domingo, 10 de abril de 2011

contracorrente

Depois de dois filminhos fracos, hoje foi a vez de eu dar sorte de novo e assistir a um longa ótimo. Falo de "Contracorrente" (detalhes técnicos aqui).

O filme me deixou bem pensativo (e me fez lembrar de muita coisa) praticamente do começo ao fim (na verdade, perdi o comecinho, mas enfim). É disso que eu gosto, filmes que mexem comigo.

Em tese, é uma obra de temática gay (sabe Deus como tinha biba no cinema), mas como bem pontuou meu amigo Heron, "Contracorrente" é muito mais que isso. É um drama mesmo, cheio de nuances e com muito mais aspectos envolvendo as personagens do que o que costuma haver em romances. Aspectos como religiosidade, cultura, vida em sociedade, caráter. Se é pra fazer uma comparação, gostei muito mais que "Brokeback Mountain", por exemplo.. Além dos protagonistas, chamam muito a atenção as mulheres do filme, especialmente, claro, a Mariela (a Eva Longoria colombiana) e a Isaura (linda, linda a atriz, e a personagem acaba nos ganhando no fim das contas).

Bom, como vocês já sabem, eu desisti há muito de ser um crítico de cinema. Mas se me cabe, como blogador, fica a sugestão. É um filme muito bom, para gays e não gays (eu diria até que é um filme particularmente interessante para mulheres, considerando a atual circunstância). Na verdade é uma obra que ultrapassa esse detalhe. É um filme muito bom e ponto.

Quando algum de vocês assistir, volta aqui no blog pra contar o que achou.

Abrazos, ótima semana pra todos. .

.

7 comentários:

Alan Raspante disse...

Eu verei, com toda certeza :D

Falando com Gabi disse...

não conheço o filme, mas parece ser bem interessante,
assim que tiver tempo assistirei e dou minha opinião por aqui :)

Rodrigo disse...

Ja assisti!
e é isso tudo mesmo
=D

Dan disse...

hmm. ótima dica. não conhecia não!

e a música que inspirou a tattoo - e o Wallflowers - foi essa:

http://www.youtube.com/watch?v=Tgcc5V9Hu3g

bjo querido!

o Humberto disse...

Hum, o link não abriu, mas é O David Bowie, né? ;)

bjo lindão!

o Humberto disse...

Adoro original and cover neste caso. :)

Heron disse...

Oi Humberto!

Eu gostei do filme. Denso, dramático e envolvente com suas culturas, religiões e preconceitos.

Vou tentar escrever um post sobre (estou prometendo e não escrevendo nada rs) sobre meu ponto de vista.

Obrigado pela companhia e desculpa pela fobia, mas não gosto daquele enxame.

Abraço!