domingo, 4 de setembro de 2011

never being boring



Imagine um adolescente tímido, muito tímido. Do tipo que passava mal só de ser convidado pra uma festa (e que, por isso mesmo, nunca era convidado).

Esse era eu, em 1991. Novinho e bobinho de dar dó. Mas como qualquer pré-adolescente eu era cheio de sonhos e, sabe lá Deus por quê, eu tinha certeza que cedo ou tarde eu os realizaria.

Nessa época, inseguro que só eu, era louco por um clipe do Pet Shop Boys. Sim, esse mesmo aí em cima. Porque um desses teenage dreams meus era um dia me jogar numa festa assim, cheia de amigos e de amigos dos amigos, simplesmente curtindo tudo e sendo feliz a noite inteira.

Vê como são as coisas: Eu fui vivendo, esqueci desse "sonho" (ainda bem, né?), fui conhecendo pessoas, vivendo de tudo. Mas sempre que via o clipe pensava na tal festa, na delícia que seria uma festa assim, uma noite assim.

E aí, alguns muitos anos e muitas festas boas depois, numa bela noite eu saio de casa despretensiosamente -- e a tal festa "clipe de Being Boring" acontece. No meio da noite olhei ao meu redor, senti meu sorriso no rosto, e a música e as imagens todas do clipe vieram à minha mente -- porque era exatamente tudo aquilo que estava acontecendo.

Me joguei (todo mundo se jogou). E a sensação de que os tais sonhos, mesmo os mais inocentes, acabam realmente se tornando realidade uma hora me fez sair da festa com o mesmo brilho nos olhos dos 13 anos. O bacana da vida é que ela tem seu próprio tempo, e no fim tudo o que você tem que fazer é ir vivendo de tudo, curtindo cada experiência -- never being boring. Acho que isso é o que importa.


'Cause we were never being boring
We had too much time to find for ourselves

And we were never being boring
We dressed up and fought, then thought make amends
And we were never holding back or worried that
Time would come to an end
We were always hoping that, looking back
You could always rely on a friend

14 comentários:

Rodrigo disse...

que lindo

alan raspante disse...

E o estranho sentimento de realização completa. Agora você pode dizer que tem ou está tendo uma vida plena e feliz.

FOXX disse...

pois é, todos nos temos os nossos sonhos adolescentes, o meu sempre foi namorar, nunca realizei o meu como vc...

Heron disse...

Adorei Humberto!!!! Ligo pra vc amanhã. Abraço e ótima semana!

Lobo disse...

Eu era do time dos tímidos. Agora eu sou apenas chato com o meu sono hahaha.

Agora a frase final é daquelas pra pregar na porta da geladeira pra sempre dar de cara com ela todo dia de manhã.

"O bacana da vida é que ela tem seu próprio tempo, e no fim tudo o que você tem que fazer é ir vivendo de tudo, curtindo cada experiência -- never being boring. Acho que isso é o que importa."

Beijo Humberto!

Caroline disse...

Palavras inspiradoras!! Adorei. É bom começar o dia assim.

Bjo.

Caroline disse...

Ah! Essa música é demais!! Faz lembrar que tudo é possivel.

Ju disse...

AMO essa musica! E engraçado o meu avô também amava! heheh
Lembro que no meu casamento pedi para o DJ tocá-la!
bjos, ju

João Fco. Viégas disse...

É bom fazer parte do time dos que viram, vieram e venceram!

Depois tem uns que dizem que o universo não conspira...

heheheheh

Dan disse...

é. a vida, de repente, acontece!
que bom que pra vc ela aconteceu de verdade!
bjo querido!
boa viagem viu? e boa prova!
nos falamos na volta!
=)

Serginho Tavares disse...

tudo que queremos acaba acontecendo quando a gente menos imagina não é?

beijos

Sarah disse...

Nossa, eu lembro dessa música, era da novela Meu bem, meu mal, rs.
E isso de que mais cedo oumais tarde o que sonhamos se realiza, e verdade, a gente cria mentalmente e quando acontece, nem acredita...

Ro Fers disse...

Isso que é se jogar na vida...

railer disse...

tudo bem que você podia ser tímido, mas posso te imaginar dançando loucamento no quarto, na frente do espelho! hehehe