quarta-feira, 17 de julho de 2013

Susana é bonita e gostosa

Já falei de Susana Vieira outras vezes aqui no blog. Que eu me lembre, esta aqui e esta outra aqui. E todos nós sabemos da personalidade peculiar que ela se tornou nos últimos anos, algo que em alguns momentos beira o ridículo.

Apesar de tudo, Susana Vieira ainda representa pra mim uma grande atriz brasileira (como ela mesma passou a repetir). A verdade é que estamos falando de uma atriz de talento, com décadas de carreira bem sucedida e uma coleção de papéis marcantes na TV.

O que eu acho curioso é que as pessoas preferem esquecer tudo isso (junto com a geração de pessoas que não conhece nada disso e nem procura conhecer, como, alías, não procura saber de nada que veio antes). Virou via de regra tratar Susana Vieira como se ela fosse uma dessas subcelebridades que surgem do nada, não fazem nada de relevante e somem como vieram (Naldo e, agora, Anitta que não me deixam mentir). Daí sempre me pergunto, por que será que pegam tanto no pé da mulher? Será só porque ela resolveu se declarar diva e botar peitinho pra fora e viver do jeito que bem entende, fazendo a Lula 89 ("Sem medo de ser feliz")?

Sim, eu penso que é exatamente por isso. Mas o que tenho observado é que o que incomoda, e muito, é a ideia de uma mulher (ainda mais figura pública) envelhecer bem consigo mesma. "Donde já se viu uma mulher ficar velha e se achar bonita, não pode isso?! E uma mulher ficar velha e se relacionar/contracenar com um homem muito mais jovem, não pode de jeito nenhum!!" A reação à declaração de Susana na revista Joyce Pascowitch deste mês, de que sente falta de ser chamada para ensaios sensuais, só confirmou minhas suspeitas. Não, Dona Susana, o que se espera de uma senhora na sua idade, e com os sinais do tempo que a senhora já apresenta, é que você se recolha, se vista o mais coberta que puder e, principalmente, que não se ache bonita nem desejável -- mesmo que você ainda seja.

O "polêmico" episódio do banho de praia de Betty Faria confirma também que o que o público brasileiro espera das gostosas de outras épocas quando a maturidade chega é que elas sejam lembradas a todo momento, e da maneira mais pejorativa possível, de que a velhice chegou e de que a "beleza" acabou. 

A pior face desse machismo, do meu ponto de vista (e do meu amigo Vk., com quem sempre discuto a respeito), é que ao contrário das estrelas, os atores estão mais que autorizados a envelhecer, por mais embagulhados que fiquem. Eles são praticamente premiados por isso! Vide Antônio Fagundes, que contracena com Susana em "Viver a Vida", interpretando o sr. Pegador que come a secretária novinha (mesmo Fagundes que comeu outras novinhas em "Gabriela" e que comeu...). Quando é que uma gostosa dos anos 70 que tivesse se descuidado do aspecto físico como fez Fúlvio Stefanini estaria numa novela das oito, mesmo que fosse pra fazer uma dona de casa engraçada? Nunca.

A verdade é que há um preconceito, um temor muito grande com relação à velhice. Penso que pra muitas pessoas, o próprio medo de envelhecer faz com que elas repudiem a velhice feliz (e bonita e gostosa) das outras. Especialmente se as outras forem mulheres, sobretudo as famosas.

Não sei o nível do photoshop (saudades Torquatto na Quem), mas as fotos de Susana pelo sempre brilhante André Schiliró pra JP estão lindas. Lidem com isso.

Abraços, boa tarde.


P.S.: A questão da birra com o envelhecimento (e com o feminino, sempre) é também muito gritante no mundo gay. Nego enche a boca pra chamar o outro de "maricona" ao menor sinal de idade. Porque, né?, vai todo mundo morrer na casa dos 20 anos.


10 comentários:

Lorena disse...

Ai, Humberto! <3

Sou só amor por vc, querido! Estava muito em crise com esse padrão de estética imposto, principalmente, às mulheres. Estou formulando um post a respeito, mas estou pensando direitinho, afinal, como sempre, eu sou o personagem principal do texto...

Clap, clap. Não pare de escrever nunca.

Allysson disse...

Só o PS já rende vários outros posts... Precisando de um quarentão pra dar sua opinião a respeito, é só falar. ;)

o Humberto disse...

Lorena, minha amiga, não paro não de escrever não! =)
Posso até fazer umas pausas, por falta de tempo, mas não paro. Obrigado pelo carinho sempre!

E Allysson, meu caro, aguarde os outros posts. Vou fazer sim e quero ouvir todo mundo! Obrigado pelo comment! ;-)

Beijo pros dois.

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Querido!!! Vc está corretíssimo! Tudo isto beira o ridículo como todo preconceito. Mas eu tb sou #dessas - Suzana - ou #desses, como desejarem ... Falem mal mas falem de mim pois enquanto os cães ladram a caravana passa ... Vivas aos Velhinhos e Velhinhas ...

ps: Podem me chamar de "Maricona" ... eu gostcho ... rs

bjão

Clenio disse...

Olá, querido...

Eu gosto da Susana como atriz e acho realmente que essa intolerância em relação à idade chega a ser ridícula em uma sociedade que acha bonito aquelas mulheres-monstros de corpo deformado de tanta musculação e com voz de travesti. Susana é uma mulher de verdade, que não se deixa afugentar por preconceitos sem nexo, e por isso a admiro.
Porém, acho que em alguns momentos a arrogância dela põe essa conquista toda em risco... Humildade não faz mal a ninguém, né não?

Beijos
Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

o Humberto disse...

Obrigado Bratz, tem que deixar os cães ladrando mesmo! Famoso "late que eu tô passando, hahaha!
Abração!

o Humberto disse...

Clênio, meu querido, super concordo com a parte da falta de humildade (e acho que é aí que entra isso que eu falei dela dar umas viajadas na maionese).

Por outro lado, por mais insuportável que seja eu ainda entendo. Uma porque ela tem mesmo do que se gabar (não é uma Marina Ruy barbosa, cujo único talento é o cabelo). E duas pq eu acho que isso tudo na verdade é um meio que ela arrumou de se defender justamente dessa coisa toda contra ela. É discutível, mas eu acho válido.

Abraço pro sr! ;-)

Edilson Cravo disse...

Humberto:

Pra mim toda forma de preconceito é ridícula e acho que as pessoas infelizmente se doem tanto por ela ser feliz, namorar um cara muito mais velho, ter grana (num país de gente endividada ou falida)e cagar pras regras da sociedade. Amo a Suzana, acho ela incrível, despirocou um pouco? Deixa ela ser feliz...rs

Beijo querido e lindo fim de semana.

Alan Raspante disse...

Não posso dizer que gosto dela como atriz já que não vi ela em muitos papéis, mas acho que ela anda "viajando" muito. E o problema está aí: ela fala e faz umas coisas tão "nonsenses" que acaba perdendo o respeito. Aí complica mesmo, mas concordo contigo... Em partes, Susana sofre um certo preconceito por ser livre demais enquanto a maioria espera que ela seja o oposto disso.

Bem, sei lá... Até gosto, mas é o tipo de pessoa que eu não falo bem, mas também não falo mal, sabe? Até mesmo porquê não conheço e nem faz a mínima diferença...

Tô Ligado disse...

...Pera mole...