quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Bruna Lombardi, 60 anos

Qualquer criatura que goste de revista e que saiba minimamente sobre a história recente das revistas brasileiras tem seu respeito pela Bruna Lombardi.

Eu já falei sobre ela várias vezes aqui no blog, mas creio que nunca especifiquei o fascínio que tenho pela história de capas que ela tem. O rosto da Bruna esteve em todas as capas inimagináveis nos anos 70 e 80. Desde muito novinha até a maturidade, ela sempre esteve muito linda e sempre garantiu capas maravilhosas.

Hoje tenho muitas revistas aqui em casa (até preciso me livrar delas, só não consigo), mas houve um tempo, quando era criança, em que eu colecionava só as capas delas (essas miniaturas mesmo, que vêm em anúncio de assinatura ou da própria revista). Colecionava porque já gostava de revistas e porque adorava ver a História através das capas, como as coisas mudavam (ou não), como iam evoluindo (de novo, ou não), a moda, os padrões de beleza, as questões sociais. Cada vez que achava uma capa mais antiga era uma excitação só, era uma pequena vitória e um monte de coisa pra aprender.

Meu interesse maior, desde a época de colecionador-mirim, sempre foram as capas dos anos 70 e começo dos 80. Justamente o período em que mais eu dava de cara com as capas estreladas pela Bruna Lombardi.

Enfim, falei de tudo isso porque no dia de hoje minha musa revisteira completa 60 anos. Isso mesmo, Bruna Lombardi tem 60 anos. E continua linda.

Pra ilustrar este post escolhi minha capa favorita da Nova (de setembro de 1983, edição de 10 anos da revista). Lembro nitidamente do dia que eu a vi a primeira vez (eu tinha meus 13, auge do sonho). É uma coisa de fascinação mesmo. Como nerd das capas, sei de um milhão de outras capas melhores, conheço capas da própria Nova muito mais interessantes (sim, existe capa da Nova interessante), mas considero essa uma pintura: há tudo que uma capa de revista precisava ter em 1983, há toda uma coerência com a proposta da Cosmopolitan, mas há esse rosto da Bruna, esses olhos, de onde os meus olhos não conseguem desviar. Seguramente uma das capas que mais representam alguma coisa pra mim.

É isto. Felicidades Bruna, sua eternamente linda!


P.S.: E aquela piadinha que a gente fazia, lembram?, chamando fulana de "sexy-sagenária"? Pois é, mané, não cola mais.
P.S.2: A coleção de Novas da Bruna! Começa em abril de 1975 (não encontrei a capa, mas depois atualizo o post) e vai até setembro de 1993 (ao lado de Regina Duarte e Luiza Brunet).

** eu olhando isso e sendo criança outra vez. :) **
.

7 comentários:

Alan Raspante disse...

Ela já tem 60??? Mas, gente...??

Edilson Cravo disse...

Ela é linda mesmo.

Abraços querido.

Teago de Assumpcao disse...

Ela é muito bonita, mas não lembro uma novela ou serie que ela atuou..

Mr. TV disse...

Ah, eu lembro sim da Bruna, sempre muito bela, linda demais!

Clenio disse...

Bruna é linda demais. Tão linda que não convenceu como jagunço em "Grande sertão: veredas". Aliás, quase nunca convenceu como atriz, né? Mas quem precisa convencer alguém, tendo esses olhos??

Abraços
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

Anônimo disse...

É impressionante como a minha história com as revistas se assemelha a sua. Também colecionava as capas dos suplementos que vinham na revista Veja(ainda tenho muitas,rs.)Depois começei a procurar as revistas pelas capas,a edição de 83 que também é minha preferida,foi definitivamente a que me inspirou a guardar e colecionar as capas de Nova.Comprei muitas,inclusive esta.Quando me mudei para São Paulo tive que me desfazer das revistas,mas é claro que guardei as capas.(não me livro delas por nada)Ainda sou encantado com a Bruna e sei que tudo começou com essa imagem de Deusa que ainda é pra mim a capa mais linda que Bruna estampou.
Meu abraço admirado.
Rodrigo

o Humberto disse...

Que bacana, rapaz...
De onde vc é? Tem blog?

manda um email pra mim no endereço aí à direita.
;)