quarta-feira, 11 de maio de 2011

a marcha das vadias

E você acha que machismo e misoginia é coisa só de Brasil? Nana-nina. Ouviram falar da "Marcha das vadias"?

Tudo começou porque um bonito dum policial no Canadá declarou, numa palestra em uma universidade em Toronto, "que as estudantes do sexo feminino deveriam evitar se vestir como 'vadias' para não serem vítimas de assédio sexual". Ou seja? A culpa, especialmente de assédio e estupros, é sempre da mulher. Bonito, hein Seu guarda?

O bacana dessa história é que isso não passou por menos. As alunas da instituição criaram o movimento "SlutWalks" (algo como "marcha das vadias"), para protestar contra o policial. Daí o movimento acabou ganhando força em outros países também.

Eu fiquei feliz com isso porque, pra minha tristeza, as mulheres costumam ser mais machistas que os homens. Eu esperaria um monte de "ele está certo, mulher que se veste assim tá caçando mesmo". Mas se as universitárias locais e outras mulheres no mundo inteiro se indignaram com a declaração infeliz então eu sou levado a crer que há esperanças.

Desde sempre os homens podem tudo e não são responsabilizados por nada, especialmente no tocante à violência, verbal ou física, contra as mulheres. Os homens têm direito principalmente (muitas vezes colocado como dever até, e aí é outro problema) de manifestar sua sexualidade; deveria ser natural, portanto, que as mulheres também tivessem esse direito e, portanto, se vestissem como bem entendessem. O fato de uma mulher usar um vestido curto (para seduzir, que seja) não dá a homem nenhum o direito de violentá-la.

É preciso que se encerre essa cultura, mundial, de culpar a vítima. Ninguém estupra ninguém por obrigaçao. Aliás, ninguém deveria estuprar ninguém e ponto final.

Enfim, "marcha das vadias", se rolar no Brasil eu tô aí com vocês. Porque a mulher pode tudo -- até transar, se quiser.


P.S.: Por essas e outras que eu continuo achando que a Nova tem seu valor. Ainda mais quando coloca a piriguete mais bem resolvida do mundo na capa.
.

6 comentários:

Alan Raspante disse...

Nem tinha me tocado que era a Maria (do bairro) nesta capa. Tinha que por uma legenda bem grnde com o nome dela!

Bacana a tal da Marcha. É as mulheres mostrando ter voz e independência para qualquer coisa que se propõe! Vamo lá mulherada!

Caroline disse...

Gostei demais do movimento. Apoiado!!

Abs,

Rodrigo disse...

Super apoio o movimento!
=D

Janaína disse...

Bóra marchar!!

Sarah disse...

G Z já para encabeçar a passeata!

Dizzy Miss Lizzy disse...

Marcha das Vadias no Brasil já existe! Rolou em SP e Curitiba, se não me engano. Acho digníssimo!