vive. Nem que seja por tabela hehehe (o que não é o nosso caso né amigo!)

Alan Raspante disse...

Espero que daqui a dez anos eu perceba que ao menos evolui e amadureci. Espero!

João Francisco Viégas disse...

Bah, se a gente amadurece!
Fica melhor para muitas coisas, mas tb perde algumas coisas boas nesse 'embrutecimento' natural.
Paciência, sejamos como o vinho, cada vez melhores então!!

ABS!!

RAFAEL disse...

rs rs rs...vc não ta insensivel...apenas amadureceu...isso acontece sabe...rs rs rs a gente cresce.

abração e bom dia.

xico Arantez disse...

A vida é um constante aprendizado, às vezes vc pensa que algo mal te acontece, mas se olhar beeem lá no fundo, não é tão mal assim, essa coisa veio pra vc aprender . E outra coisa: O seu mal não é o pior de todos, olha em volta. O bacana da vida é ver que a gente não está só nem na alegria e nem nas partes ruins. Sofre demais por coisas bobas. Ta parecendo sagitariano menino!!! E outra coisa: O amor não acabou, apenas se transformoiu em outro tipo de amor. Acontece sempre e graças a Deus já se é esperado isso!
Se cuida. D. Dica ta te esperando pra comer o arroz dela! rsrs

R. Paschoal disse...

@3, 35, 40, 56... não importa a idade. A gente sempre vai se sentir um CU nesses momentos.

railer disse...

o tempo cura tudo e faz a gente melhor.