quarta-feira, 8 de junho de 2011

no Capricho

Numa época em que a variedade de revistas masculinas não era farta como hoje, e que revista masculina pra adolescente não existia (epa!, ainda não existe), um jovem louco que gostasse desse meio de comunicação tinha que se virar.

A gente sempre conseguia uma Playboy, nunca com a facilidade de hoje (ah, como eu amo a internet), mas ainda assim, se queria ler alguma matéria (sorry, gente, eu sei que é bizarro, mas eu lia também) sobre o tipo de coisa que era problema pra você aos 14 anos, acabava tendo de apelar pras femininas mesmo.

Foi nessa que, durante anos, eu acompanhei a Capricho. Eu já gostava de revista e já me interessava por elas como media mesmo. No caso da Capricho, minhas irmãs foram adolescentes no bem sucedido período da "revista da gatinha", então eu já a lia havia um tempo. Fora isso, eu ria bastante, revista feminina sempre é engraçada. Desse modo, pra ilustrar este post que vem pra lembrar de capas bacanas e históricas, escolhi algumas poucas. Deixa eu comentar brevemente cada uma.

A primeira que merece consideração é a do topo deste post, de agosto de 1987, estrelada (pela enésima vez) pela Piera. A Piera era dessas modelos que ficavam marcadas como "a cara de uma revista" (tanto que foi capa da Playboy, em 93, sob o título de "gatinha da Capricho"). A "revista da gatinha" foi o reposicionamento adotado pela Capricho em 1982, quando deixou de ser uma publicação de telenovelas. Essa carcaça de revista da gatinha teve seu auge de 1985 a 1988, euquanto foi dirigida pela Celia Pardi.

Em 1989 tentaram emplacar uma Capricho Boys. Eu soube dela por alto na época. Mas naquele tempo um cara de 19 anos tinha mais com o que se preocupar. Era comum que se casassem aos 24, 26 anos... :O
Em janeiro de 1992, já sob a esquisita (mas também muito bem sucedida) direção de Mônica Figueiredo, a revista fez uma capa onde Piera "simbolicamente" passava o bastão para a então super bochechuda Luana Piovani. Depois dessa, ela foi capa mais umas mil vezes (a gente já não aguentava).
Um mês antes, porém, a edição de fim do ano de 1991 fez muita menina na minha sala suspirar. Eram tempos de capas mais criativas (e conteúdo, ainda que voltado pra adolescente, muito melhor).Esta capa, de março de 1993, é clássica e icônica: numa época em que camisinha ainda era bicho de sete cabeças, a revista pôs sua já estrela Luana Piovani segurando uma (e dizendo que TEM que usar). Foi tão marcante que a gente nem reparou na época que o queixo da Luana era torto.Outra capa dos bons tempos foi essa, de maio de 1992. Contra todas as convenções, a Capricho pôs um cara, de costas!, na capa. A capa por si só, além de surpreendente era linda. Mas tinha mais:A segunda e a terceira capa foram de fato capa -- uma continuação da principal. Golaço da revista. (Só morri de dó da modelo, porque, né?, ela nunca vai poder provar que era ela mesma na capa da Capricho, rs).
Salvo engano, essa capa, de agosto de 1993, foi escolhida a melhor do ano na Abril. Com razão, né?
Pra fechar, a primeira capa de Fernanda Lima, noviiiiinha e desde sempre com cara paty-gente boa.

Bom, sobre as capas da Capricho é isso, por ora. Muita coisa já, né? ;)

.

10 comentários:

Dan disse...

eu lembro da capa do Beija eu!
ahahahah

adorei o comentario lá no naipes!
de verdade!
=)

bjo gatão

Caroline disse...

Nossa velhos tempos...

Abs,

Tô Ligado disse...

uhauhaua

Eu tbm lia as das minhas colegas de sala... meio escondido, mas lia!

=P

o Humberto disse...

Dan, o comentário foi sincero, como sempre. ;) E que legal que vc lembra dessa capa!

Carol, velhos tempos nada, foi ontem! :P

Tô Ligado, o mais engraçado é que era eu quem levava pra aula, hahaha. Capricho, Playboy, Elle, era tudo eu que levava. Tem gente que até hoje lembra de mim como "o menino das revistas". Só pra constar, era muito problemático levar qq uma, p sempre dava confusão no meio da aula, especialmente, claro, com as Playboys.

alan raspante disse...

Ah, não lembro de nenhuma, mas TAMBÉM, né?

Mas, muito massa as capas escolhidas... Agora, me diz, porque hoje em dia a Capricho parou de tentar inovar?

...TEMPO [pra respostas]...

Diego disse...

Não entendi. Você tem essas revistas?

Sarah disse...

Adoro as capas antigas, tão mais criativas!
Essa da F. Lima é linda, a do beijo é realmente ótema, o rapaz na capa é o Ivan Bertazzo, que foi ou é ainda marido da Andréia Reis,até a capa da Fofão Piovani tá bacana,a Piera é um clássico da Capricho e o primeiro rapaz é o César, é isso ou tô errada?
Saudades dessas Caprichos!

o Humberto disse...

Sarah, cê tem certeza que a gente não cresceu junto? Vc não é minha amiga invisível materializada? Hahaha, mas acertou tudo! Todos os detalhes, nota 10!

Adoro você, adoro. Beso!!

Élly disse...

Olá, você tem essa capa da Capricho com Fernanda Lima?

Adoraria comprá-la, e sei q não seria barata.

Élly
http://fernandalimaguria.blogspot.com

Elaine Chermont. disse...

Humberto eu penso que a gestão da Mônica foi a mais colorida,criativa,e divertida de toda a história da revista,lembra da capa delicada da Cindy vestida de anjinha? E a da Malu na capa da edição especial disney,com fundo amarelo e logo vermelho? E trce uma edição de natal tão gordinha,e linda,que vinha até com uma árvore de natal de brinde para montarmos,ah como eramos felizes e informadas,sim,a revista tinha conteúdo bacana,tempos bons <3 <3 <3