sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

11 fatos tristes em 2011

Perdas fazem parte da vida. Mas isso não as torna menos dolorosas. Um ponto especialmente chato de 2011 é que foi muito forte a dor sentida pelos que se foram, pelos desentendimentos que não se solucionaram e pelo sofrimento, por problemas de saúde, de gente que a gente ama.

Meu mais profundo pesar, pra começo de conversa, pela morte do Kojak, meu nenenzinho, que foi forte até o fim, a ponto de me esperar pra estar comigo antes de partir -- não há post que dê conta do que eu sinto quando lembro disso.

Bom, se você lê este blog você tem ideia do quão chateado eu fiquei por a Amy ter me deixado.

Eu ainda estava bem abalado pela morte do Koji quando a coisa mais estúpida aconteceu e minha amiga Glau, aquela criatura alegre e iluminada, partiu também. Não tem explicação.

Outras coisas chatas nesse ano que passou:

- a tragédia da chuva na região serrana do Rio de Janeiro;

- o acidente nuclear no Japão;- o ataque suicida em uma escola no Rio de Janeiro;

- toda sorte de problemas de saúde, ninguém merece;

- gente mimimi soltando indiretinha em rede social, fazendo inferno. É o fim;

- Sarah, uma das leitoras mais queridas aqui do blog, sumiu com força. :(

- quem também anda sumindo são as joaninhas;

- doença de pessoas muito queridas.

=/


Que nenhum de nós tenha assunto para esse tipo de post no ano que vem.
.

2 comentários:

Alan Raspante disse...

Perdas fazem parte, mas também, né? Quem gosta??

A pior parte de viver é essa.

Caroline disse...

Se Deus quiser...

Bjos