sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

uma saudade

Sério, sinto falta de Wilhelmina Slater, de "Ugly Betty", como se fosse amiga de verdade. Na verdade sinto falta da série, que, como vocês sabem, assisti há pouco tempo. Não precisava ter acabado tão cedo, eu acho.

Muitas vezes, quando estou enrolando na cama pra dormir e pensando na vida, lembro das tramas que se passavam e, principalmente, no desfecho dos episódios. Sempre me diziam exatamente o que eu precisava ouvir (eu costumava assistir exatamente antes de dormir).

Ontem foi uma dessas noites. Fiquei pensativo até hora indevida. Imaginando o que Wilhelmina faria na minha situação.

Não cheguei a uma conclusão sobre que atitudes ela tomaria pra dar a volta por cima. Mas sei bem que ela estaria impecavelmente linda e bem vestida -- e por cima da carne seca. Já me pareceu solução suficiente. E um bom primeiro passo.

Bom dia a todos.
.

P.S.: Sim, pela minha fala a la Ilze Scamparini dá pra saber que este post, programado, foi escrito durante a madrugada. Enquanto estava pensativo. :P
.

5 comentários:

alan raspante disse...

Também gostava muito da série. Acho que vi apenas a primeira e a segunda temporada... Preciso ver a terceira e a última. Uma pena que acabou tão cedo.

Diego Rebouças disse...

Acho que você deveria adotar esse topete.

o Humberto disse...

Se meu cabelo não fosse igual o da Fátima eu tentaria sim, acho digno.

Serginho Tavares disse...

não assistia muito mas gostava apenas da Wilhelmina, a grande estrela da série

Heron disse...

Muito bom, muito bom!