terça-feira, 22 de janeiro de 2013

mulher bonita II - Letícia Spiller merece todas as capas

Eu não assisto "Salve Jorge", mas vira e mexe, enquanto cozinho ou preparo uma aula, acabo ligando a TV na hora. E sempre, sempre, me pego impressionado com o quanto a Letícia Spiller tá linda. não, né?, ela É linda. Sempre foi. Mas sei lá, a gente espera que com a idade as pessoas deem uma envelhecida, é natural, ainda mais mulheres muito brancas. Mas ela, tal qual Jennifer Aniston, consegue ir ficando cada vez mais linda. É de se tirar o chapéu mesmo.

Abri o post, como vocês viram, com a capa da Letícia na finada Interview, lá em março de 1995. Acho que "Quatro Por Quatro" já tinha até acabado, mas ela ainda colhia os louros de sua inesquecível participação na novela. A atriz entrou na última hora na trama, substituindo a Adriana Esteves (que estava deprimida por conta das críticas por sua atuação em "Renascer", veja bem) e sob forte desconfiança do autor da novela, para quem ela era apenas uma ex-paquita.

Eu confesso que pra mim, já na época, não foi nenhuma surpresa. A começar pelo fato de que as jovens paquitas ralavam pra cacete e tinham um modelo de profissional ímpar com elas diariamente, Dona Xuxa (sem contar no marechal Marlene Mattos). Alem disso, Letícia fez "Os trapalhões" em 93, quando ainda conseguia ser bacana. Antes disso tinho feito ainda "Despedida de Solteiro", em 92. Enfim, não era qualquer novata. Tudo bem que eram um papel de protgonista que estavam dando pra ela, mas enfim. Fato é que ela chegou e roubou totalmente a cena das outras tres protgonistas (quem eram mesmo?).

Letícia mereceu todas as capas na época, e eu adoraaaava. Só não rolou a Playboy de 25 anos, que recusou mesmo, para minha revolta (acabaram apelando pra Galisteu, mas la Spiller veio linda de qualquer forma na seção "Dez Perguntas").

Nem sempre, a atriz fez boas escolhas (veja bem, do meu ponto de vista). Deixou de estrelar "Hilda Furacão" pra fazer "Zazá" (coraaaaaagemmm!!!) e abriu mãe de ser a Jade pra raspar a cabeça e fazer uma peça aí. Acontece.

No geral, entretanto, acho que além de ter mantido a beleza da juventude (diria mais, conquistou uma beleza madura ainda maior), penso que ela conduziu bem a carreira. Essa coisa mesmo de não ter feito Playboy naquela época (nem nunca depois, apenas uma capa fake pra revista), acho que ajudou muito pra ela não cair na armadilha de fazer sempre um mesmo papel, no caso o de gostosona. 

 Letícia mandou muito bem na primeira fase de "O Rei do Gado", em "Senhora do Destino", em "Amazônia", fez até "Malhação" com dignidade. E, claro, dominou "Suave Veneno", com sua espetacular Maria Regina (que lhe rendeu aquela sua segunda capa da Elle que eu amo até hoje).

Aliás, pra fechar este post, que era pra ser só fotográfico, fica o registro de que eu acredito que Letícia Spiller merece todas as capas de revistas possíveis: porque tá linda, porque sua personagem em "Salve Jorge" tem relevância, porque ela está mais madura, já tem uma história de mais de 20 anos na TV e pode ir ainda muito mais longe na carreira. E eu não tenho a menor dúvida que irá.

 Adoro a beleza. Adoro ainda mais quando vem com conteúdo.

Espetáculo!


7 comentários:

Alan Raspante disse...

Ela MELHOROU demais com o tempo! E como!

S.A.M disse...

Quero que o tempo faça o mesmo comigo! ~dica~

Heron Xavier disse...

Ow mulher bonita viu! Parece vinho.

Edilson Cravo disse...

Humberto:

Vamos precisar urgentemente procurar a fonte da juventude dela e da Maitê, marvadas mulheres lindas...rs

Abraços querido e linda semana.

Mr. TV disse...

amo Letícia Spiller desde sempre, linda! linda! Gata mesmo! E está comendo por fora na novela das nove, um talento. :)

Fred disse...

É gata, fato! E está melhorando como tempo... hehe! Bom te ver lá no TPM, Humbertão! Hugz, man!

Mr. TV disse...

melhor post do ano já! rsss