sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Projeto Elma

Sexta-feira, verãozão, carnaval chegando, e os convites pra eventos e coisas do tipo pipocam a todo momento, o que é muito bom. Um único cuidado que se tem de ter nessas horas é o de, diante de tantas opções, não cair num Projeto Elma. Não sabe o que é Projeto Elma? Sabe sim, só não sabia que tinha esse nome.

Uma das várias expressões que eu aprendi nos meus bons tempos de Tom Comunicação foi justamente "Projeto Elma". Que nada mais é que aquele programa muito errado em que você se meteu ou pode se meter porque não saiu fora a tempo. Projeto "é uma furada".

O Projeto Elma geralmente vem em forma de algum tipo de convite que você fica sem jeito de recusar. É aquele almoço de domingo em família (dos outros) na hora que você preferia estar dormindo, aquela "festa" de aparências na noite em que você só queria se jogar na pista de dança, é aquela formatura do seu amigo no curso de Gestão da Rebimboca bem na hora em que tudo o que você realmente precisa é assistir uma novelinha descompromissadamente depois de um dia cansativo de trabalho.

Eu passei praticamente a vida sendo assim, topando esses programas medonhos por educação. Mas desde que me tornei um badass ano passado parei com isso. Não é por maldade, não é que eu não aprecie a atenção da pessoa em me convidar (vamos combinar que às vezes esses convites são feitos só de sacanagem mesmo, mas enfim). É só que eu não tenho mais idade pra ficar perdendo tempo com coisas, sei lá. Não tenho mais saco pra isso.

Há algumas semanas me lembrei de uma pérola da sabedoria que resolve o problema do Projeto Elma com precisão e finesse: Se você for convidado pra um desses, faça a Phoebe Buffay e diga "I wish I could, but I don't want to". O vídeo abaixo, de onde saiu tamanha sensatez, é um bom exemplo de como surgem esses convites pra Projetos Elma (e, claro, de como escapar deles com classe).



Enfim, tudo isso só mesmo pra explicar o termo pros amigos que me ouvem falar "Projeto Elma" e ficam sem entender. Fiquem atentos pra não se meterem em furadas, hein!

Ótima sexta-feira, ótimo final de semana!
E, lembrem-se, divirtam-se de verdade, e não por educação.
:D


Update em 11/02/12:
Aqui
, o relato real de um Projeto Elma daqueles.
.

11 comentários:

Janaína disse...

KKKKKKKKKKKK
Adóóóórooooo!! rs
Eu vivo me metendo em Projetos Elma sem saber. Ótima dica! Agora já posso rasgar finesse nas recusas.

FOXX disse...

sejamos práticos...

Raphael Martins disse...

Sábia Phoebe Buffay !

Alan Raspante disse...

Ontem me aconteceu isso. Sai do meu serviço e já estava pensando no combo filme + cama, porém, uma amiga me OBRIGOU a beber com ela (desses convites sem escapatória...), e foi uma merda....

Ou seja: necessito colocar este projeto em prática!

Caroline disse...

Adorei rsrsrs...Bjo

Diego Rebouças disse...

Fala a verdade: você aceitou minha amizade só por educação, não foi?

HOMOTOON disse...

Muahahaha, super badass. Mas é certo, ninguém merece programa over. Embora, um convite ou outro sejam quase impossíveis de recusar. Enfim, a gente tem que ser imparcial as vezes. rs

Garotos Modernos disse...

Olá, adorei o post mais principalmente o blog inteiro, mas vim te fazer uma proposta da uma passada no meu blog e se gostar pode segui-lo e comenta-lo que logo farei o mesmo beijos...

Reginaldo disse...

rs agora já sei como chamar minhas roubadas! O problema é que as vezes eu acreditei que o programa seria ótimo e no final acabei dentro de um Pacote inteiro de "ELMAs"

Elma disse...

Bom saber. Pena que não vou poder usar a expressão.

Anônimo disse...

Só não gostei do nome do projeto, deve ser porque esse é meu nome....kkkkkk