segunda-feira, 30 de julho de 2012

pra se matar mesmo

Já li o tal "O Céu dos Suicidas". A leitura é rápida, em menos de duas horas vai.

Escolhi esse livro por conta da indicação de uns intelectuais que eu sigo (e gosto) no Twitter. A promessa era de uma obra riquíssima, profunda, e um dos twites que eu li me deixou tão interessado que eu comprei o livro no mesmo dia.

Minha análise sobre "O Céu dos Suicidas" vem em duas observações:

1) Um grande mimimi de coxinha.
2) Um grande bem-feito pra mim, que saio acreditando em intelectual de Twitter.

Não é nem de longe o pior livro que eu li. É até legalzinho, mas legalzinho não vale quando você está esperando uma obra que vai mexer com você. Não recomendo, ou recomendo sem que se crie grandes expectativas.

Fiquei muito mais interessado em saber quem é o autor e porque tanta pagação de pau prum livrinho tão pouco a ver.
.

5 comentários:

Carline disse...

Detesto ler algo que a crítica fala que é bom...sempre me decepciono...

Abs,

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

eu tb li e tive a mesma impressão sua ... muito mimimi ...

E ヅ disse...

O tal Bruno Mezzenga Mazzeo bem que avisou que não tem inteligentes no tuíter... :-P

Edilson Cravo disse...

o Humberto:

Nunca li, nem comi..só ouço falar...ahahaha.

Fiquei mto curioso a respeito do Guia Politamente Incorreto de Filosofia...parece bacanérrimo. (Pondé)

Linda semana. Abraços querido.

Reginaldo disse...

Humberto
sabe que já não tenho muita paciência para livros ruins :-(
Ultimamente não tive sorte nos livros que comprei também por indicação ou crítica. Mas sigo, estou com alguns títulos em casa pendentes para ler, talvez encontre um legal. Boa sorte ai!