quarta-feira, 27 de junho de 2012

me explica?

Porque eu sou burro e até hoje não consigo ver a linha que faz de um fato noticiário policial e do outro noticiário esportivo. E tô levando ainda mais tempo pra assimilar esse interesse repentino do brasileiro pelo UFC, fazendo do (esporte?) a segunda paixão nacional. A quem interessa isso, de fato?

E você aí reclamando do futebol, hein?
.

10 comentários:

Cores da Crise de meia idade! disse...

HH,
Vc não é burro!
Apenas NÃO se embruteceu como grande parte das pessoas (o que eu admiro, mas sei o quão dolorido essa "virtude" pode ser!)

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

taí ... eu tb não entendo muito isto não ... rs

Alan Raspante disse...

Também não estou entendendo muito essa mania, mas tem gosto pra tudo, ne? Até pra violência...

@framia_rocker disse...

A diferença está que uma é agressão televisionada e "politicamente correta", nota-se que é um "esporte", a outra é uma agressão onde o segundo lutador não queria lutar ashuashuashuashuashuashuas ou seja uma prática anti-desportiva

Bjos Humberto

garotasdocontra-official.blogspot.com

Lorena disse...

Humberto, hoje a Lorena Explica!
O UFC é um evento antigo, já muito popular fora do Brasil, que antes só era televisionado no Brasil pela rede fechada, e não muito divulgado. Basicamente via quem era lutador e seus familiares. Porém, recentemente a Rede TV começou a exibir lá pelas tantas da noite os combates e isso deu a ela uma audiência inesperada. Passado um tempo, a Globo percebeu que perdia audiência para o UFC da Rede TV e se dá audiência a Globo compra, né? Infelizmente isso coincidiu com a vitória do Anderson Silva contra o Vitor Belfort, que teve grande repercursão mundial. Assim a Globo uniu "brasileiro com mídia mundial" + programa de audiência e fez disso seu carro chefe nos últimos meses, justamente para atrair mais audiência para a transmissão do UFC. Deu certo e ela comprou os direitos do TUF, que já está na milésima edição lá fora.

Eu, particularmente, não acredito que o UFC estimule a violência e acredito que isso é um pensamento muito pequeno e raso a respeito do assunto. Assim como qualquer outro esporte (sim, esporte) requer muita disciplina. Há inúmeros casos de lutadores profissionais que eram drogados e se recuperaram através da prática da luta. Ainda vale lembrar que o boxe taí a mil anos e ninguém nunca condenou. O muay thai existe a séculos, é uma arte milenar tailandesa.

O que eu discordo é a Globo bombar o assunto UFC/MMA pura e simplesmente par ter audiência (como sempre faz), sem trabalhar direito a idéia. Lembremos que o futebol com suas torcidas organizadas já matou vários torcedores. No mineirinho sábado tinha 16 mil pessoas e não vi nenhuma manchete de ocorrências policias após o evento.

Beijos!

Mr. TV disse...

adorei o Lorena Explica! Curti mesmo :)

o Humberto disse...

Arrasou Lorena! ;D

Eu conhecia o UFC sim, lembro do Vitor Belfort, acompanhava de longe quando eu morava nos EUA 10 anos atrás, onde o esporte faz muito sucesso.

Eu particularmente acho péssimo, não consigo entender como nessa altura da evolução (??, rs) da humanidade, ainda se precise ficar esmurrando Deus e o mundo até cair desacordado. Mas enfim. E sim, violência no futebol é uma merda tb.

Dito isso tudo, agradeço muito o comement, é o tipo de feedback que dá gosto ter um blog. :D

Abração pra você Dona Lorena e pra todos que comentaram.

`P.S.: Nunca mais escreveu no seu, né? Volta! :)

Raphael Martins disse...

Acho coincidência demais o UFC virar moda depois que a globo passou a transmitir. Forçaram a barra na cara de pau...

Edilson Cravo disse...

Humberto:

As pessoas estão tão embrutecidas...nada mais natural do que o aumento da procura destes "esportes" onde podem externar sua ira dentro e fora dos "centros esportivos" e "cadimias" do Brazell a fora.

Abraços.

Atilas disse...

Somos dois que não entendemos...