quinta-feira, 22 de setembro de 2011

it's the end of R.E.M. as we know it

Minha manhã de terça-feira começou sinalizando que o dia seria um daqueles em que tudo dá errado -- e por boa parte dele foi mesmo. Acordei mais cedo para chegar pontualmente ao escritório da minha nova aluna, acordei bem disposto, deixei tudo pronto e parti. E como ainda não tirei a bonita da carteira, fui do ônibus. Como o local da aula fica numa região da cidade que eu não visitava há algumas duas décadas, fui achando que tudo era como antes -- resultado: me perdi.

Peguei o celular pra avisá-la de um possível atraso, já que estava não sei onde, e dei-me conta de que não tinha salvo o número dela (muito bonito e profissional de minha parte isso). No fim, num desses pequenos milagres, fui orientado por uma boa alma e cheguei ao local com apenas cinco minutos de atraso. E dei minha aula.

Toda essa ladaínha apenas para falar que apesar de tudo ter dado errado até ali (e por mais um pouco, depois), em determinado ponto da aula fizemos um exercício de listening e ouvimos determinada música. E naqueles cinco minutos eu me perdi em pensamentos, me perguntando, mais uma vez, como música pode ser tão bom (já devo ter feito uns 20 mil posts sobre isso). Fato é que não importou o quanto tudo estava saindo errado, bastou uma música e eu me situei: leis de murphy acontecem, mas ninguém precisa morrer por isso -- a vida ainda é mais que isso.

E esse papo todo do quanto eu amo música vem porque na hora em que pensei nisso nessa aula lembrei logo do R.E.M., banda injustamente pouco mencionada neste blog. O R.E.M., cujas músicas são de longe as que mais me tocam, as que chegam a algum lugar profundo na minha alma, seja nas melodias tristes ou nas mais alegres. Do R.E.M., que na mais murphy das coincidências, divulgou ontem ter chegado ao fim.

Parece que 2011 não está mesmo a fim de ser um ano bacana para a música -- Amy se foi, Claudia Leitte é atração do "Rock in Rio", o R.E.M. chegou ao fim.

Por mais que eu lamente a notícia, ao menos as músicas de Michael Stipe e turma estarão sempre por aí. Eu teria que fazer um post imenso pra citar todas que eu adoro. Mas escolhi a que mais tenho ouvido ultimamente, no vídeo aí abaixo.

Uma pena que tenha acabado. Mas com essa decisão o R.E.M. mais uma vez reforça minha admiração pela banda: soube a hora de parar e não vai ser mais um desses grupos que se mantêm na estrada apenas pela grana, fazendo um trabalho qualquer nota.

O R.E.M. pra mim vai ser sempre aquela única banda que conseguia me arrepiar com todas as suas músicas.



So long, guys. .
.

9 comentários:

alan raspante disse...

Eu, infelizmente, só fui conhecer o R.E.M a fundo com o fim da banda...

Diego Rebouças disse...

Ah pára! (com acento, porque sou antigo) A Céline é muito menos mencionada nesse blog que o R.E.M., por exemplo.

(rindo alta e demoradamente)

FOXX disse...

ok, eu não sabia o q comentar, pq eu gosto de REM, mas naum no mesmo nivel q vc... ai o Diego me faz esse comentário ai em cima?

agora sou eu q tow rindo aqui...

RaFa . disse...

Vão deixar saudade. Os cara mandam muito bem.

João Fco. Viégas disse...

Ohhhhh!

Eu também não tenho um vasto conhecimento do R.E.M, na verdade conheço por que meu irmão sempre ouvia!!

Conheçe meu irmão?
http://lennysmind.blogspot.com/

Certamente ele deve falar sobre isso em breve! Pq será que ainda não falou?

Abração!

Dan disse...

eu conheci por tabela, meus irmaos ouviam muito. trago boas lembranças relacionadas às músicas deles.

sdd de vc!
bj

Clenio disse...

Simplesmente devastadora a notícia.... Estou praticamente inconsolável, só não fico mais triste porque a obra ainda continua, firme e cada vez melhor.

Meu irmão realmente imaginou que eu faria um post sobre isso no meu blog, tenho que admitir...

Abraços
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

Serginho Tavares disse...

eu fiquei triste com a notícia mas enfim melhor terminar no auge mesmo

beijos

Lobo disse...

"Peguei o celular pra avisá-la de um possível atraso, já que estava não sei onde, e dei-me conta de que não tinha salvo o número dela"

Isso vive acontecendo comigo. GPS para professores particulares já!

Eu admiro muito bandas que sabem quando parar. Hoje me deu muita tristeza ver o show do Angra no Rock in Rio. O vocalista tá aguentando nada =/

Beijo Humberto!