domingo, 29 de maio de 2011

family show

Não sei se isso é sinal de alguma coisa, mas há pouco tempo me dei conta de que adoro séries de família. Meu atual sitcom favorito é o "The Middle", protagonizado pela turma aí acima (lembram da Sue?).

Não sei especificar o que me atrai nesse tipo de série, mas acho que pode ser a identificação. No caso de "The Middle", por exemplo, me identifico com cada membro da família. Também acho que além do humor, me interesso por esses programas porque me fazem pensar também. Eu confesso que ao menos em dois deles eu sempre termino com um nozinho na garganta, não importa o quanto eu tenha rido.

Bom, deixa eu falar de cada uma das séries.

The Middle: Eu amo os Heck. Eles são completamente possíveis. A mãe é uma louca, o pai é o tranquilão, o filho primogênito é um folgado, a do meio é bem adolescente e o caçula é um geniozinho em corpo de criança. A casa deles é uma bagunça, nada é planejado, eles não são ricos, tudo muito diferente da imagem que se tem da família certinha estadunidense. Ainda assim, as coisas costumam funcionar. E o que é mais legal, é que no fim das contas, entre gritos, brigas e confusões surreais, o que sobra é uma família de verdade. Eu confesso, eu choro às vezes.

A série é muito engraçada, o retrato do meio-oeste estadunidense é muito bem pintado, o entretenimento é garantido. Já foram ao ar duas temporadas, eu espero ansioso a terceira e torço para que a série dure mais alguns anos.

Modern Family: Segundo me consta, "Modern Family" faz mais sucesso que "The Middle". É uma série que eu adoro também, mas que perdeu um pouco do brilho pra mim justamente porque eu conheci os Heck. "Modern Family" é bacana porque brinca com as "novas" formas de família: há um casal gay que adota um bebê cambojiano, um casal formado por um quase idoso, sua mulher jovem e latina e o filho adolescente dela e um casal tradicional com seus três filhos -- todos formam uma mesma grande família.

Entretanto algo não soa tão natural em "MF" quanto em "TM". Algo soa mais artificial, os clichés são mais recorrentes. Ainda assim é muito boa. O destaque fica para a maravilhosa Sofia Vergara, que interpreta a mãe latina Gloria (confesso que rio horrores com ela, ri muito por exemplo, quando ela deu ao marido um telefone em forma de boca vermelha porque ouviu que ele queria um "sexphone") e também para Ty Burell, que faz o destrambelhado Phil. Muitas vezes dá aquele nozinho na garganta também.

Married With Children: Impossível falar de séries com a temática familiar sem mencionar "Married With Children". Se "The Middle" é ousada em mostrar uma família tão dura e tão fora dos padrões em 2010, imagina o que foram os Bundy em 1987. A série é um escracho só, especialmente os episódios dos primeiros anos são muuuito engraçados, e a crítica à sociedade estadunidense era escandalosa. Acho que os Bundy foram os primeiros a sambar na cara da sociedade. A série foi um sucesso estrondoso (era pau a pau com "Seinfeld") e arrebatou fãs e inimigos.

Ainda hoje morro por Peggy Bundy e sua filha Kelly (também "conhecida como" Cristina Applegate). Curiosamente o patriarca da família, o icônico Al Bundy, foi vivido pelo mesmo Ed O'Neill que interpreta o patriarca dos Pritchetts em "Modern Family".

A Grande Família: Sei que destõa um pouco das séries acima, mas achei que seria injusto não citar o programa dos Silvas. Além de ser o único mais próximo à realidade local (obviamente), foi por muito tempo o único programa da TV aberta brasileira que eu realmente assistia porque gostava. O texto é perfeito, as atuações idem. Infelizmente parei de ver. Me perguntando por quê, dei-me conta esses dias que foi pela saída da Marilda, personagem da Andréa Beltrão.

Acredita-se que este é o último ano da série e eu acho que tá na hora mesmo. Mas em algum momento no futuro eu sei que vou revê-la, porque é um trabalho muito redondo e muito, muito bem feito.

