sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

depois daquele beijo

http://ohumbertoexplica.blogspot.com.br/p/blog-page_1.html

Vivemos todos pra ver este beijo.

Um primeiro beijo encenado que foi tão esperado e tão emocionante e inesquecível como nosso primeiro beijo na vida.

Abençoados os que entendem a importância desta cena histórica que assistimos esta noite, na televisão brasileira.

Mais do que nunca, um beijo pra vocês todos, meus amigos!
:-)



4 comentários:

Clenio disse...

Tenho asco (raiva, preguiça, desprezo) pelas pessoas que não dão o devido valor a essa cena. São pessoas que nunca tiveram que praticamente pedir desculpas por quem são e sempre foram respeitadas na vida. É triste ver que, além dos infelizes que veem isso como uma ameaça a seus valores tão arraigados que parecem doença, também outros gays achem que comemorar esse passo - minúsculo para o mundo, mas gigantesco para a aceitação e a tolerância - é exagero. Mal sabem eles que é pela coragem de exibir um beijo assim - puro, delicado, sem o menor erotismo - que o movimento glbt alcança as conquistas de que eles usufruem.
Ainda bem que aconteceu. Se foi por pressão popular ou interesses comerciais, não interessa. Interessa é que a Globo - tão conservadora e formadora de opinião - foi mais corajosa que a corja governista que troca vidas por votos.

Clênio
www.lennysmind.blogspot.com
www.clenio-umfilmepordia.blogspot.com

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Definitivamente histórica ...

Eduardo de Souza Caxa ש disse...

Um beijo! Na boca! :-)

Tô Ligado disse...

Entrou para história e abriu portas. Mas acho que existiram outras personagens que poderiam ter encarado melhor essa tarefa.