segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

alalaÔôôÔôôÔ

Puta coisa chata essa obrigação de estar feliz e sorridente o tempo todo. A felicidade se tornou a coisa mais artificial do mundo, perdeu todo o sentido. Porque agora não há intervalos pra tornar os momentos especiais felizes; há sim uma ordem de se estar alegre e festejante* o tempo todo, mesmo que você não tenha motivo nenhum pra isso ou mesmo que a única vontade que você tenha seja a de cortar os pulsos. Desde que na foto você apareça sorridente e com a bebida na mão está tudo em ordem com o mundo.

Puta que o pariu, mundo.




P.S.: Se esse post te pôs pra baixo, clicar na foto talvez ajude a melhorar um pouco a situação.


Update em 16/01/13: Walcyr Carrasco concorda comigo.


9 comentários:

Alan Raspante disse...

Concordo plenamente. Nem tem como não concordar...

Lucas disse...

Pra baixo? Mais?! (rsrs) Bem difícil...

Raphael Martins disse...

Essa cena é hilária mesmo... kkk

Edu ardo disse...

Putz, se tem uma coisa que não consigo fazer é posar sorrindo pra fotos - mesmo que eu esteja feliz! Só saio sorrindo "de verdade" no susto, desprevenido.

Copo na mão, só se for suquinho, guaranazinho, aguinha... Me julguem! :-) (agora estou sorrindo de verdade, mas não tem ninguém pra bater foto)

Edilson Cravo disse...

Humberto:

E existe os patrulheiros da felicidade total e absoluta, não seja feliz 24 horas pra tu ver...é expulso do crubinhu...hahahahah.

Linda semana. Abraços.

Caroline disse...

Amigo...se precisar to aqui, mesmo com algumas horinhas de distância.

Bjo

Caroline disse...

Adorei o vídeo kkkkkkk....

Anônimo disse...

Muito engraçado mesmo, quanto ao assunto também acho é uma cobrança por estar feliz, nada haver, ainda mais neste mundo louco e doido que vivemos, eu é que queria estar agora abraçado com um cara legal, simpático e verdadeiro, tá difícil viu achar alguém legal, até que eu consegui encontrar um, mas viajou ainda não deu notícias, aí que tédio, achei que tinha encontrado, ai, eu estou tão só, triste por vários motivos, pelo menos ri com esta série tão cômica. Abs.

Heron Xavier disse...

Concordo contigo Humberto sobre a tal felicidade, mas na boa: deixa rolar hehehehe se a gente não entra no contexto, estamos fora :(

Saudades do senhor viu....tempão sem te ver. Aqui, não entendi da bio que mencionou lá no blog, quem é heheheh

Abraço Humberto!