domingo, 8 de maio de 2011

é minha!

Sabe quando você era criança e gostava tanto de uma determinada guloseima que quando tinha você comia tudo, mesmo sem aguentar, só pra ter certeza que tinha comido enquanto tinha e pra não ter que dividir com os outros?

Pois é. A gente cresce. Mas daí existe essa coisa chamada "farofa da minha mãe"... Bem, alguém vai ter que malhar em dobro esta semana.
Feliz dia das mães!


P.S.: É verdade, eu escondo uma panela pra mim, pra continuar comendo no resto da semana. :P

6 comentários:

Rodrigo Fraga disse...

E de pensar que ainda não experimentei essa famosa farofa! oh meu Deus!!! AMO FAROFA!!!

Caroline disse...

Nossa que dia irei experimentar!!

Abs,

Dan disse...

gordinho!

Janaína disse...

Ai.. nem me fala em farofa, Humberto! Sou farofeira assumida!
Pena que não posso falar dos dotes culinários de mamãe, tadinha! Se eu conto as coisas que ela faz na cozinha, você vai ser surpreender com o fato de eu ainda estar viva, de não ter morrido de inanição! rs
Acho que é por isso que eu gosto tranto de cozinhar e, modéstia a parte, cozinho tão bem. Quebra de paradigma familiar e compensação de trauma! KKKKKK

R. paschoal disse...

Mãe é TUDO!!!

Amo a minha e, olha, ainda é pouco!

o Humberto disse...

É isso aí povo, mães são tudo, tem jeito não.

A farofa durou um dia só mesmo, quase passei mal pq comi até não ter mais como.

E, Dan, fiquei gordinho mesmo, mas tô garradinho na academia, rs.

Besos!