terça-feira, 9 de outubro de 2012

eu vou entrar, porque eu mereço ser feliz

- E aí, vamo entrar ou não vamo?
- Vai ter ninguém aí hoje, amigo, amanhã acordo cedo, vou entrar não.
- Mas o menino não conhece, tem que entrar nem que seja pra ele conhecer. Além do mais, fodas né?, já gastei o que não tinha, acabei de ver a Alanis, o feriado foi perfeito, azar se essa porra tá vazia. Vão bora Clênio, vamo entrar e vamos fechar esse fim de semana com chave de ouro. Tchau procê, Vitor, depois eu te conto se tava bom.


Foi mais ou menos isso mesmo a discussão, pra decidir se valia ou não entrar naquele clube, especialmente depois que o porteiro veio com um "vou mentir não, tem só 40 pessoas lá dentro"

O porteiro não mentiu mesmo: tinha 40 pessoas na pista, 20 bonitas, elegantes e sinceras e os 20 amigos imaginários delas.

O dance floor no fim das contas tava ótimo. Tinha até uma louca lá, saída não se sabe de que Barreiro de Baixo (ou de Cima), que queria beijar todo mundo. Tinha também uma sapa gente fina resolvendo a vida amorosa da geral. Tinha até uma batalha fracassada de DJs que nos fez rir um bocado...

E tinha a coisa mais linda lá. Fazendo cara de "não te conheço, não amola?", mas ainda assim (aliás, principalmente por isso), a coisa mais linda. E aquele sorriso?

O jogo duro foi mútuo (vocês bem sabem, Humberto = badass). Quando finalmente se aproximou fez piada com o tamanho da minha camiseta. Tirou onda com a minha cara. Mas no fim me deu aquele abraço que eu tava esperando. Aí eu tive que me fazer de durão pra não demonstrar muito que tava ali, enfim, quem devia estar. Na hora certa, no lugar certo.

Obrigado Destino por, um mês atrás, eu ter tido um feriadão tão bom com meus amigos que espantou minha preguiça dominical -- e não permitiu que, por um "desincentivo" do porteiro, eu deixasse passar a coisa mais fofa que podia ter me acontecido nesses tumultuados últimos 30 dias.

Obrigado Goku!


10 comentários:

Entre Amores disse...

Do nada, sem explicação, o amor bate à porta daquele que se permite escutar!
Feliz por vc HH!!

o Humberto disse...

É, meu amigo... vc acompanhou essa preparação e ajudou muito a me convencer a deixar a porta aberta.
S2
Obrigado pelo carinho, de verdade.
;)

Clenio disse...

Viu, eu dou sorte! Hahahaha

Falando sério, quem diria que aquela noite que não prometia nada seria tão especial, não? Mas é assim que as coisas boas acontecem, não é? Sem que a gente espere...

Torcendo por esse romance! :-)

Beijos
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

Caroline disse...

Ai...que gracinha! To torcendo viu! Bjo

Edilson Cravo disse...

Humberto:

O amor nos surpreende, invade e transborda.

Felicidades sempre.

Abraços, querido.

Diego Rebouças disse...

Que riqueza!

Heron Xavier disse...

Que notícia ótima Humberto!!!!!

Go go go! Abraço meu caro!

melo disse...

já passei dessas, noite cega, duvidosa e sem nada de promissor, antes quedar em casa mas o fogo do rabo e o coração faminto queriam não..
como diz amiga minha, na busca, a sede atrapalha, desencana d'água que o copo enche rapidinho...fato!

Leidi Callegario disse...

Não sei se vc chama esse tipo de coisa de acaso, coincidência ou destino... mas, na minha opinião, é coisa de Deus. Sempre acho que tem dedo de Deus em histórias lindas assim.

Pessoas bacanas merecem histórias bacanas. Boa sorte para vocês, de coração!

Alan Raspante disse...

A felicidade sempre está em lugares inesperados. Acredito nisso.