Acho que é isto, amigos. Eu sigo de repouso, que pelo que vi terá que se intensificar esta semana, então assim eu justifico a infrequência dos post e a abstenção dos comentários. :(

De toda forma ainda faço ao menos o post que prometi, sobre os amigos que fiz aqui nessa blogsfera (ou blogaysfera, como queiram). E já deixo meu abraço ao Dan, aos Rafaéis, ao Serginho, ao S.A.M., ao Alan, ao david, sempre carinhosos.

Abraço forte a vocês todos que passam por aqui, que de alguma forma, são uma família pra mim. Besos.

;)
.

13 comentários:

david era uma vez... disse...

primeirooooooooooooo!!

Suspeitissimo para falar de séries q falam de familia... ja que meu Blog recorre ao mesmo tema.
Mas adoro MF.. ama demais... rio muito com as pataquadas da Glória.
Middle comecei a assistir agora pr causa sua, por causa sua [falando pra mochila] tambem estou adorando e rindo com todos...
Os Bundys foram realmente a série percursora do escracho familiar, pré simpson, pré family guy e todas as familias que o marido é o idiota mor!
A grande Familia, como vc, eu tambem não tenho assistido há algum tempo... mas não digo que é porque o nivel caiu... é porque não ando assistindo tv aberta... sei lá!

Adoro ser mencionado... faz minha modestia ser corrompida!!
Beijos meu amigo, mencione sempre que quiser eu amo!!

Vc sabe, adoro vc desde o inicio.. vc é o azul mais vermelho intenso que eu conheço!

Tô Ligado disse...

Midlle faz graça até nas chamadas!

Acho que A Grande família deve melhorar com a entrada de Laura Cardoso...

Caroline disse...

Assisto a duas séries que vc indicou. Vou dar uma olhadinha nas outras.

Abs e melhoras.

Alan Raspante disse...

Eu não assisto nenhuma das citadas e não acompanho nenhuma por agora. Bem, não tenho tv a cabo e nem paciência pra ficar abaixando episódio por episódio, sabe? Por isso prefiro não ver nada, opois tenho chances enooooormes de ficar viciadão! rs Mas, enfim, as dicas foram anotadas... Quem sabe uma hora dessas....

p.s.: Também deixei A Grande Família, depois da saída da Beltrão :(

E abraços e uma ótima semana :D

Dan disse...

Eu adoro a Grande Família, e as outras confesso que não assisto. Aliás, TV é uma das coisas que menos tenho acompanhado.

o que vc tem hein?
bjo saudoso!

Dan disse...

ah bom! fico lisonjeado, apesar de nao ter muito o que ler lá por hj.
rs

bjo querido!

Dan disse...

ooownnn! Fofo. rs!
Vc é fofo!
agora q li os outros comentarios!
tbem gosto muito de vc!
Ponte aérea Ribeirão-BH?
:D

Lady's disse...

adoro o the middle
umas das melhores séries da atualidade

Diego disse...

Sou seu seguidor de número 100. Pá!

Pedro Bitencourt disse...

Adorei o post!

E adoro também essas séries familiares... agora assisto Modern Family e Brothers & Sisters. Muito boas!!!

A the Middle ainda não vi... vou pegar a dica!!

Quanto a grande familia... acho que já deu! Eu realmente não perdia um episódio... mas não consigo assistir mais!!

:D

Luisa disse...

Falou tudo: os bundy SAMBAVAM na cara da sociedade! Amooo o Al e amo a Peggy e a filha vadia! ahahahah..até o colega de trabalho da loja de sapatos eu gostava

railer disse...

eu gosto de modern family e curti muito 'um amor de família' (married with children) quando passava na tv!

Marinhovski disse...

Adoro todas essas séries, e The Middle é minha joia atualmente. e Married with children foi uma das melhroes coisas de todos os tempos. Como não amar as desventuras de Al Bundy, com sua infame loja de sapatos, e a vizinha feminista?

Descobri seu blog hj, e adorei. Se puder dps, dê uma passada no meu: http://imagenseacoes.blogspot.com