quarta-feira, 2 de março de 2011

quem é o anjo e quem é o capetinha?

Uma coisa que eu nunca dei conta é a tal da bajulação. Não sei puxar saco e não gosto que puxem o meu (não que isso aconteça muito, mas enfim). Se tem uma coisa que aprendi na infância e adolescência de muita timidez que tive foi como ser um bom observador, e por conta disso sei diferenciar fácil, fácil quem elogia ou critica com sinceridade de quem faz isso com alguma intenção por trás.
.
Esta tarde, lendo o Twitter do grande Maurilo Andreas, me deparei com a seguinte belezura:
"Se uma pessoa te chama de idiota e outra de gênio, agradeça à primeira. Provavelmente as duas estão erradas, mas a que te chamou de idiota pelo menos foi sincera."
.
Isso me fez pensar nos amigos de verdade. Pessoas que de fato se preocupam com a gente e não pessoas que estão aí só pra dizer o tempo todo que você é o máximo e que qualquer mongolice que você faça é o que há de melhor no mundo.
.
Fiquei lembrando de uma micro-empresa em que trabalhei, onde a medida para promoções era a sua capacidade de bajular o chefe (sim, chegava a ser nojento). Logo que entrei, sabe lá Deus por que falta de noção minha, falei diretamente com ele para jamais esperar que eu puxasse seu saco. E foi exatamente o que aconteceu. E por conta disso até que a gente se entendeu. Isso até uma ciumeira pairar no ar, as fofoquinhas começarem e ele relembrar que o bacana ali era mesmo o povo concordar com todos os seus passos em falso, achar lindo todas as suas cartadas erradas, elogiar ao cubo qualquer cagada que ele fizesse. Quem fazia isso era amigão e chegava a coordenador facinho, facinho. Triste.
.
Assim também acontece muito fora do ambiente de trabalho. Não estou dizendo que bom amigo é quem te põe pra baixo, muito longe disso. Mas realmente acredito que uma pessoa, que podendo simplesmente concordar com você, se dá ao trabalho de te contrariar, pra te fazer ver as coisas por um outro ângulo e para evitar que você faça uma cagada, sem ter nada a ganhar com isso, essa pessoa, sim, gosta de você. Porque ela optou pelo caminho mais difícil de demonstrar a atenção dela por você.
.
Bajulação é coisa pra gente fraca. Seja quem precisa dela pra se sentir feliz, seja quem precisa dela pra conseguir as coisas.
.
Se você tem um bom amigo, dê valor a isso. Afinal de contas, ter alguém que expresse sentimentos sinceros por você, a troco de nada, é algo cada dia mais raro nesta sociedade do network.
.

9 comentários:

David ®... disse...

puxar saco é um arte praticada por muitos e dominadas por pouco ---> EU

rsrsrs

bjão

o Humberto disse...

Hahaha, nem fala.
Abs rapaz!

o Humberto disse...

David ®, seu blog tá sem postagem nenhuma mesmo ou é problema técnico aqui?

Mr. TV disse...

Cara, hj tou tão revoltado com as coisas e ler seu post me fez ficar pior. Mas não se culpe por isso não! É nojento! Sabe aquele post de bonzinho só se fode! A vida tá fudida! Agora o Humberto virou psicólogo, tem q aturar minhas angústias. Não faltava mais nada né?
Graças a Deus eu tenho dois grandes amigos e vc disse tudo, sinceridade é tudo!Vlw véio, desculpe te encher, foi mals mesmo, mas sabe, tou até mais calmo! abs...

Alan Raspante disse...

Humberto, acabei de me fuder no meu emprego por conta disso: não puxar o saco do meu chefe. Meu chefe era aquele típico casca grossa que todo mundo odeia, mas trata super bem sabe?! Ele fazia o que queria. Bem, comigo era diferente... eu questiona e quando ele partia para a ignorância, eu partia junto.

Como terminou? Simples, eu pedi a conta. Só sei que agora, sempre que vou lá, ele me questiona se tenho chande de voltar! hhaha

Enfim, puxadores de saco sempre serão a cruz de alguém. Falsidade e puxadores de saco eu tô fora!

[]s

david era uma vez... disse...

Eu vivo na meca do puxa-saquismo... rabalho em uma camara municipal, sei que nunca terei um cargo de chefe, não sei ficar pendurado nos ovos de presidente nenhum!

Mas levando para vida privada, a gente precisa de 40% de bajulação e 60% de chacoalhão... vamos combinar que so levar chacoalhada ninguem merece! (que porre ficar conjugando o verbo chacoalhar)

Beijos meu caro

Sarah disse...

Nossa, perfeição de post!!
Você escreveu tudo, absolutamente tudo, exatamenet o que eu sinto, sou e concordo.
Nunca na minah vida puxei saco de ninguém, nem na época da escola,puxar saco de professor, nada.Isso é sórdido e é disso que o mundo está cheio,a começar pela família.Eu me recuso a esse tipo de comportamento por 2 motivos: primeiro porque essa sou eu, não consigo ,não gosto e nãoa concordo com esse método, segundo porque acho o fim do mundo alguém usar desse expediente porque normalmente puxa-se o saco de pessoas de quem não se gosta ( por serem grossas, arrogantes, mandonas, se acharem o centro do universo). Eu não compactuo com esse jogo asqueroso de poder.
Resultado: me fodo? Certamente, mas só numa primeira análise porque se observar a fundo,é sair ganhando, é não violentar seus princípios e seus sentimentos.
E sou a mesma observadoar que vc, bati o olho (ou não)e já lia pessoa toda, sempre, sempre sei com quem estou lidando,se a pessoa é falsa ou não, se está sendo sincera, falando a verdade, o que vale o sentimento demonstrado, no meu caso captável até pela escrita, não preciso ver a pessoa par saber se é patife ou de bem.
E se tem uma coisa que maluco não consegue é vir com discurso querendo me bajular porque vou saber se é sincero.
Não dou cartaz par gente mimada nem phodendo, esquece!!
Se falo que gosto, apoio ou dou qualquer conselho é porque é o que eu penso sinto mesmo, senão, não falo nada ou, se a pessoa merece, falo o que tem que ouvir.
No final das contas, o fulano que vc não bajula fica é puto com vc ( kkkkkkkkk). Adoro!Mas, infelizmente, também o interpreta mal(porque não te conhece).
Tem um livro que não lembro o título mas fala o seguinte, se vc quiser estar ok com as pessoas, independente de quem elas sejam, vc deve exercitar o seguinte: falar o que elas querem ouvir.
Pois é, é uma puta lição de política social da qual eu não consigo ser partidária.
Parando senão sigo até amanhã com a revolts.

Heron disse...

Este assunto, eu passo. rs.

Caroline disse...

Apoiado amigo!! É isso mesmo.

Abs,